Por Caroline Parreiras , para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Os celulares mais recentes do Google, Pixel 2 e Pixel 2 XL foram anunciados em outubro de 2017 com forte destaque da fabricante na evolução das câmeras e o uso da inteligência artificial para oferecer um desempenho ainda melhor. Alguns meses depois do lançamento, a empresa ainda não confirmou a possível chegada dos aparelhos ao Brasil. Mas para matar a curiosidade dos entusiastas do Pixel, o TechTudo reuniu oito detalhes sobre os celulares.

Lançado em outubro de 2017, Google Pixel 2 tem câmeras de destaque — Foto: Divulgação/Google Lançado em outubro de 2017, Google Pixel 2 tem câmeras de destaque — Foto: Divulgação/Google

Lançado em outubro de 2017, Google Pixel 2 tem câmeras de destaque — Foto: Divulgação/Google

Câmeras usam machine learning

Segundo o site especializado DxOMark, especializado em imagem, o Pixel 2 e o Pixel 2 XL são os celulares com a maior pontuação em testes realizados com câmeras de celulares. Os aparelhos alcançaram a marca dos 98 pontos, deixando para trás smartphones como iPhone X (97 pontos) e Galaxy Note 8 (94).

O Pixel 2 e sua versão maior trazem sensor traseiro de 12.2 megapixels e frontal de 8 megapixels. Na câmera traseira, a abertura da lente é f/1.8 com autofoco laser e deteção de fase Dual Pixel, para focar mais rapidamente e deixar as imagens claras. Já o sensor frontal tem abertura f/2.4.

Câmeras do Pixel 2 têm Modo Retrato mesmo com uma lente só — Foto: Divulgação/Google Câmeras do Pixel 2 têm Modo Retrato mesmo com uma lente só — Foto: Divulgação/Google

Câmeras do Pixel 2 têm Modo Retrato mesmo com uma lente só — Foto: Divulgação/Google

Uma novidade é o Modo Retrato, efeito que deixa o fundo da imagem desfocado, e que pode ser obtido tanto com a câmera frontal quanto com a traseira. Chama a atenção o fato dos aparelhos conseguirem o resultado com apenas uma lente, e não duas, como acontece em celulares como o iPhone 8 Plus. De acordo com o Google, isso é possível graças à combinação da câmera com machine learning (aprendizado de máquina, em português).

Outro recurso é o Motion Photos, que captura até três segundos de vídeo junto com a foto, além dos stickers exclusivos, que são espécie de adesivos que podem ser colocados na imagem antes da captura através da tecnologia de realidade aumentada.

Edição maior do Pixel 2 tem 6 polegadas

O Pixel 2 tem 5 polegadas e, para quem prefere telas maiores, o Google trouxe ao mercado uma versão maior do aparelho, o Pixel 2 XL, com 6 polegadas. Uma das vantagens é a proporção 18:9, que deixa o celular mais estreito. O modelo XL conta ainda com bordas mais finas, seguindo a linha de outros celulares Android de topo de linha, como o LG G6.

Google Pixel 2 tem tela de 5 polegadas e Google Pixel 2 XL de 6 polegadas — Foto: Divulgação/Google Google Pixel 2 tem tela de 5 polegadas e Google Pixel 2 XL de 6 polegadas — Foto: Divulgação/Google

Google Pixel 2 tem tela de 5 polegadas e Google Pixel 2 XL de 6 polegadas — Foto: Divulgação/Google

A resolução das telas também é diferente: Full HD (1080 x 1920 pixels) no Pixel 2 e QHD+ (1440 x 2880 pixels) no Pixel 2 XL. No aparelho maior, a densidade fica em 538 pixels por polegada (ppi), e no menor 441 ppi.

Tela OLED tende a consumir menos energia

A versão do Pixel 2 XL traz display OLED, enquanto no modelo normal a tela é AMOLED. A vantagem do material do aparelho maior é que tende a consumir menos energia.

Google Pixel 2 XL tem tela OLED mais alongada com proporção 18:9 — Foto: Reprodução/Google Google Pixel 2 XL tem tela OLED mais alongada com proporção 18:9 — Foto: Reprodução/Google

Google Pixel 2 XL tem tela OLED mais alongada com proporção 18:9 — Foto: Reprodução/Google

Problemas com a tela foram relatados

Menos de três semanas após o lançamento dos aparelhos, começaram a surgir algumas reclamações acerca dos seus displays. Alguns usuários afirmam ser possível notar granulados na tela, além das cores serem desbalanceadas.

Outro problema ocorreu com o Pixel 2 XL. Por ter tela OLED, é comum que, com o passar do tempo, ocorra a queima de um ponto emissor de luz, resultando em "fantasmas" na tela do smartphone. Porém, um usuário relatou o problema de bur-in depois de sete dias de uso do celular. O Google afirmou investigar o caso e acredita se tratar de um problema de software, e não na tela em si, o que pode ser corrigido com uma simples atualização.

Pixel 2 e Pixel 2 XL tiveram problemas na tela relatados por usuários — Foto: Divulgação/Google Pixel 2 e Pixel 2 XL tiveram problemas na tela relatados por usuários — Foto: Divulgação/Google

Pixel 2 e Pixel 2 XL tiveram problemas na tela relatados por usuários — Foto: Divulgação/Google

Atualização do Android é mais rápida no Pixel

Os celulares já saem de fábrica com a versão mais recente do sistema operacional do Google, o Android 8 (Oreo). E como aparelho e sistema são do mesmo fabricante, as atualizações acontecem mais rapidamente do que em modelos de outras marcas. Além disso, o Google garante ao menos três anos de atualização do Android nos modelos de Pixel 2 e Pixel 2 XL.

Hardware poderoso

Quem espera alto desempenho dos novos celulares do Google não vai se decepcionar. Ambos com o mesmo hardware, Pixel 2 e Pixel 2 XL trazem processador Qualcomm Snapdragon 835 e 4 GB de memória RAM, o que deve ser suficiente para rodar até games que exigem maior poder de processamento. Os aparelhos ainda contam com armazenamento de 64 GB ou 128 GB.

Google Pixel 2 traz boas câmeras e hardware potente — Foto: Reprodução/Google Google Pixel 2 traz boas câmeras e hardware potente — Foto: Reprodução/Google

Google Pixel 2 traz boas câmeras e hardware potente — Foto: Reprodução/Google

Carregamento rápido

Bateria também não deve ser um problema para ambos os telefones. O Pixel 2 tem capacidade de 2.700 mAh e o Pixel 2 XL tem 3.520 mAh. Usando o carregador rápido que acompanha os aparelhos, a fabricante afirma que bastam 15 minutos de recarga para ter até 7 horas a mais de uso.

Pixel 2 e Pixel 2 XL não têm previsão de chegada ao Brasil

O Google não confirmou o lançamento dos aparelhos no Brasil. Quem quiser importar ou comprar um dos celulares nos Estados Unidos terá que desembolsar US$649 para comprar o Pixel 2 ou US$849 no Pixel 2 XL (versões de 64 GB), o que equivale a mais ou menos R$2.206 ou R$2.886, em conversão direta e sem considerar impostos.

MAIS DO TechTudo