Sistemas Operacionais

12/04/2016 07h00 - Atualizado em 12/04/2016 15h23

Conheça dicas para economizar bateria em notebooks com Ubuntu

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

Assim como os concorrentes Windows e Mac OS, o Ubuntu permite que o usuário defina uma série de configurações que afetam o comportamento do sistema, ajudando a economizar energia. Algumas dicas podem ajudar a otimizar a carga do Ubuntu enquanto usa seu notebook longe da tomada. Grande parte dos recursos não exige a instalação de nenhum aplicativo e pode ser realizada com facilidade.

Windows 10 ou Ubuntu? Canonical dá motivos para usar software livre

Para usuários mais avançados, é possível usar aplicativos específicos desenvolvidos para ajudar a fazer do Ubuntu um sistema operacional mais econômico. Confira.

Aprenda a configurar o teclado do Ubuntu para escrever no PC sem problemas (Foto: Divulgação/Ubuntu)Dicas ajudam a economizar bateria em notebooks com sistema operacional (Foto: Divulgação/Ubuntu)

Configurações de energia

O Ubuntu possui um recurso de controle do comportamento do computador em relação ao consumo. Mais simples do que o equivalente para Windows, a ferramenta permite definir o que o sistema deve fazer quando a bateria estiver baixa, quando você fechar a tampa. O ajuste também modifica o comportamento quando o laptop estiver na tomada.

Ubuntu permite que você aplique configurações de energia similares às do Windows (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Ubuntu permite aplicar configurações de energia como no Windows (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Bluetooth e Wi-Fi

Por padrão, o Ubuntu deixa o Bluetooth ligado o tempo todo. Em geral, essa tecnologia consome bastante energia, embora a versão 4.0 seja bem mais econômica. Se você não usa nada com Bluetooth o tempo todo, como teclados, mouses e sistemas de som externos, pode ser uma boa iniciativa desligar a rede para economizar. O mesmo raciocínio vale para o Wi-Fi.

O Bluetooth está sempre ativo no Ubuntu. Se você não usa com frequência, pode desligar (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Bluetooth está sempre ativo no Ubuntu, mas pode ser desligado (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Brilho da tela

Assim como no Windows e no Mac, o brilho de tela pode ser um vilão quando o assunto é a duração da bateria do computador. No Ubuntu, é possível regular o brilho dentro das configurações do sistema e, alternativamente, você pode controlar o recurso pelo teclado. Caso opte pelos ajustes do sistema, não se esqueça de selecionar a opção “Escurecer a tela para economizar”.

Reduza o brilho para não gastar muita energia (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Reduza o brilho para não gastar muita energia (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Papel de parede 

Essa dica é bem interessante. A equipe que desenvolve o kernel do Linux (parte do sistema operacional que conversa com o hardware) descobriu que telas LCD/LED usam mais energia para exibir as imagens em tons mais escuros. Assim, um papel de parede preto, por exemplo, vai consumir de 0,5 a 1% mais de energia.

Papel de parede em tom mais claro pode ajudar a economizar bateria (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Papel de parede em tom mais claro pode ajudar a economizar bateria (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Drives 

Manter cartões de memória, pendrives e HDs externos conectados sem razão é um grande vilão de consumo. O ideal é que você não esqueça de desmontar esses drives externos quando não está utilizando.

<b>Download grátis do app do TechTudo: </b>receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Desmonte (unmount) os drives que não está usando para diminuir o consumo (Foto: Reprodução/Filipe Garrett) (Foto: Desmonte (unmount) os drives que não está usando para diminuir o consumo (Foto: Reprodução/Filipe Garrett))Desmonte os drives que não está usando para diminuir o consumo (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Aplicativos

O mesmo vale para programas esquecidos abertos no launcher do Ubuntu. Feche os aplicativos da mesma forma pela qual você desmonta drives. Os softwares abertos indefinidamente residem na memória RAM do computador, custando energia, espaço e, consequentemente, performance.

Não esqueça aplicativos abertos no lançador: eles ficam na memória e acabam consumindo mais energia (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Apps abertos ficam na memória e consomem energia (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Navegar com Flash

O Adobe Flash consome desempenho e energia em qualquer sistema operacional. O ideal é fugir do plugin sempre que possível. Uma boa saída para prevenir consumo excessivo provocado pelo Flash é usar os navegadores Firefox ou Chrome. Ambos possibilitam a aplicação de configurações que o impedem de rodar.

Configure seus navegadores para que eles bloqueiem o Flash (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Configure seus navegadores para que eles bloqueiem o Flash (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Gerenciador

Existem alguns aplicativos para Linux, presentes no Software Center do Ubuntu, que permitem um controle mais preciso do computador para evitar consumo excessivo. Entre os programas, o destaque fica para o TLP (bastante avançado) e o Laptop Mode Tools, mais acessível e fácil de usar.

O Laptop Mode Tools permite configurar o sistema para se adaptar melhor a notebooks, inclusive com recursos de economia de energia (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Laptop Mode Tools configura o sistema para se adaptar ao notebook (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Qual é a melhor distribuição Linux? Comente no Fórum do TechTudo


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares