Celulares

Por Gabriel Ribeiro, para o TechTudo


O Mobile World Congress (MWC) é tradicionalmente palco de grandes lançamentos, como o Samsung Galaxy S9 e o Nokia 8 Sirocco, apresentados este ano. No entanto, o evento, também serve para as fabricantes mostrarem algumas apostas, dispositivos com a pretensão de servir de tendência para a indústria.

Na MWC 2018 não foi diferente. A Xiaomi apresentou dois robôs para crianças e um patinete movido à bateria. Também teve marca de carro mostrando celular para trilha, celular criptografado e até um notebook com uma webcam para lá de esquisita. A seguir, veja alguns dos dispositivos mais curiosos apresentados durante a feira de Barcelona.

Conheça as novidades da Xiaomi no MWC 2018

Conheça as novidades da Xiaomi no MWC 2018

Xiaomi: patinete inteligente e robôs para crianças

Famosa por fabricar celulares com preço baixo, a chinesa Xiaomi cativou visitantes durante a MWC 2018 ao apresentar patinetes inteligentes, movidos à bateria. Para usar, basta dar impulso com uma das pernas e, em seguida, manter um botão do pressionado. A velocidade de segurança é de 18 Km/h, mas é possível chegar até 25 Km/h. A autonomia é de 30 horas longe da tomada. O tempo de recarga é de aproximadamente 5 horas, segundo a fabricante.

Além disso, a empresa também exibiu brinquedos tecnológicos. Tratam-se de robôs, que são vendidos desmontados, como se fossem LEGO. Eles são parte de uma iniciativa para ensinar crianças a programar. Há um modelo sustentado em duas rodas, que custa 100 euros (cerca de R$ 400, sem impostos), e outro que se assemelha a um tanque, ainda sem preço definido. Ambos são controlados pelo smartphone.

Energizer Power Max P16K Pro

A Energizer é uma fabricante de pilha que tem se aventurado no mundo dos smartphones. Seu novo modelo, apresentado durante a MWC 2018, chamou atenção pela bateria. Ao todo, o P16K Pro conta com 16.000 mAh, mais de quatro vezes da capacidade do Samsung Galaxy S9 Plus, que traz 3.500 mAh. A promessa é que a carga do celular dure em torno de cinco dias de uso contínuo longe das tomadas.

Celular da Energizer comparado a smartphone normal  — Foto: Divulgação/Energizer Celular da Energizer comparado a smartphone normal  — Foto: Divulgação/Energizer

Celular da Energizer comparado a smartphone normal — Foto: Divulgação/Energizer

Para comportar a bateria gigante, o telefone teve que sacrificar a espessura e o peso. O modelo mede mais de 15 mm e pesa em torno de 300 gramas – em comparação o S9 Plus pesa apenas 163 gramas e traz 8,5 mm.

O P16K Pro tem tela de 5,99 polegadas com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels) e formato 18:9, processador Helio P23, memória RAM de 6 GB e armazenamento de 128 GB. Além da bateria, outro destaque fica por conta do conjunto de câmeras. O smartphone traz sensores duplos tanto na traseira (13 MP e 5 MP), quanto na frontal (16 MP e 13 MP). O preço deve girar em torno de US$ 500, cerca de R$ 1.617, em conversão direta. Ainda não há previsão de lançamento.

SIKURPhone: o celular criptografado

O SIKURPhone é um celular voltado para quem investe em bitcoins. Funcionando como uma espécie de carteira digital, o smartphone tem criptografia própria, o que impede ataques hackers e adiciona mais segurança às criptomoedas do usuário.

SIKURPhone, celular com carteira criptografada para guardar criptomoedas  — Foto: Divulgação/Sikur SIKURPhone, celular com carteira criptografada para guardar criptomoedas  — Foto: Divulgação/Sikur

SIKURPhone, celular com carteira criptografada para guardar criptomoedas — Foto: Divulgação/Sikur

O telefone é desenvolvido pela empresa Sikur – a mesma que lançou, em 2015, o GranitePhone, que também era focado em segurança –, e é destinado principalmente ao usuário corporativo e governos. O preço de lançamento é US$ 799 (cerca de R$ 2.590 em conversão direta), válido apenas para as 20 mil primeiras unidades encomendadas.

Vivo Apex

A chinesa Vivo é conhecida por ser pioneira no uso de novas tecnologias em seus smartphones. É dela o primeiro celular com sensor de digitais embutido no display. Na MWC 2018, a empresa mostrou o Apex – que ganha destaque por ter o sensor biométrico cobrindo 40% de área útil da tela.

Smart protótipo da Vivo traz câmera frontal escondida e sensor de digital na tela — Foto: Divulgação/Vivo Smart protótipo da Vivo traz câmera frontal escondida e sensor de digital na tela — Foto: Divulgação/Vivo

Smart protótipo da Vivo traz câmera frontal escondida e sensor de digital na tela — Foto: Divulgação/Vivo

O modelo, que ainda está em fase de protótipo, traz uma série de novidades que podem se tornar tendências para o futuro dos smartphones. A começar pela câmera frontal, que fica escondida dentro do aparelho e só aparece quando estiver em uso – uma solução para evitar o "problema" de design do iPhone X. O Vivo Apex também emite som por vibração na parte superior – uma alternativa para economizar espaço.

Por enquanto, ainda não há mais detalhes sobre a ficha técnica do telefone ou data de lançamento.

Nokia 8110

Uma das estratégias da Nokia é explorar o sentimento nostálgico. E isso ela tem feito com louvor. Na MWC 2018, a marca controlada pela HMD Global relançou o Nokia 8110, um dos celulares mais icônicos da história da empresa. O aparelho ficou conhecido após aparecer no filme Matrix, lançado em 1999.

Nokia traz de volta celulares que já são sucesso; conheça o Nokia 8110

Nokia traz de volta celulares que já são sucesso; conheça o Nokia 8110

Porém, apenas o design é semelhante ao irmão mais antigo. Por dentro ele está todo renovado, com processador Qualcomm 205, memória RAM de 512 MB, armazenamento de 4 GB, câmera de 2 MP e compatibilidade com redes 4G.

O aparelho para tarefas simples roda o sistema operacional Smart Feature. A Nokia prometeu que, no futuro, será possível baixar alguns apps de redes sociais como o Facebook e o Twitter, além do Google Maps e da Google Assistente. O preço sugerido é de 79 euros, cerca de R$ 315, sem impostos. O lançamento está previsto para maio no mercado internacional, ainda sem previsão para o Brasil.

Land Rover Explorer

Não é novidade marcas de carro lançarem smartphones – como a Lamborghini e seu celular de ouro, lançado em 2012. No entanto, este aparelho da Land Rover mostrado na MWC 2018 traz algumas características especiais que chamam a atenção.

O Explorer traz o conceito de smartphone modular, semelhante à linha Moto Z. Ao todo são três capas que adicionam novos recursos, não só de hardware/software, mas também no uso do aparelho ao ar livre. O Adventure Pack traz um capa com mosquetão, para prender o aparelho na calça ou bicicleta; um GPS de uso profissional com mapeamento topográfico de realidade aumentada; e uma bateria extra.

Smartphone da Land Rover usa conceito modular — Foto: Divulgação/Land Rover Smartphone da Land Rover usa conceito modular — Foto: Divulgação/Land Rover

Smartphone da Land Rover usa conceito modular — Foto: Divulgação/Land Rover

O smartphone traz certificação IP68, sendo resistente não só à água, como também a variações de temperatura e quedas. O Land Rover Explorer roda Android 7 Nougat, traz processador Helio X27, memória RAM de 4 GB e armazenamento de 64 GB. Ele conta ainda com câmera traseira de 16 megapixels, frontal de 8 MP e tela de 5 polegadas. O preço parte de 649 euros, em torno de R$ 2.580, sem impostos.

Matebook X Pro

Notebook da Huawei traz câmera escondida no teclado — Foto: Divulgação/Huawei Notebook da Huawei traz câmera escondida no teclado — Foto: Divulgação/Huawei

Notebook da Huawei traz câmera escondida no teclado — Foto: Divulgação/Huawei

Não só de smartphones sobrevive a MWC. A Huawei levou o Matebook X Pro ao evento. O computador poderia passar despercebido na feira se não fosse a webcam. Além de trazer uma resolução de apenas 1 MB, a câmera está posicionada em um local pouco convencional: dentro do teclado.

O Matebook X Pro pode ser uma alternativa para os paranoicos por segurança, já que a câmera fica escondida quando não está em uso. Mas a Huawei tem um bom motivo para camuflar a webcam: o modelo traz uma tela quase infinita, com um preenchimento superior a 90%.

O hardware não deve decpecionar. A tela de 13,9 polegadas com resolução 3000 x 2000 pixels, processador i5 ou i7 de 8ª geração, memória RAM de 8 GB ou 16 GB de RAM, 512 GB de SSD e GPU Nvidia MX 150. O preço parte de 1.499 euros, cerca de R$ 5.596 em conversão direta. Não há previsão de venda no Brasil.

Sony Xperia Ear Duo

Xperie Ear Duo foi um dos destaques da Sony na MWC — Foto: Divulgação/Sony Xperie Ear Duo foi um dos destaques da Sony na MWC — Foto: Divulgação/Sony

Xperie Ear Duo foi um dos destaques da Sony na MWC — Foto: Divulgação/Sony

Depois de passar alguns anos como protótipo, finalmente a Sony apresentou uma versão final do Xperia Ear Duo. O fone Bluetooth foi um dos destaques do stand da marca, muito por conta de trazer uma proposta diferente para acessórios do tipo. A começar pelo design. O fone se encaixa no canal auditivio por debaixo da orelha, uma forma que evita o contato com óculos.

Porém, uma das características mais marcantes está em ser do tipo aberto. Com isso, é possível escutar a música e, ao mesmo tempo, ficar atento ao que acontece ao redor. Ideal para quem pratica esportes ao ar livre e quer mais segurança, ou para quem usa fone no trabalho e precisa interagir com os colegas. O volume também é controlado de forma automática.

Compatível com a Siri e a Google Assistente, o Xperia Ear Duo traz ainda uma tecnologia interessante. O fone detecta movimento da cabeça. Desta forma, é possível atender chamadas ou trocar de música sem a necessidade de apertar um botão. Outros recursos são mais comuns, como proteção contra suor IPX2 e o carregamento rápido.

O Xperia Ear Duo está previso para ser lançado em maio no mercado internacional. O preço é de US$ 280, em torno de R$ 905, em conversão direta. Ainda não há informações sobre o lançamento no Brasil.

Qual é o celular mais resistente a quedas atualmente? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo