Por Felipe Vinha, para o TechTudo


O PS4 teve muitos grandes jogos lançados para seus jogadores em 2017, entre títulos exclusivos e também aqueles que saíram igualmente em outras plataformas. Alguns se destacaram mais do que os outros, porém, como Uncharted Lost Legacy, Horizon Zero Dawn e Persona 5. Na lista abaixo elegemos os melhores do ano para o atual console da Sony, sem ordem da preferência, destacando ainda seus pontos mais positivos. Confira:

Uncharted Lost Legacy

Uncharted pode ser uma série já com muitos títulos lançados e também com pouco espaço para inovação, mas sempre surpreende com história divertida e descompromissada, além de gráficos muito bem trabalhados. Em Uncharted Lost Legacy foi exatamente isso que vimos e também com outra novidade: um elenco principal 100% feminino, pela primeira vez na série. A história, focada em Chloe e Nadine, trouxe tudo que os fãs curtem na saga para um novo patamar.

Uncharted: The Lost Legacy — Foto: Divulgação/Sony Uncharted: The Lost Legacy — Foto: Divulgação/Sony

Uncharted: The Lost Legacy — Foto: Divulgação/Sony

Hellblade Senua’s Sacrifice

Hellblade Senua’s Sacrifice saiu também no PC mas se destacou igualmente no PS4, como um dos títulos mais inusitados do ano. Seu principal diferencial estava na narrativa, mostrando problemas reais pelos quais a protagonista, Senua, passava, principalmente em seu subconsciente. Aqui o maior inimigo não era o monstro que aparecia no cenário, mas sim os pensamentos da protagonista, que faziam de tudo para enlouquecê-la. Um game sem igual e com produção extremamente diferenciada.

Hellblade: Senua's Sacrifice — Foto: Reprodução / Felipe Vinha Hellblade: Senua's Sacrifice — Foto: Reprodução / Felipe Vinha

Hellblade: Senua's Sacrifice — Foto: Reprodução / Felipe Vinha

Persona 5

O RPG da Atlus inaugurou uma nova era para os fãs de Persona 5. Lançado no Japão em 2016, ele só chegou ao ocidente neste ano. O game traz uma história densa e cheia de personagens carismáticos. Seu design de fases e menus foram um dos grandes destaques, sem algo parecido para comparar. Somando isso temos ainda a trilha sonora, repleta de músicas cantadas, misturando pop com jazz. Um produto completo e com jogabilidade que faz justiça ao clima do clássico do gênero.

Persona 5 — Foto: Divulgação/Atlus Persona 5 — Foto: Divulgação/Atlus

Persona 5 — Foto: Divulgação/Atlus

Nier Automata

Nier Automata é outro game que dividiu o PS4 e o PC, mas que se destacou por questões que vão além da jogabilidade – que por si só é divertida. Aqui, o que contou é o carisma dos personagens e seu enredo. Não por um acaso, com uma rápida busca você encontra muitos cosplays de 2B ou de qualquer outro participante da história. Apesar de ser uma produção da Square Enix, não se trata de um RPG, mas sim de um game de ação e aventura, com elementos de shooter.

Nier: Automata — Foto: Divulgação/Square Enix Nier: Automata — Foto: Divulgação/Square Enix

Nier: Automata — Foto: Divulgação/Square Enix

Horizon Zero Dawn

Talvez o exclusivo de PS4 que mais tenha chamado a atenção em 2017, Horizon Zero Dawn fez por merecer. Introduzir uma nova protagonista, em época que já temos diversos heróis e heroínas marcantes nos games, não é tarefa fácil. Aloy, a protagonista de Horizon, mostrou sua força e também a força das heroínas nos games. O jogo é de mundo aberto, com muita aventura, ação e combate contra máquinas de todos os tamanhos. Além de gráficos caprichados, Horizon Zero Dawn tinha ainda conteúdo para durar muitos meses.

Horizon Zero Dawn — Foto: Divulgação/Sony Horizon Zero Dawn — Foto: Divulgação/Sony

Horizon Zero Dawn — Foto: Divulgação/Sony

Nioh

Game que começou o ano exclusivo do PS4 e saiu recentemente no PC, Nioh é uma espécie de “Dark Souls no Japão feudal”. Tão difícil quanto seu primo distante, o título agradou não por ser original, pois realmente não era, mas pela ambientação e desafio em alto nível. Os combates, extremamente técnicos e certeiros, davam o tom certo que a aventura precisava. Apesar de ter saído no início do ano, e esquecido depois de tantos meses, ainda é um grande título do console.

Nioh  — Foto: Divulgação/Sony Nioh  — Foto: Divulgação/Sony

Nioh — Foto: Divulgação/Sony

Gravity Rush 2

Outro game que saiu na leva inicial do ano e depois passou em branco foi Gravity Rush 2. Apesar de ser uma sequência de um jogo quase obscuro por boa parte do público, o título foi um dos exclusivos de peso da Sony em 2017. Continuação do game lançado anteriormente no PS Vita, Gravity Rush 2 seguiu com seus conceitos únicos de manipulação da gravidade e outros elementos que não foram vistos em outros títulos do gênero de aventura. Uma das gemas escondidas do console em 2017 e que não pode ser esquecida.

Gravity Rush 2 — Foto: Divulgação/Sony Gravity Rush 2 — Foto: Divulgação/Sony

Gravity Rush 2 — Foto: Divulgação/Sony

Resident Evil 7

Resident Evil 7 saiu também no Xbox One e PC, mas teve um destaque especial no PS4 por conta de seu modo de realidade virtual, permitindo jogar o game inteiro com o PS VR e sentir os sustos de forma ainda mais real e única. O jogo também foi o responsável por trazer de volta o clima de horror da série de forma única, em primeira pessoa e com muitos quebra-cabeças a serem resolvidos. Um dos títulos que inaugurou o ano dos games e, mesmo hoje, ainda recebe conteúdo relevante.

Review do Resident Evil 7

Review do Resident Evil 7

Yakuza 0

O PS4 recebeu dois títulos da série Yakuza em 2017, mas o principal deles foi Yakuza 0, que traz um prólogo da saga principal, conteúdo inédito e narrativa no estilo “galhofa” que os fãs curtem. O jogo, de longe, se parece com GTA, mas não um mundo totalmente aberto. Na verdade ele se destaca pela quantidade de missões, extras e conteúdo para aproveitar nos bairros japoneses que apresenta. A história também é de boa qualidade e seu protagonista, Kazuma Kiryu, tem carisma para segurar o enredo sozinho.

Yakuza 0 — Foto: Reprodução/Felipe Vinha Yakuza 0 — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Yakuza 0 — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Assassin’s Creed Origins

Em 2017 o PS4 viu muitos lançamentos multiplataforma de peso, então escolher alguns para compôr esta lista não é tarefa simples. Outro que vale muito a pena citar é Assassin’s Creed Origins, que, após uma pausa de dois anos, reinventou a série da Ubisoft e trouxe de volta a alegria dos fãs. A história agora se passa no Egito antigo e o enredo funciona como prólogo para toda a saga. Bayek, o novo protagonista, luta para vingar a morte de seu filho e os jogadores acompanham suas missões ao longo de todo o enorme mapa disponível. Um dos melhores do ano.

Assassin's Creed Origins — Foto: Divulgação/Ubisoft Assassin's Creed Origins — Foto: Divulgação/Ubisoft

Assassin's Creed Origins — Foto: Divulgação/Ubisoft

Mais do TechTudo