Por Felipe Alencar, para o TechTudo


Comprar um celular com bom custo-benefício no Brasil pode ser um grande desafio. Os smartphones top de linha custam muito – a exemplo do Galaxy S8 e do LG G6, que chegaram ao mercado nacional com preço mais alto do que o iPhone 7. Mesmo telefones como o Zenfone 3 e o Moto G5 Plus ultrapassam a faixa dos R$ 1 mil, oferecendo ficha técnica intermediária.

Para contornar os preços altos, consumidores optam por importar celulares de outros países, como os Estados Unidos. Dessa forma, é possível comprar os smartphones intermediários mais badalados do momento, com boas especificações e por valores mais baixos. Na lista a seguir, reunimos cinco telefones com bom custo-benefício que não estão à venda oficialmente no país, mas podem ser comprados no exterior.

Xiaomi Redmi 4 Pro é um dos celulares com bom custo-benefício para importar em 2017  — Foto: Divulgação/Xiaomi Xiaomi Redmi 4 Pro é um dos celulares com bom custo-benefício para importar em 2017  — Foto: Divulgação/Xiaomi

Xiaomi Redmi 4 Pro é um dos celulares com bom custo-benefício para importar em 2017 — Foto: Divulgação/Xiaomi

Vale lembrar que é preciso tomar alguns cuidados antes de se importar um celular. O primeiro deles é estar atento ao imposto de importação, que é de 60% sobre o valor do produto. Há chances do imposto não ser cobrado, mas não conte com isso. Lembre-se também que nas compras com cartão de crédito incide o IOF, que é de 6,38% e que encare ainda mais o valor do produto.

Também é preciso verificar se o chip 4G trabalha nas frequências utilizadas pelas operadoras brasileiras. Caso contrário, você pode acabar com um dispositivo que não reconhecerá as redes 3G/4G usadas no Brasil.

1) Xiaomi Redmi 4 Pro

O Redmi 4 Pro (ou Prime, como é conhecido internacionalmente) é uma boa opção de celular intermediário e, se fosse vendido no Brasil, faria frente a modelos como o Moto Z Play, da Motorola. Sua ficha técnica inclui tela LCD IPS de 5 polegadas com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels), processador Qualcomm Snapdragon 625 octa-core com 2,0 GHz de frequência e GPU Adreno 506. Ele ainda traz memória RAM de 3 GB e armazenamento de 32 GB.

Xiaomi Redmi 4 Pro é barato e tem especificações intermediárias — Foto: Divulgação/Xiaomi Xiaomi Redmi 4 Pro é barato e tem especificações intermediárias — Foto: Divulgação/Xiaomi

Xiaomi Redmi 4 Pro é barato e tem especificações intermediárias — Foto: Divulgação/Xiaomi

O Redmi Pro 4 conta com câmera traseira de 13 MP e uma frontal de 5 MP. O smartphone sai de fábrica com a MIUI 8 (interface própria da Xiaomi) e Android 6.0 Marshmallow. Ele ainda oferece recursos como leitor de impressões digitais, função dual chip e carcaça metálica nas cores ouro, preto e prata.

O preço do Xiaomi Redmi 4 Pro nas lojas de importação varia de R$ 500 a R$ 550. Porém, depois que o celular chega ao Brasil, ainda é necessário pagar 60% de imposto sobre o valor do produto. E se a compra tiver sido feita via cartão de crédito, ainda será pago 6,38% de IOF. No final das contas, o smartphone poderá custar de R$ 900 a R$ 1 mil.

2) Lenovo Zuk Z2

Lenovo Zuk Z2 chama a atenção pelo preço e hardware poderoso — Foto: Divulgação/Lenovo Lenovo Zuk Z2 chama a atenção pelo preço e hardware poderoso — Foto: Divulgação/Lenovo

Lenovo Zuk Z2 chama a atenção pelo preço e hardware poderoso — Foto: Divulgação/Lenovo

O Lenovo ZUK Z2 tem especificações técnicas superiores às da Redmi 4 Pro. A sua tela também tem tecnologia LCD IPS com 5 polegadas e resolução Full HD. O processador utilizado, porém, é um Snapdragon 820 quad-core, com dois núcleos trabalhando a 2,15 GHz e os outros dois a 1,6 GHz. A GPU também é melhor, uma Adreno 530.

Além disso, o celular da Lenovo tem memória RAM de 4 GB e 64 GB de espaço interno. A câmera traseira também oferece 13 MP de resolução, enquanto o sensor frontal é de 8 MP. O ZUK Z2 roda Android 6.0.1 Marshmallow e tem atualização garantida para o Android 7.0 Nougat.

O preço deste dispositivo nas lojas de importação gira em torno de R$ 570. Com a taxa de importação de 60% cobrada pela Receita Federal, o valor sobe para pouco mais de R$ 900. E nunca é demais lembrar do IOF de 6,38% cobrado em compras com o cartão de crédito.

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

3) UMI Plus

Os celulares da fabricante UMI também são interessantes, especialmente os modelos Plus e Touch. O UMI Plus traz uma tela de 5,5 polegadas com resolução Full HD e vidro 2.5D. O seu processador é um Helio P10 octa-core de 1,8 GHz. Ele também traz memória RAM de 4 GB e 32 GB de armazenamento.

UMI Plus tem tela de 5,5 polegadas e processador octa-core — Foto: Divulgação/UMI UMI Plus tem tela de 5,5 polegadas e processador octa-core — Foto: Divulgação/UMI

UMI Plus tem tela de 5,5 polegadas e processador octa-core — Foto: Divulgação/UMI

A câmera traseira tem 13 MP de resolução e flash LED duplo. Para selfies, o smartphone tem sensor frontal de 5 MP. O dispositivo ainda conta com leitor de digitais e suporta dois chips de operadora. A interface do UMI Plus também é baseada no Android Marshmallow.

O preço do telefone é de US$ 150, cerca de R$ 480, em conversão direta. Com todas as taxas de importação, o celular deve custar cerca de R$ 800.

4) LeEco Le Max 2

O LeEco Le Max 2, por exemplo, traz uma tela LCD IPS de 5,7 polegadas com resolução Quad HD (2560 x 1440 pixels). Para rodar o Android 6.0 Marshmallow de fábrica, o celular traz processador Snapdragon 820 quad-core (2 núcleos Kyro de 2,15 GHz e 2 núcleos Kyro de 1,6 GHz), que trabalha em conjunto com memória RAM de 4 GB ou 6 GB. O smartphone tem versões com 32 GB, 64 e 128 GB GB de armazenamento.

LeEco Le Max 2 tem um design arrojado  — Foto: (Foto: Divulgação/LeEco) LeEco Le Max 2 tem um design arrojado  — Foto: (Foto: Divulgação/LeEco)

LeEco Le Max 2 tem um design arrojado — Foto: (Foto: Divulgação/LeEco)

A câmera traseira tem sensor de 21 MP com flash LED duplo e estabilização óptica de imagem (OIS). A câmera frontal conta com 8 MP. ssim como os outros modelos que listamos aqui, ele traz leitor biométrico e tem função dual SIM.

O preço do Le Max 2 é de US$ 226, cerca de R$ 716 na cotação atual. Com os impostos, o seu valor final fica em torno de R$ 1.150.

5) Huawei Honor V8

E para finalizar a nossa lista, temos um celular com características de top de linha: O Honor V8, da Huawei. Ele tem uma tela de 5,7 polegadas com resolução Full HD e processador Kirin 950 Octa-core de 2,3 GHz. A GPU utilizada é uma Mali-T880 de 900 MHz de frequência. O seu destaque é a câmera traseira dupla de 12 MP e frontal de 8 MP.

Honor V8 tem câmera traseira dupla — Foto: Divulgação/Huawei Honor V8 tem câmera traseira dupla — Foto: Divulgação/Huawei

Honor V8 tem câmera traseira dupla — Foto: Divulgação/Huawei

Na lista de especificações técnicas ainda encontramos memória RAM de 4 GB e armazenamento de 32 GB ou 64 GB, que podem ser expandidos em até 256 GB via cartão microSD. A bateria conta com 3.500 mAh.

Da nossa lista, este é o aparelho mais caro: US$ 360, cerca de R$ 1.140 em conversão direta. Com todas as taxas e impostos contabilizados, ele pode sair por cerca de R$ 1.800. Ou seja, um top de linha com preço de intermediário no Brasil.

Como comprar celular nos EUA? Usuários trocam dicas no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo