Armazenamentos

05/10/2015 07h00 - Atualizado em 05/10/2015 08h45

Cinco dicas para cuidar do seu SSD e aumentar a vida útil do hardware

Gabriella Fiszman
por
Para o TechTudo

Os SSDs estão cada vez mais presentes no mercado e são considerados a evolução do disco rígido, o famoso HD. Apesar de serem uma opção mais segura, potente e veloz, essa tecnologia também possui vida útil limitada. Para aumentar o tempo de duração do hardware, existem algumas dicas e cuidados especiais que devem ser tomados.

SSD ‘ostentação’? Veja os modelos mais potentes disponíveis no Brasil

Confira na lista a seguir como cuidar da melhor forma do seu disco SSD e fazer sua vida útil ser prolongada.

Veja 5 dicas para preservar a vida útil do seu disco sólido (Foto: Divulgação/ Intel)Veja 5 dicas para preservar a vida útil do seu disco sólido (Foto: Divulgação/ Intel)

1. Deixe algum espaço livre

A primeira dica para preservar a vida útil do seu SSD é nunca preencher toda a capacidade do seu disco sólido, ou seja, sempre deixe um espaço livre na unidade. Isso porque os novos arquivos e carregamentos exigem espaço livre para que funcionem corretamente. Por isso, o recomendado é deixar pelo menos 25% do espaço livre para evitar problemas. Ou seja, em um SSD de 128 GB, tente deixar pelo menos 32 GB livres. Em um de 256 GB, 64 GB livres, e por aí vai.

2. Um SSD não deve ser desfragmentado

A desfragmentação de discos é muito comum em HDs, pois ela melhora a escrita e leitura de dados e como consequência deixa o computador mais rápido. Porém, o processo com os SSDs é diferente. Esse tipo de tecnologia ão possui discos magnéticos e, portanto, não tem partes mecânicas. Sendo assim, não há necessidade de fazer a desfragmentação.

Uma das dicas é nunca desfragmentar um SSD (Foto: Divulgação/ Samsung)Uma das dicas é nunca desfragmentar um SSD (Foto: Divulgação/ Samsung)

Vale lembrar que não é apenas por falta de necessidade que um SSD não deve ser desfragmentado, mas sim porque a ação pode danificar o software. Desfragmentar um disco significa realocar arquivos e fazer com que a porção de armazenamento do aparelho seja otimizada. Isso vai resultar em um grande consumo de espaço durante o período da desfragmentação e pode reduzir a vida útil do equipamento.

3. Veja se o TRIM está ativo 

O comando TRIM é essencial para o SSD, pois aumenta o seu desempenho, gera mais espaço livre e, além disso, aumenta a vida útil do dispositivo, já que menos ciclos de apagamento são usados. Porém, alguns computadores não vem com o TRIM ativado, por isso é importante verificar a ativação. Para confirmar se ele está ativado, siga os passos abaixo.

Conferindo se o TRIM está ativado (Foto: Felipe Alencar/TechTudo)Conferindo se o TRIM está ativado (Foto: Felipe Alencar/TechTudo)

- Use a combinação de teclas WinKey + X e clique em “Prompt de Comando (Admin)” para abrir o prompt com permissões de administrador. É necessário fornecer uma permissão antes de continuar;

- Na janela do Prompt de Comando, digite o seguinte, sem as aspas: “fsutil behavior query disabledeletenotify” e tecle “Enter”;

- Se a resposta for DisableDeleteNotify = 0, o TRIM está habilitado. Se for =1 ele está desabilitado.

SSD em conjunto com HD deixa o Windows mais rápido? Confira no Fórum do TechTudo.

No caso dele estar desabilitado, pode ser que o modelo do seu SSD não suporte esta função. Verifique no site da fabricante se há alguma atualização de firmware que implementa o suporte ao TRIM. Se não, o jeito será adquirir um SSD mais moderno. Veja no TechTudo o que é TRIM, como ele beneficia o seu SSD e como saber se está ativo.

4. Não realize escritas constantes 

Esta dica é para quem usa os SSDs em conjunto com HDs. Uma boa dica para aumentar a vida útil do seu disco sólido é evitar escritas nele. Isto é, fazer com que menos arquivos sejam gravados nos drives, mantendo-os como unidades de leitura. O ideal é gravar nos SSDs apenas arquivos de sistemas operacionais, softwares, jogos e dados que você quer acessar com rapidez. Ou seja, apenas grave aqueles arquivos que você quer ter facilidade de acessar e usa com mais frequência.

Limpar "áreas vazias" nos SSDs, além de ser desnecessário, pode danificar o software (Foto: Divulgação/ Intel) (Foto: Limpar "áreas vazias" nos SSDs, além de ser desnecessário, pode danificar o software (Foto: Divulgação/ Intel))Limpar "áreas vazias" nos SSDs, além de ser desnecessário, pode danificar o software (Foto: Divulgação/ Intel)

Além disso, você pode reduzir o número de escritas no disco evitando salvar arquivos temporários como, por exemplo, redirecionando o cache do navegador ou o disco de rascunho do Photoshop para um HD mecânico.

5. Não é preciso limpar as áreas vazias

Antes, era muito comum utilizar aplicativos para limpar “as áreas vazias” de um disco rígido. Isso fazia com que as unidades ganhassem um pouco mais de espaço. Porém, os sistemas operacionais mais modernos são habilitados com o TRIM, que faz com que os arquivos excluídos do computador sejam realmente excluídos. Portanto, “limpar áreas vazias” em um sistema moderno é completamente desnecessário, pois além de ser perda de tempo, o processo ainda pode desgastar o SSD com uma sobrecarga de informações e causar uma redução na vida útil do dispositivo.

Via Howtogeek e Andandtech

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Ricardo Macêdo
    2015-10-05T08:42:55  

    Eu creio que está errado o titulo do texto , não seria hardware,?

    recentes

    populares

    • Ricardo Macêdo
      2015-10-05T08:42:55  

      Mudaram