Cinco programas que a Microsoft abandonou

A empresa de Bill Gates já teve ferramentas e plataformas que fizeram muito sucesso, mas hoje não existem mais

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Mirella Stivani, para Techtudo

Há mais de 40 anos em atividade, a Microsoft, empresa de Bill Gates, investiu em diferentes ferramentas, plataformas e programas que mudaram a forma de se consumir tecnologia. Mas, apesar de todo o sucesso, algumas aplicações deixaram de existir ou só funcionam em computadores com sistemas operacionais antigos. A seguir, você relembra cinco programas que até tiveram seu auge, mas a Microsoft preferiu deixar no passado.

Microsoft já descontinuou muitos programas próprios ao longo dos anos (Foto: Divulgação/Microsoft) Microsoft já descontinuou muitos programas próprios ao longo dos anos (Foto: Divulgação/Microsoft)

Microsoft já descontinuou muitos programas próprios ao longo dos anos (Foto: Divulgação/Microsoft)

1. MSN

MSN Messenger chegou a ter milhões de usuários (Foto: Divulgação/MSN) MSN Messenger chegou a ter milhões de usuários (Foto: Divulgação/MSN)

MSN Messenger chegou a ter milhões de usuários (Foto: Divulgação/MSN)

O MSN Messenger ou Windows Live Messenger foi um programa de mensagens online da Microsoft tão popular que foi capaz de derrubar seu concorrente direto, o mensageiro ICQ. O MSN permitia que as pessoas se comunicassem de forma instantânea pelo computador, de um jeito bem parecido com o atual WhatsApp Web. Não era necessário ter um número de celular vinculado à conta, pois o login era feito com e-mail e senha.

Com o passar do tempo e com o aparecimento de outras redes sociais, como Facebook, o MSN perdeu usuários e a Microsoft decidiu, em 2013, pôr um ponto final em seu funcionamento. Em seu lugar entrou o já existente Skype, que passou a ser o substituto oficial do mensageiro. As contas do MSN migraram automaticamente para o programa, que não só tem suporte para troca de mensagens de texto, como também faz ligações por voz e vídeo.

2. Paint

O Paint é um clássico programa de edição e criação de imagens da Microsoft (Foto: Reprodução/Luana Marfim) O Paint é um clássico programa de edição e criação de imagens da Microsoft (Foto: Reprodução/Luana Marfim)

O Paint é um clássico programa de edição e criação de imagens da Microsoft (Foto: Reprodução/Luana Marfim)

O Paint (ou Paintbrush, como era chamado assim que foi lançado) foi um famoso programa de edição e produção de imagens que durou 32 anos. Com ele, era possível editar fotos e criar alguns poucos efeitos de forma simples e fácil, o que ajudou muitas pessoas sem conhecimentos técnicos avançados a usarem um programa de imagens.

A partir do Windows 10, o Paint deixou de ser oferecido e hoje só existe para quem tem PC com algum dos sistemas operacionais anteriores. O suporte técnico do programa também parou de ser oferecido no site da Microsoft. O Paint foi substituído pelo Paint 3D no Windows 10, que traz funções de edição de imagens tridimensionais, além de funções mais avançadas.

3. Outlook Express

Microsoft Outlook Express era um programa de e-mails  (Foto: Divulgação/Microsoft) Microsoft Outlook Express era um programa de e-mails  (Foto: Divulgação/Microsoft)

Microsoft Outlook Express era um programa de e-mails (Foto: Divulgação/Microsoft)

O programa de e-mail Outlook Express era instalado juntamente com o Microsoft Internet Explorer. Por meio dele, era possível configurar uma ou mais contas de e-mail para checar ou escrever mensagens, que eram salvas diretamente no computador. Em 2012, o programa foi substituído pelo Windows Live Mail, que era bem parecido com seu antecessor, mas funcionava em sistemas operacionais mais recentes. Atualmente, o Outlook.com é uma alternativa gratuita para quem deseja um programa de e-mail com interface fácil de usar tanto no celular quanto no PC.

4. Movie Maker

Com o Movie Maker era possível editar vídeos de forma simples, mesmo sem conhecimentos técnicos (Foto: Reprodução/Time-Lapse Blog) Com o Movie Maker era possível editar vídeos de forma simples, mesmo sem conhecimentos técnicos (Foto: Reprodução/Time-Lapse Blog)

Com o Movie Maker era possível editar vídeos de forma simples, mesmo sem conhecimentos técnicos (Foto: Reprodução/Time-Lapse Blog)

Movie Maker era o editor gratuito da Microsoft ideal para quem desejava montar vídeos com imagens em movimento ou fotos. Ele foi descontinuado a partir do Windows 10. Atualmente, ele ainda pode ser usado em computadores com sistema mais antigos, mas não existe a opção de baixá-lo ou suporte técnico disponível. Para substituir o Movie Maker, a Microsoft oferece como alternativa o Windows Story Remix, um editor de vídeo para PC que atende às necessidades do usuário comum para criar vídeos de forma rápida.

5. Teclado Virtual Word Flow para iOS

Word Flow é um teclado virtual do Windows Phone que, por pouco tempo, ficou disponível para download em sistema iOS (Foto: Reprodução/Elson de Souza) Word Flow é um teclado virtual do Windows Phone que, por pouco tempo, ficou disponível para download em sistema iOS (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

Word Flow é um teclado virtual do Windows Phone que, por pouco tempo, ficou disponível para download em sistema iOS (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

Word Flow foi um teclado virtual desenvolvido pela Microsoft disponível tanto para Windows Phone quanto para o sistema iOS (iPhone). A ferramenta chegou a fazer parte da App Store dos Estados Unidos, mas foi logo retirada do ar. Para substituir o teclado, a Microsoft recomenda o SwiftKey, aplicativo que não foi desenvolvido pela empresa, mas comprado por ela própria. O teclado alternativo funciona nos sistemas Android e iOS.

Windows 10 é bom? Deixe sua opinião no Fórum do TechTudo.

Como programar um computador Windows para desligar sozinho

Como programar um computador Windows para desligar sozinho

MAIS DO TechTudo