Por Pedro Cardoso, Para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Winamp, Napster, Kazaa e eMule são alguns dos programas de música que marcaram a vida dos "internautas" dos anos 2000. Com reinado absoluto, eles foram perdendo a importância e sendo deixados de lado por diversos motivos. Os tocadores de MP3, por exemplo, foram substituídos por serviços de streaming de música como o Spotify ou Deezer. Já aqueles softwares de compartilhamento de músicas, que utilizavam o protocolo P2P, não resistiram ao advento do Torrent e às seguidas batalhas judiciais por direitos autorais. A lista a seguir traz sete players famosos da época da chegada da banda larga aos lares dos brasileiros.

1. Winamp

A versão mais recente do Winamp, que promete voltar algum dia — Foto: Divulgação/Winamp A versão mais recente do Winamp, que promete voltar algum dia — Foto: Divulgação/Winamp

A versão mais recente do Winamp, que promete voltar algum dia — Foto: Divulgação/Winamp

Um dos aplicativos mais baixados e usados naquela época para ouvir MP3, o Winamp era conhecido por sua versatilidade e skins extravagantes. Com ele, era fácil criar playlists e salvá-las em formato de arquivo no PC.

Criado em 1997, o programa fez muito sucesso nos anos 2000, com a popularização do computador pessoal e a chegada da Internet na casa das pessoas. Após um grande período de sucesso no Windows, o Winamp também chegou ao Mac OS e Android, mas hoje não está mais disponível em nenhuma plataforma.

2. Napster

Napster foi um dos pioneiros em compartilhamento de MP3 — Foto: Reprodução/Reddit Napster foi um dos pioneiros em compartilhamento de MP3 — Foto: Reprodução/Reddit

Napster foi um dos pioneiros em compartilhamento de MP3 — Foto: Reprodução/Reddit

O Napster foi um programa para Windows criado em 1999. Usando o protocolo P2P, ele tinha como finalidade permitir que as pessoas compartilhassem músicas sem ter de hospedá-las em algum servidor.

Apesar do grande sucesso, o sistema teve vida curta. Ele foi encerrado em 2001, após ser alvo de diversos processos jurídicos por gravadoras e músicos, sendo o caso mais emblemático o da banda Metallica. Atualmente, a marca Napster pertence a Rhapsody International Inc. e é um serviço de streaming de música.

3. eMule

Usuário do Emule tinham o computador constantemente infectado por vírus — Foto: Divulgação/Emule-Project Usuário do Emule tinham o computador constantemente infectado por vírus — Foto: Divulgação/Emule-Project

Usuário do Emule tinham o computador constantemente infectado por vírus — Foto: Divulgação/Emule-Project

Com o sucesso do Napster e seu fim precoce, diversos programadores ao redor do mundo criaram softwares com a mesma proposta. Um dos mais emblemáticos e populares foi o Mule, lançado em maio de 2002, que também usava o protocolo P2P para realizar a troca de arquivos entre usuários.

O eMule, uma das variações do Edonkey, ficou tão popular no mundo todo que, em certo momento, era quase impossível baixar qualquer arquivo de música sem pegar pelo menos um vírus. Devido à facilidade de compartilhamento e pouco cuidado e conhecimento técnico dos usuários, diversos tipos de malwares se espalharam rapidamente em escala mundial por meio do programa.

4. Kazaa

Kazaa foi encerrado devido a batalhas judiciais — Foto: Divulgação/Kazaa Kazaa foi encerrado devido a batalhas judiciais — Foto: Divulgação/Kazaa

Kazaa foi encerrado devido a batalhas judiciais — Foto: Divulgação/Kazaa

Conforme muitas pessoas abandonavam o eMule em decorrência de sua falta de segurança, o Kazaa foi ganhando força. Entretanto, em pouco tempo começou a sofrer do mesmo mal e logo seu uso ficou impraticável, tornando-se alvo de diversos spywares da época.

O Kazaa tinha um visual mais limpo e bem elaborado. Ele contava com diversos recursos extras, como busca interna para encontrar músicas e reprodução de áudio enquanto baixava outros arquivos. Porém, assim como Napster, também enfrentou diversas batalhas judiciais com as gravadoras americanas e foi forçado a ser encerrado depois de um tempo.

5. BSPlayer

BSPLayer é um tocador versátil e completo — Foto: Divulgação/BSPlayer BSPLayer é um tocador versátil e completo — Foto: Divulgação/BSPlayer

BSPLayer é um tocador versátil e completo — Foto: Divulgação/BSPlayer

Ao contrário do Winamp e dos outros derivados da época, o BSPlayer ganhou adeptos por reproduzir não só música, mas também vídeo. Tudo isso em um programa leve que rodava, sem esforço, em todas as versões do Windows lançados até então.

O programa foi muito usado para substituir o Media Player Classic ou o próprio Windows Media Player. Seus usuários buscavam um programa mais robusto que tocasse DVD com legenda e com mais recursos de áudio. Contudo, atualmente, esta função só está disponível na versão Pro. O BSPlayer está disponível até hoje, e sua versão mais recente foi lançada em maio de 2017.

6. AIMP

AIMP está ativo até hoje, sendo atualizado constantemente — Foto: Reprodução/Pedro Cardoso AIMP está ativo até hoje, sendo atualizado constantemente — Foto: Reprodução/Pedro Cardoso

AIMP está ativo até hoje, sendo atualizado constantemente — Foto: Reprodução/Pedro Cardoso

O AIMP é um acrônimo para Artem Izmaylov Media Player e foi lançado em agosto de 2006 pelo programador russo que dá nome ao programa. Ele tem a aparência similar ao Winamp e é capaz de copiar faixas de CD e de ler todos os principais codecs de áudio como FLAC, MP3, WMA e outros.

Completo, apesar de pequeno e leve para os computadores atuais, o AIMP possui equalizador digital de áudio e skins para personalizar seu design. O programa está disponível de forma gratuita até hoje para Windows e Android, com atualizações constantes.

7. Foobar2000

Foobar2000 é leve e prioriza a qualidade do áudio — Foto: Divulgação/Foobar2000 Foobar2000 é leve e prioriza a qualidade do áudio — Foto: Divulgação/Foobar2000

Foobar2000 é leve e prioriza a qualidade do áudio — Foto: Divulgação/Foobar2000

O Foobar2000 é mais um programa de áudio para Windows que, apesar de ocupar pouco espaço no PC, vem cheio de recursos. Um dos grandes destaques do software é a sua capacidade de tocar músicas com mais qualidade que os players tradicionais. Isso acontece porque ele conta com correções automáticas que valorizam a equalização do áudio.

Disponível até hoje, o Foobar2000 pode copiar CDs para qualquer formato de arquivo de áudio conhecido e ler os mais famosos padrões de música digital como MP3, AAC, WAV, WMA. Além disso, tem vários atalhos inteligentes no teclado para acesso rápido às suas funções.

Qual é o melhor player de música? Deixe sua opinião no Fórum do TechTudo.

Quatro funções do Spotify que você precisa conhecer

Quatro funções do Spotify que você precisa conhecer

MAIS DO TechTudo