Por Clara Barreto, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

O Google, assim como outras empresas de tecnologia, anunciou diversas novidades durante 2017. No Brasil, o ano foi marcado pela chegada da Google Assistente e do Android Pay, além de mudanças em diversos serviços, como Google Maps e YouTube. Já no exterior, a empresa lançou até aparelhos eletrônicos, como celulares, notebook e fone de ouvido. Veja a seguir uma retrospectiva com as principais novidades lançadas pelo Google em 2017.

Como achar o histórico de localização com o Google Maps

Como achar o histórico de localização com o Google Maps

Busca

A Busca do Google recebeu diversas melhorias e novas funcionalidades este ano. Alguns exemplos são a possibilidade de ter os resultados de uma pesquisa mesmo em uma rede com conexão ruim ou após a Internet cair, já que agora eles ficam salvos até a conexão voltar; um feed inteligente, que se adapta aos interesses do usuário; e atalhos para o aplicativo do Google para smartphones Android. Além disso, a busca por imagens no celular recebeu uma nova função: as “Sugestões de Estilo”, com o intuito de ajudar os usuários a combinar peças de roupas.

Google Earth

Em abril, uma nova versão do Google Earth foi lançada, tanto para web quanto para celulares Android. No computador, agora é possível utilizar o serviço sem precisar baixar ou intalar plugins. Outras novidades foram os recursos “Viajante”, que mostra sugestões de lugares e pontos turísticos, com a opção de filtrar o tipo de passeio que você deseja fazer; o “Estou com Sorte”, que te aponta um lugar aleatório; e o “Este é o Lar”, onde você consegue ver fotos das casas das pessoas ao redor do mundo, podendo, assim, também aprender um pouco sobre a cultura de cada lugar.

Google Earth -7 — Foto: Reprodução/Isabella Giantomaso Google Earth -7 — Foto: Reprodução/Isabella Giantomaso

Google Earth -7 — Foto: Reprodução/Isabella Giantomaso

Projetos

Ainda dentro do Google Earth, foi lançado o projeto “Eu Sou Amazônia”, que conta diversas histórias interativas sobre a região por meio de vídeos, mapas, áudios e realidade virtual em 360°. O projeto tem um atlas das terras indígenas brasileiras, preparado com a ajuda dos índios que habitam a Amazônia.

Além disso, outro programa foi desenvolvido pela empresa, dessa vez para o Google Arts & Culture. O “We Wear Culture” (“nós vestimos cultura”, em português) reúne mais de 450 exposições virtuais sobre moda. As apresentações vêm de mais de 180 museus, instituições, escolas e organizações de renome de moda e diversas partes do mundo, como São Paulo, Nova York, Paris e Tóquio. Os acervos de diversas dessas unidades também foram disponíveis online.

YouTube

O YouTube não ficou de fora das atualizações e ganhou um novo visual, com layout mais simples e intuitivo. Alguns recursos, como o Dark Theme, que deixa o fundo do site escuro, ajudam os usuários a navegar com uma melhor experiência, sem ter que instalar plugins. Outras novidades que estrearam esse ano foram o Superchat, que permite monetizar as lives, e o streaming ao vivo pelo smartphone. O novo design também chegou ao ícone e logotipo da plataforma de vídeos.

Como fechar o app do YouTube e continuar ouvindo vídeos

Como fechar o app do YouTube e continuar ouvindo vídeos

Além disso, o Google abriu as portas do YouTube Space Rio, no Rio de Janeiro. Este é o décimo espaço lançado pelo Google ao redor do mundo para criadores de conteúdo. O local tem mais de três mil metros quadrados com salas para cursos, estúdios com equipamentos de câmeras, som e iluminação.

Google Assistente

Este ano, o Google liberou seu software de inteligência artificial (IA) em português do Brasil. Com o sistema de inteligência virtual, o smartphone realiza atividades tanto por comandos de voz, quanto por meio de texto, por meio da Google Assistente. Ao longo do ano, o recurso foi liberado também para iPhone (iOS), como concorrente da Siri.

Google Assistente: quatro curiosidades sobre o software

Google Assistente: quatro curiosidades sobre o software

Android 8.0 Oreo

Em agosto, o Google liberou o Android 8.0 Oreo, nova versão do sistema móvel voltada, principalmente, para a otimização da bateria do celular. Nesta edição, o usuário pode gerenciar aplicativos em segundo plano para limitar os recursos que consomem muita energia do smartphone. Além disso, o sistema tem uma inicialização mais rápida, com um desempenho, segundo o Google, duas vezes mais rápido que o Android 7.0 Nougat. Algumas funcionalidades também vieram com a versão, como Picture-in-Picture, Android Instant Apps e Google Play Protect.

Novos hardwares

Em outubro foi a vez de o Google apresentar a segunda geração da linha Made by Google, composta por hardwares desenvolvidos pela empresa para o consumidor final. Esta nova geração trouxe os novos smartphones Google Pixel 2 e Pixel 2 XL, o notebook 2 em 1 Pixelbook, a câmera “hands-free” (“mãos livres”, em tradução literal) Google Clips, e os fones de ouvido sem fio Pixel Buds; entre outros. Todos os produtos já tem interseção de hardware com os serviços Google e inteligência artificial.

Google Pixel 2 e Google Pixel 2 XL  — Foto: Divulgação/Google Google Pixel 2 e Google Pixel 2 XL  — Foto: Divulgação/Google

Google Pixel 2 e Google Pixel 2 XL — Foto: Divulgação/Google

Android Pay

Mais para o final do ano, o Google lançou no Brasil o Android Pay, sua certeira digital que chegou para concorrer com o Samsung Pay, disponível no país há mais tempo. Para utilizar, basta baixar o aplicativo na Play Store e cadastrar seus dados e cartão de crédito. O pagamento é realizado ao aproximar o celular da maquininha. Diversos estabelecimentos do Brasil que são parceiros do Google já aceitam esse tipo de transação.

Android Pay dispensa o uso de biometria no pagamento (Foto: Divulgação/Google) — Foto: Google Android Pay dispensa o uso de biometria no pagamento (Foto: Divulgação/Google) — Foto: Google

Android Pay dispensa o uso de biometria no pagamento (Foto: Divulgação/Google) — Foto: Google

Novo Google Maps

O Google Maps também ganhou cara nova este final de ano, com novos ícones e sistema de cores. O objetivo das alterações visuais é facilitar a busca dos usuários, permitindo a identificação de igrejas, museus, hospitais, e outros estabelecimentos, de forma mais rápida e clara. Entre outras funcionalidades lançadas, está um recurso que indica a disponibilidade de vagas para estacionar, utilizando informações em tempo real.

Além disso, em 2017, o Google Maps também ganhou uma ferramenta que mostra se o estabelecimento está cheio. Com este recurso, você também consegue estimar o tempo de espera a partir do momento em que a busca foi feita.

Funções pouco conhecidas do Google Maps

Funções pouco conhecidas do Google Maps

Novos aplicativos

Por fim, em dezembro, o Google lançou novos aplicativos voltados para limpeza e gerenciamento dos sistemas dos celulares. O Files Go foi disponibilizado com o objetivo de liberar espaço em smartphones Android, deletando arquivos inúteis que se acumulam no celular. Já o Datally gerencia os dados de rede móvel, determinando quais recursos do smartphone podem utilizar a Internet.

Como descobrir o que o Google sabe sobre mim? Veja no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo