Notebook

23/01/2016 07h00 - Atualizado em 23/01/2016 07h00

Vale a pena comprar um notebook usado? Veja dicas

Raquel Freire
por
Para o TechTudo

A queda nos preços de notebooks novos fez muita gente desconsiderar a compra de um aparelho usado. No entanto, a saída pode ser uma boa, dependendo do objetivo de uso. Em alguns casos, adquirir um laptop antigo é mais indicado do que comprar um modelo direto da fábrica.

Confira os notebooks mais indicados para uso casual e doméstico

Neste guia, confira diferentes situações em que vale a pena comprar um notebook de segunda mão. Veja a lista completa com dicas para encontrar o computador perfeito para suas necessidades e não cair em ciladas. 

A navegação do aparelho é incrível (Foto: Raíssa Delphim/TechTudo)Confira dicas para comprar notebook usado (Foto: Raíssa Delphim/TechTudo)

Quando comprar?

Comprar um laptop usado pode ser uma ótima opção se você precisa usá-lo muito na rua e, ao mesmo tempo, seu trabalho não exige grande performance da máquina. Um dispositivo que não custe caro é perfeito para deixá-lo mais exposto, ao passo que, sendo roubado, a perda financeira não será tão grande.

Windows 10 atualizou? Saiba configurar seu antivírus para proteger seu computador (Foto: Melissa Cruz / TechTudo)Laptop usado é bom para quem precisa usar aparelho na rua (Foto: Melissa Cruz / TechTudo)

Outra situação em que vale a pena é quando você quer um dispositivo customizado, com mais memória instalada ou disco rígido de maior capacidade, por exemplo. A aquisição ainda é interessante quando o usuário quer presentear crianças que não têm idade suficiente para cuidar bem de eletrônicos; nestes casos, um modelo antigo com as funções básicas irá cumprir a função perfeitamente.

Quais precauções ter antes de comprar notebook usado?

Uma das principais medidas a tomar antes de fazer esse tipo de compra é procurar um vendedor confiável. Há vários sites de lojas especializadas que vendem notebook usado; normalmente, elas oferecem assistência técnica pós-venda, mesmo para aparelhos fora do prazo de garantia.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Mesmo comprando em sites como Mercado Livre, exija a nota fiscal do produto e informe-se sobre sua procedência. Dados como quantos donos já teve e que uso foi feito do laptop podem te ajudar a decidir levar ou não a máquina para casa.

Caso a nota fiscal tenha sido perdida, solicite um documento que comprove a troca contendo informações (CPF ou CNPJ) do vendedor. Se comprar de pessoa física, escolha quem mora na mesma cidade, o que lhe permitirá verificar o produto pessoalmente.

Características importantes de um bom notebook usado

Dê preferência para marcas famosas, como Lenovo, Dell e HP. As companhias fabricam notebooks com vida útil longa, o que é essencial para um aparelho de segunda mão. Corpo com maior resistência, garantia estendida e configurações robustas são um grande diferencial dessas máquinas que, por serem antigas ou seminovas, terão preço acessível.

Prefira marcas confiáveis, como HP, Dell e Lenovo (Foto: Luana Marfim/TechTudo)Prefira marcas confiáveis, como HP, Dell e Lenovo (Foto: Luana Marfim/TechTudo)

Por falar em garantia, este é um tópico importante e que deve ser considerado. Lembre-se de que não basta olhar a data da primeira compra; é preciso saber se o aparelho foi aberto ou passou por algum procedimento que rompa os termos da fabricante. Um notebook que recebeu memória RAM extra, por exemplo, pode ser até mais atrativo, mas é preciso ponderar se a atualização compensa a perda da assistência de fábrica gratuita.

Certifique-se também de que o equipamento virá com o carregador e a bateria. Outros acessórios, como fones de ouvido, CD de instalação e manual do usuário, são desejáveis, mas não obrigatórios. De qualquer forma, se o notebook vier sem esses itens você pode tentar pechinchar com o dono.

Chromebook Samsung ou Acer: qual a melhor opção? Comente no Fórum do TechTudo

Em relação às especificações, a configuração ideal será aquela que melhor atende suas necessidades. Veja os requisitos de sistema dos programas que você pretende usar para não comprar um notebook ultrapassado.

Verifique pessoalmente

Depois de analisar as especificações, peça ao vendedor para testar o produto pessoalmente. Caso tenha um técnico de confiança é uma boa ideia levá-lo na visita. Durante a avaliação, olhe minuciosamente as quinas do notebook, botões, portas USB, entradas de cartão de memória e outras aberturas.

Verifique se as teclas estão firmes e se não há nenhuma travada. A carcaça pode ter arranhões superficiais (outro aspecto que pode gerar desconto no preço final), mas não deve estar comprometida a ponto de quebrar em pouco tempo.

A tela também deve receber atenção especial. Peça para o vendedor ligar o dispositivo e veja se encontra alguma parte que exibe coloração estranha. O chamado “pixel morto”, que aparece com uma área preta, indica uma falha grave.

Outro item que merece cuidado redobrado é a bateria. Veja quanto ela descarrega num espaço de tempo de aproximadamente 10 minutos para projetar sua autonomia. Pergunte se a bateria que ali está já foi substituída e se é original de fábrica.

Bateria de notebook usado deve ser analisada antes da compra (Foto: Reprodução/Stella Dauer)Bateria de notebook usado deve ser analisada antes da compra (Foto: Reprodução/Stella Dauer)

Aproveite o test-drive do PC e, se possível, peça para executar os softwares que você mais usa e precisa. Se o antigo dono tiver formatado o laptop é provável que não queira instalar nenhum software, mas se ele aceitar você poderá ter uma boa ideia do desempenho na prática.

Custo-benefício

O percentual de queda do preço é importante. Compare o mesmo modelo do usado com um novo, caso ainda não tenha saído de linha, e analise o quanto poderá economizar. Também é recomendável confrontar dispositivos com especificações similares, novos e usados.

Comparar preço com modelos novos e usados é importante (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)Comparar preço com modelos novos e usados é importante (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)

Notebooks de segunda mão custam, em média, entre 20% e 60% de uma máquina nova. Fatores como tempo de compra, estado de conservação e presença de nota fiscal, entre outros, justificam a grande variação. 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares