Por Paulo Alves, para o TechTudo


O Windows 10 April Update é a atualização gratuita do sistema da Microsoft e chega no dia 30 de abril. O sistema traz suporte a vídeos em HDR e o recurso Timeline, que mostra o histórico de atividades do usuário em uma linha do tempo. Além disso, a assistente Cortana será capaz de mediar tarefas iniciadas em outros dispositivos e o navegador Edge receberá novos recursos, como silenciamento de abas e suporte a gestos do trackpad.

Antes chamada de Spring Creators Update, a nova versão estava prevista para chegar em 10 de abril, mas apresentou problemas de tela azul em testes conduzidos no âmbito do programa Windows Insider.

Veja o que você precisa fazer para receber a atualização assim que ela estiver disponível.

Novidades do Windows 10

Novidades do Windows 10

1. Configurações mínimas

O Windows 10 Spring Creators não muda as exigências mínimas de hardware da versão Fall Creators. Isso significa que, se você já tem o Windows 10 mais atual no seu PC, ele também poderá usar o software atualizado sem problemas. Antes de obter a atualização cheque se o PC está de acordo com a lista de especificações.

As configurações-base requeridas pelo sistema incluem processador de 1GH, 2 GB de memória RAM e 20 GB de armazenamento (para chip de 64 bits), além de memória gráfica compatível com DirectX 9. O display deve ter ainda ao menos resolução de 800 x 600 pixels.

2. Espaço disponível

Apesar da configuração mínima de 20 GB de espaço disponível, o Windows 10 requer ao menos o dobro disso para funcionar sem grandes problemas no computador após a atualização. O sistema precisa de espaço extra para alocar o backup do software antigo, entre outros arquivos residuais. Por isso, é importante verificar o armazenamento disponível no HD ou SSD.

Exclua arquivos temporários e esvazie a lixeira, e se certifique de que a versão anterior do sistema também já foi excluída com ajuda do Sensor de Armazenamento. Só com essas tarefas já é possível recuperar gigabytes preciosos que serão úteis mais tarde.

Verificando o espaço livre em uma partição no Windows 10 — Foto: Reprodução/Helito Bijora Verificando o espaço livre em uma partição no Windows 10 — Foto: Reprodução/Helito Bijora

Verificando o espaço livre em uma partição no Windows 10 — Foto: Reprodução/Helito Bijora

3. Antivírus

Se você deseja ser um dos primeiros a receber o Spring Creators, é importante desabilitar softwares antivírus temporariamente. No passado, atualizações do Windows 10 apresentaram dificuldade de instalação em máquinas com antivírus de terceiros rodando em segundo plano, o que levou ao atraso no update de vários usuários. Para driblar o problema, desative até o Windows Defender antes de executar a instalação do novo sistema.

4. Compatibilidade

Programas não-compatíveis com o Windows mais recente podem impedir a instalação de uma atualização no computador. Embora essa não seja a realidade da maioria dos aplicativos para a plataforma, um ou outro app instalado no seu PC pode atrapalhar no processo de update.

A ferramenta Ready For Windows, da Microsoft, ajuda a descobrir se um programa é compatível ou não com o Windows 10 antes de baixar a atualização Spring Creators. Basta digitar o nome do programa no campo de busca e selecionar a versão do Windows correspondente.

Verifique a compatibilidade de programas no site Ready for Windows — Foto: Reprodução/Paulo Alves Verifique a compatibilidade de programas no site Ready for Windows — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Verifique a compatibilidade de programas no site Ready for Windows — Foto: Reprodução/Paulo Alves

5. Instalação limpa

A ferramenta de instalação de atualizações do Windows 10 já evoluiu muito desde o lançamento, mas ainda não é à prova de falhas. Em qualquer cenário, a maneira mais segura de garantir uma atualização sem falhas é por meio de uma instalação limpa do Windows.

O próprio assistente de update traz essa opção na hora de instalar o software. Ela envolve apagar todos os programas e arquivos do usuário antes de efetuar a aplicação do sistema do zero. O procedimento é mais demorado e requer um backup prévio das informações do PC em um HD externo, mas oferece uma garantia maior contra bugs.

Via Softpedia

Mais do TechTudo