Por Igor Nishikiori, para o Techtudo

Resident Evil, Dying Light e mais: veja os 10 melhores jogos com zumbis Resident Evil, Dying Light e mais: veja os 10 melhores jogos com zumbis

A notícia de que o shooter Call of Duty: Black Ops 4, que será lançado para PS4, Xbox One e PC, trará novamente o modo Zombies mostra de que mortos-vivos ainda fascinam muitos jogadores. O fato é que, seja em jogos de sobrevivência, tiro em primeira pessoa ou mesmo adventures, essas criaturas de andar rastejante, atitude hostil e predileção por carne humana estão presentes em diversos títulos que fizeram história nos videogames. Por isso, relembramos 10 games com temática de zumbi que valem a pena conhecer.

The Last of Us é um dos jogos com temática zumbi — Foto: Divulgação/Sony The Last of Us é um dos jogos com temática zumbi — Foto: Divulgação/Sony

The Last of Us é um dos jogos com temática zumbi — Foto: Divulgação/Sony

Resident Evil (PSOne, Saturn, PC)

Nenhuma lista de games de zumbi faria sentido sem a série Resident Evil. Apesar das edições posteriores terem feito mais sucesso e até revolucionado o gênero, foi o primeiro título que inaugurou o estilo horror de sobrevivência que marcou a franquia.

Lançado originalmente para PlayStation, com port para Saturn e PC, o jogo tem como protagonistas os policiais Chris Redfield e Jill Valentine, que estão em uma missão para investigar uma série de assassinatos envolvendo canibalismo em uma cidade nos EUA.

Após o grande sucesso, outras edições foram lançadas, como a versão do diretor e a com suporte ao controle DualShock. Resident Evil ainda foi remasterizado para GameCube e Wii, e ganhou uma versão em HD para PS3, Xbox 360, PS4 e Xbox One.

Resident Evil HD Remaster — Foto: Divulgação/CAPCOM Resident Evil HD Remaster — Foto: Divulgação/CAPCOM

Resident Evil HD Remaster — Foto: Divulgação/CAPCOM

The Last of US (PS3 e PS4)

Como se sobressair em meio a tantos games de ação com zumbis no mercado? A Naughty Dog apostou em um enredo digno de cinema e acertou. The Last of US é considerado um dos melhores jogos exclusivos de PS3 e ainda ganhou uma versão remasterizada para PS4 e terá uma continuação.

Em The Last of US, o jogador controla Joel, um homem que viu a filha ser morta em meio ao caos provocado pela infestação de um fungo que transforma seres humanos em monstros canibais. Em uma missão arriscada, ele precisa escoltar a adolescente Ellie, que pode ser a chave para uma vacina contra o fungo, até um grupo armado que luta contra o governo autoritário dos EUA.

A construção dos personagens e a maneira como o relacionamento entre Joel e Ellie cresce são os grandes pontos fortes. Além disso, é de se aplaudir a excelente ambientação, que mostra desde cidades abandonadas até florestas e montanhas esquecidas no interior dos EUA.

The Last of Us — Foto:  Divulgação/Naughty Dog The Last of Us — Foto:  Divulgação/Naughty Dog

The Last of Us — Foto: Divulgação/Naughty Dog

The Walking Dead (PC, PS3, Xbox 360, PS4, Xbox One, Mobile)

Sobreviver a um apocalipse zumbi não deve ser fácil, sobretudo quando é preciso se relacionar com outros sobreviventes. Em The Walking Dead, lançado para PS3, Xbox 360, PS4, Xbox One, Android, iOS e PC (com download via Steam), o foco do game está mais em tomar decisões importantes do que em distribuir tiros em mortos-vivos.

No melhor estilo adventure, o jogador controla Lee que, após escapar de ser preso graças a um ataque zumbi, encontra uma pequena garota chamada Clementine. Juntos, eles precisam lutar pela vida enquanto tentam encontrar os pais da menina.

Como em outros jogos da Telltale, Walking Dead é dividido em capítulos que foram lançados ao longo de 2012. Após ser aclamado pela crítica, Walking Dead ganhou mais duas temporadas e spin-offs que aprofundam as histórias dos personagens.

The Walking Dead — Foto: Divulgação/Telltale The Walking Dead — Foto: Divulgação/Telltale

The Walking Dead — Foto: Divulgação/Telltale

Dead Rising (Multi)

A mesma Capcom que que assombrou muita gente com Resident Evil também divertiu aos montes com Dead Rising. O game conta a história de um fotojornalista que está preso dentro de um shopping durante um apocalipse zumbi. Para sobreviver, ele precisa usar todo tipo de objeto que sirva como arma para dar cabo dos inimigos – dentre elas, há até a famosa Mega Buster usada por Mega Man.

Já deu para entender que Dead Rising é, diferente do seu irmão maior, um jogo que encara os zumbis mais pelo lado da comédia do que pelo terror.

Dead Rising foi lançado originalmente para Xbox 360 e teve um port para Wii. Em 2016, ele foi remasterizado para PS4, Xbox One e PC, com download via Steam.

Dead Rising Remastered — Foto: Divulgação/CAPCOM Dead Rising Remastered — Foto: Divulgação/CAPCOM

Dead Rising Remastered — Foto: Divulgação/CAPCOM

Left 4 Dead 2 (PC, Xbox 360)

Produzido pela Valve e lançado para Xbox 360 e PC (com download via Steam), Left 4 Dead 2 é um FPS multiplayer cooperativo em que o objetivo é atravessar os mapas sem morrer. Na campanha, é possível escolher entre até quatro personagens, sendo que cada um carrega um tipo de arma e acessórios. Portanto, trabalhar em equipe é vital para seguir na campanha.

Além do modo cooperativo, há também o modo Versus, em que outros quatro jogadores humanos podem controlar os infectados e impedir que os sobreviventes completem a missão.

O lançamento do game, em 2009, causou diversas polêmicas. As imagens de violência e mutilações fizeram com que Left 4 Dead 2 fosse modificado na Alemanha e na Austrália. Fora isso, a capa do jogo teve que ser alterada na Grã-Bretanha porque o gesto presente na imagem original é tido como um insulto no país.

Left 4 Dead 2 — Foto: Divulgação/Valve Left 4 Dead 2 — Foto: Divulgação/Valve

Left 4 Dead 2 — Foto: Divulgação/Valve

Red Dead Redemption: Undead Nightmare (PS3, Xbox 360, Xbox One)

Zumbis no velho oeste. Esta é a temática do DLC Undead Nightmare do game da Rockstar Red Dead Redemption, lançado para PS3 e Xbox 360, e com retrocompatibilidade com Xbox One.

Nele, uma nova história e dois modos multiplayers são acrescentados. Na campanha, que se passa em um universo paralelo ao do jogo original, o personagem John Marston precisa encontrar a cura para uma doença que faz renascer os mortos e que está assolando a região.

A expansão ainda adiciona criaturas místicas como o Sasquatch, o Chupacabra e os Cavaleiros do Apocalipse, além de outras mudanças cosméticas que dão um toque de humor e fantasia ao clássico de faroeste.

DLC Undead Nightmare — Foto: Divulgação/Rockstar DLC Undead Nightmare — Foto: Divulgação/Rockstar

DLC Undead Nightmare — Foto: Divulgação/Rockstar

Minecraft (Multi)

O segundo game mais vendido da história, Minecraft também não pode ficar de fora da lista. Os zumbis não são tão medonhos quanto nos outros títulos, mas podem causar uma certa dor de cabeça em jogadores de primeira viagem.

Isso porque os ataques sempre são de noite e há uma boa chance de os mortos-vivos estarem em bando. Como são lentos e tiram dano apenas de perto, eles podem facilmente ser despachados usando qualquer arma. Além disso, eles queimam com a presença do Sol, então alguns minutos fugindo já é o bastante para se livrar deles.

Zumbis em Minecraft: Pocket Edition  — Foto: Divulgação/Mojang Zumbis em Minecraft: Pocket Edition  — Foto: Divulgação/Mojang

Zumbis em Minecraft: Pocket Edition — Foto: Divulgação/Mojang

Dying Light (PS4, Xbox One, PC)

Da mesma produtora de Dead Island vem Dying Light, um game de sobrevivência em primeira pessoa em mundo aberto. Diferentemente de seu antecessor, a história se passa em uma grande cidade, por isso o parkour é um elemento essencial para se deslocar pelo mapa.

Seu enredo não é muito diferente dos outros do gênero: um vírus que transforma humanos em zumbis. O jogador controla o agente Kyle Crane, que se infiltra na cidade atrás de um arquivo que caiu em mãos erradas. Para conseguir completar seu objetivo, ele precisa cumprir diversas missões para se aproximar do antagonista Rais.

Lançado em 2015 para PS4, Xbox One e PC (com download via Steam), Dying Light ganhou o DLC Following, que acrescentou veículos e um novo mapa, e a expansão Bad Blood, que adiciona um modo de jogo multiplayer no estilo battle royale.

Dying Light — Foto: Divulgação/Techland Dying Light — Foto: Divulgação/Techland

Dying Light — Foto: Divulgação/Techland

The House of the Dead (Arcade, PC, Saturn)

Presença constante em casas de fliperama nos anos 2000, The House of the Dead é um shooter sobre trilhos com zumbis. No game, que tem opção para dois jogadores, sua missão é simples: resgatar um grupo de cientistas que está preso em uma mansão repleta de monstros. Para isso vale a regra de ouro de qualquer shooter: acabar com eles antes que eles acabem com você.

A franquia ganhou ao menos cinco continuações, além de spin-offs como The Typing of the Dead e The Pinball of the Dead. O título ainda ganhou uma adaptação para o cinema que foi um fracasso de público. Em 2018, a Sega anunciou um novo jogo da série para os arcades no Japão, intitulada House of the Dead: Scarlet Dawn.

The House of the Dead — Foto: Divulgação/Sega The House of the Dead — Foto: Divulgação/Sega

The House of the Dead — Foto: Divulgação/Sega

The Evil Within (PS4, PS3, Xbox 360, Xbox One, PC)

Dirigido por ninguém menos do que Shinji Mikami, o criador da série Resident Evil, The Evil Within mostra que o consagrado diretor não parou no tempo. Pegando diversos elementos de Resident Evil 4, como a visão por trás do ombro do personagem, o game cria um clima de tensão como poucos, com cenários claustrofóbicos repletos de sangue, violência explícita e inimigos de gelar a espinha.

Como em um bom horror de sobrevivência é preciso saber a hora de usar as armas e lembrar-se de coletar itens que serão úteis em batalhas futuras. Em um estilo à la The Last of Us, também é possível atacar os inimigos em modo stealth. E, como em Dark Souls, o cenário é repleto de armadilhas mortais pelo caminho.

O sucesso de The Evil Within inspirou uma continuação lançada em 2017 para PC, PS4 e Xbox One, mas com Mikami trabalhando como produtor executivo.

The Evil Within  — Foto: Divulgação/Bethesda The Evil Within  — Foto: Divulgação/Bethesda

The Evil Within — Foto: Divulgação/Bethesda

Pra você, qual o melhor jogo de terror? Dê sua opinião no fórum do TechTudo!

MAIS DO TechTudo