Por Felipe Vinha, para o TechTudo


O Final Fantasy Tactics é um jogo de RPG e estratégia que foi anunciado em 20 de junho de 1997, no PSOne, o primeiro PlayStation. O game fez sucesso por ser um tipo único, na série clássica que só lançava RPGs focados em história, jogabilidade, exploração e desenvolvimento de personagens. Como primeiro de seu gênero na saga, o Tactics marcou uma geração de fãs e até hoje é lembrado como um dos melhores da franquia. A seguir, confira as principais curiosidades sobre sua produção, enredo e lançamentos.

Todas as versões possíveis

O Final Fantasy Tactics foi lançado no PSOne e permaneceu como exclusivo do primeiro console da Sony por um bom tempo. Porém, após alguns anos, o game finalmente chegou a outras plataformas, como PSP, com o relançamento Final Fantasy Tactics: The War of the Lions. O título levava a computação gráfica para cenas de história e tinha uma tradução melhorada.

Final Fantasy Tactics completa 20 anos — Foto: Divulgação/Square Enix Final Fantasy Tactics completa 20 anos — Foto: Divulgação/Square Enix

Final Fantasy Tactics completa 20 anos — Foto: Divulgação/Square Enix

O jogo também saiu para dispositivos móveis, como Android e iPhone (iOS), replicando a edição Final Fantasy Tactics: The War of the Lions. Antes disso, porém, a Squaresoft, na época, chegou a relançá-lo em coletâneas para o próprio PSOne.

Sequências?

O Final Fantasy Tactics não tem sequências diretas, mas há outros games que fazem parte desta “subsérie”. O Final Fantasy Tactics Advances é o jogo que saiu no Game Boy Advance, em 2003, e leva o jogador de volta ao mundo de Ivalice, mas não há muita ligação com o primeiro jogo da série. Já Final Fantasy Tactics A2: Grimoire of the Rift, do Nintendo DS, é sequência desta versão para GBA, mas não do PSOne.

Final Fantasy Tactics no GBA — Foto: Divulgação/Square Enix Final Fantasy Tactics no GBA — Foto: Divulgação/Square Enix

Final Fantasy Tactics no GBA — Foto: Divulgação/Square Enix

O primeiro game tático

O Final Fantasy Tactics não foi o precursor de jogo de estratégia em turnos, mas foi o primeiro Final Fantasy a fazer uso desse tipo de jogabilidade. Aqui as fases eram sempre batalhas, em que cada personagem agia após o outro, em sequências de acordo com sua velocidade.

Final Fantasy Tactics foi o primeiro de estratégia da série — Foto: Divulgação/Square Enix Final Fantasy Tactics foi o primeiro de estratégia da série — Foto: Divulgação/Square Enix

Final Fantasy Tactics foi o primeiro de estratégia da série — Foto: Divulgação/Square Enix

Sua história era desenvolvida apenas em cenas não-interativas e o jogador precisava acompanhar diálogos e cenas de ação sem fazer nada. As batalhas sempre seguiam o estilo de turnos, ainda que algumas tivessem objetivos diferentes.

Participações especiais

Lançado pouco tempo após Final Fantasy 7, o game Final Fantasy Tactics contou com a participação de Cloud Strife, herói do game citado, como personagem jogável. Era possível recrutar Cloud em determinada parte da aventura, quase ao final.

Cloud, de Final Fantasy 7, participa do game — Foto: Divulgação/Square Enix Cloud, de Final Fantasy 7, participa do game — Foto: Divulgação/Square Enix

Cloud, de Final Fantasy 7, participa do game — Foto: Divulgação/Square Enix

Outra participação digna de observação é de Aerith, considerada o “par romântico” de Cloud. Porém, Aerith só aparece durante uma sequência não-interativa e não é jogável. Ela faz parte da missão onde recrutamos Cloud para a equipe.

Versão japonesa exclusiva

A versão japonesa de Final Fantasy Tactics tinha conteúdo exclusivo, que nunca chegou ao ocidente, mesmo nos relançamentos. Entre pequenos itens e diálogos que só ficaram no Japão, há ainda histórias de personagens secundários.

Versão japonesa tem conteúdo exclusivo — Foto: Divulgação/Square Enix Versão japonesa tem conteúdo exclusivo — Foto: Divulgação/Square Enix

Versão japonesa tem conteúdo exclusivo — Foto: Divulgação/Square Enix

Esse tipo de conteúdo é considerado difícil de ser localizado em inglês, e, por esse motivo, não chegou a ser lançado por aqui. Eram trilhas em áudio que desenvolviam heróis e vilões que não apareciam por muito tempo na saga, mas que funcionavam como bom complemento.

O polêmico Orlandeau

O Cidolfus Orlandeau, um dos personagens do game, entra para a equipe do jogador quase perto do final do jogo. O problema é a sua força inigualável, o que deixa o game bem desequilibrado para o lado do computador. Isso é: todo o desafio vai por água abaixo, já que Orlandeau consegue derrotar qualquer inimigo com facilidade.

Orlandeau deixa Final Fantasy Tactics fácil demais — Foto: Divulgação/Square Enix Orlandeau deixa Final Fantasy Tactics fácil demais — Foto: Divulgação/Square Enix

Orlandeau deixa Final Fantasy Tactics fácil demais — Foto: Divulgação/Square Enix

A entrada de Cidolfus Orlandeau foi considerada polêmica por quem preferia que o game ficasse mais desafiador perto de seu fim. No relançamento de PSP e dispositivos móveis, a Square Enix até tentou rebalancear o personagem, mas não o fez totalmente.

O sistema de classes

O Final Fantasy Tactics levou muito a sério seu sistema de classes para desenvolver personagens. Ele é um dos principais atrativos do jogo e também foi o que mais marcou a série, pois resgatou elementos clássicos.

Sistema de classes de Final Fantasy Tactics — Foto: Divulgação/Square Enix Sistema de classes de Final Fantasy Tactics — Foto: Divulgação/Square Enix

Sistema de classes de Final Fantasy Tactics — Foto: Divulgação/Square Enix

Os personagens poderiam ser clérigos, magos, invocadores, guerreiros, ladinos e até ninjas ou samurais. Cada classe destravava outra, de acordo com requisitos cumpridos pelo usuário – e algumas delas eram secretas.

Game of Thrones X Final Fantasy Tactics

A série de livros “A Song of Ice and Fire”, que originou o seriado de TV Game of Thrones, guarda muitas similaridades com Final Fantasy Tactics – inclusive, alguns fãs acreditam que isso seja proposital até hoje. Porém, cabe lembrar que os livros começaram sua publicação um ano antes do lançamento do game.

Final Fantasy Tactics tem similaridades com Game of Thrones — Foto: Divulgação/Square Enix Final Fantasy Tactics tem similaridades com Game of Thrones — Foto: Divulgação/Square Enix

Final Fantasy Tactics tem similaridades com Game of Thrones — Foto: Divulgação/Square Enix

Ainda assim, há muitos elementos em comum nas duas obras: famílias que lutam pela disputa de um trono, jogo de interesse com personagens importantes, traições e até morte de personagens que ninguém esperava. São pontos comuns em histórias medievais, mas a forma como são tratados por aqui é que surpreendeu, pela proximidade.

Qual é o melhor Final Fantasy? Opine no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo