Diablo, Tomb Raider: lista traz 10 jogos que bombaram no Windows 95

Relembre alguns dos títulos que fizeram a cabeça dos fãs dos PC gamers nos anos 90

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por André Luiz de Mello Pereira, para TechTudo

O lançamento do Windows 95 ajudou bastante na popularização de alguns gêneros de games, além de tornar PCs como uma alternativa ainda mais viável para jogos. Pensando na antiga versão do sistema operacional da Microsoft e os games lançados na sua época, o TechTudo relembra alguns dos títulos que fizeram sucesso no saudoso Windows 95.

Diablo

Lançado em 1996, Diablo foi uma revolução para fãs de RPG de ação, trazendo um clima sombrio, boa jogabilidade e ajudou ainda mais a firmar a Blizzard como uma gigante do mundo dos games.

Diablo para Windows 95 (Foto: Reprodução/Blizzard) Diablo para Windows 95 (Foto: Reprodução/Blizzard)

Diablo para Windows 95 (Foto: Reprodução/Blizzard)

O game foi lançado primeiro para PCs com Windows 95, aproveitando a compatibilidade com kits multimídia e vantagens que o sistema operacional oferecia. O título recebeu prêmios de Jogo do Ano em 96, eventualmente chegando para outras plataformas posteriormente, como o PSOne.

Doom

Quando o Windows 95 chegou às lojas, Doom já fazia sucesso em computadores com o MS-DOS, mas a Microsoft viu no título uma oportunidade de mostrar o poder da sua tecnologia DirectX.

Doom (Foto: Divulgação/id Software) Doom (Foto: Divulgação/id Software)

Doom (Foto: Divulgação/id Software)

Por isso, em 96, a própria Microsoft ajudou na produção de uma versão de Doom para Windows 95, que foi lançada em agosto daquele ano. Uma curiosidade é que Gabe Newell, presidente e fundador da Valve, trabalhou na equipe da Microsoft que portou o jogo de tiro para o sistema operacional.

Full Throttle

Talvez um dos adventures point and click mais aclamados de todos os tempos, Full Throttle, título lançado pela Lucasarts, fez sucesso entre os usuários do Windows 95. A história do motoqueiro Ben, envolvendo intriga e assassinato trouxe gráficos estilosos e uma dublagem de primeira qualidade, tudo potencializado com os drivers do Windows 95 que fizeram do título um imenso sucesso.

Full Throttle (Foto: Reprodução/Lucasarts) Full Throttle (Foto: Reprodução/Lucasarts)

Full Throttle (Foto: Reprodução/Lucasarts)

Sucesso que deixou saudade para muitos jogadores, fazendo com que o game ainda ganhasse remasterizações para plataformas mais recentes.

Sim City 2000

Apesar de ser a segunda versão da franquia da então Maxis, Sim City 2000 foi o jogo que mostrou o verdadeiro potencial do simulador de cidades. Aproveitando o poder de processamento de computadores com o Windows 95, o game trouxe novidades como os Arcos, além de cenários que criavam desafios para os jogadores, como desastres naturais e até mesmo invasões alienígenas.

Sim City 2000 (Foto: Divulgação/EA) Sim City 2000 (Foto: Divulgação/EA)

Sim City 2000 (Foto: Divulgação/EA)

Na época do lançamento, era comum amigos compartilharem o jogo na sua versão de Windows 95 em dois disquetes de instalação.

Prince of Persia

Outro jogo comum de encontrar em disquetes copiados de amigos, Prince of Persia havia sido lançado anos antes da chegada do Windows 95, mas conseguiu alcançar um público ainda maior após o lançamento do sistema operacional da Microsoft.

Prince of Persia (Foto: Reprodução/Felipe Vinha) Prince of Persia (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Prince of Persia (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

O jogo, conhecido na época por ter uma dificuldade que poderia ser considerada impiedosa, impressionou bastante pelo estilo dos seus gráficos e movimentação, que trazia um realismo pouco explorado naquela era.

Duke Nukem 3D

Se Doom trouxe o gênero de tiro em primeira pessoa para o Windows 95, Duke Nukem 3D fez esse tipo de jogo ter mais sucesso, misturando ação e tiroteios com uma dose de humor e polêmica.

Há 20 anos Duke Nukem 3D reformulou o clássico personagem para um novo público (Foto: Divulgação/3D Realms) (Foto: Há 20 anos Duke Nukem 3D reformulou o clássico personagem para um novo público (Foto: Divulgação/3D Realms)) Há 20 anos Duke Nukem 3D reformulou o clássico personagem para um novo público (Foto: Divulgação/3D Realms) (Foto: Há 20 anos Duke Nukem 3D reformulou o clássico personagem para um novo público (Foto: Divulgação/3D Realms))

Há 20 anos Duke Nukem 3D reformulou o clássico personagem para um novo público (Foto: Divulgação/3D Realms) (Foto: Há 20 anos Duke Nukem 3D reformulou o clássico personagem para um novo público (Foto: Divulgação/3D Realms))

O jogo era basicamente um reboot de uma série lançada previamente para o DOS, colocando Duke Nukem, um sujeito cheio de tiradinhas infames e acostumado a visitar bares de strip, contra alienígenas que resolveram invadir a Terra.

Carmageddon

Outro jogo que fez sucesso graças a polêmica foi Carmageddon. Proibido em alguns países na época do seu lançamento, o jogo era distribuído na surdina na época do Windows 95 em CD-ROMs.

A série Carmageddon gerou muita polêmica em seu lançamento devido aos atropelamentos no game (Foto: Reprodução/YouTube) A série Carmageddon gerou muita polêmica em seu lançamento devido aos atropelamentos no game (Foto: Reprodução/YouTube)

A série Carmageddon gerou muita polêmica em seu lançamento devido aos atropelamentos no game (Foto: Reprodução/YouTube)

O game de corrida pós-apocalíptico dava pontos ao jogador que atropelasse o maior número de pessoas possíveis. Versões subsequentes tiraram essa função, trocando pessoas vivas por zumbis. Mas a edição original do Windows 95 era politicamente incorreta o suficiente para fazer os jogadores ignorarem que Carmageddon não era um jogo tão bom assim.

Grand Prix 3

Continuando no gênero de corrida, Grand Prix 3 deu continuidade à série nos computadores, dessa vez no Windows 95. O título de corrida de Formula 1 trazia certo nível de realismo na época do seu lançamento que o fazia um dos melhores títulos do gênero para computadores.

Grand Prix 3 (Foto: Reprodução/YouTube) Grand Prix 3 (Foto: Reprodução/YouTube)

Grand Prix 3 (Foto: Reprodução/YouTube)

Com o uso de volantes, que muitas vezes traziam diversos problemas de compatibilidade, o jogo ficou ainda mais popular, sendo quase obrigatório para os fãs de corridas digitais.

Curse of the Monkey Island

Curse of the Monkey Island (Foto: Reprodução/YouTube) Curse of the Monkey Island (Foto: Reprodução/YouTube)

Curse of the Monkey Island (Foto: Reprodução/YouTube)

Outro jogo da Lucasarts que fez a cabeça de muita gente na época do Windows 95 foi Curse of the Monkey Island. Terceiro game da série, o título apresentava gráficos diferentes e total suporte para os “kit multimídia” que fizeram sucesso durante a primeira metade dos anos 90.

Tomb Raider

Apesar de hoje ser uma série com uma presença gigantesca nos consoles, Tomb Raider começou seu caminho de sucesso em computadores com Windows 95. Com gráficos melhores que as versões de videogame, o jogo ainda trazia mais conteúdo para PC do que nos videogames.

O primeiro Tomb Raider (Foto: Divulgação/Eidos) (Foto: O primeiro Tomb Raider (Foto: Divulgação/Eidos)) O primeiro Tomb Raider (Foto: Divulgação/Eidos) (Foto: O primeiro Tomb Raider (Foto: Divulgação/Eidos))

O primeiro Tomb Raider (Foto: Divulgação/Eidos) (Foto: O primeiro Tomb Raider (Foto: Divulgação/Eidos))

Outro elemento que chamava bastante atenção na época era a possibilidade de modificar coisas do jogo. Muitos jogadores aproveitaram essa oportunidade para mudar as roupas de Lara Croft (ou em alguns casos, tirar tudo).

Você ainda joga games retrô nos consoles? Comente no Fórum do TechTudo!

MAIS DO TechTudo