Por Paulo Alves, para o TechTudo


Os roteadores Wi-Fi mesh são voltados para quem precisa de uma boa conexão em ambientes extensos, como casas de muitos cômodos e até mais de um andar. Os dispositivos, diferentes dos tradicionais, são conectados entre si, proporcionando maior alcance e sinal de mesma intensidade, já que todos representam pontos de acesso originais.

Apesar de ainda não ter despontado no Brasil, a tecnologia pode ser uma alternativa interessante aos aparelhos wireless comuns. Confira a seguir cinco motivos para comprar ou não um kit mesh para melhorar o Wi-Fi de casa.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Repetidores: saiba como ampliar o sinal Wi-Fi da sua casa

Repetidores: saiba como ampliar o sinal Wi-Fi da sua casa

1. Maior alcance do sinal

Um kit mesh é capaz de cobrir uma área maior que um roteador tradicional, principalmente por envolver mais dispositivos. Com três unidades do TP-Link Deco M5, por exemplo, é possível garantir sinal forte em um local com 400 m² de área. A disposição dos roteadores também é importante: com os aparelhos espalhados, a possibilidade de haver pontos cegos e quedas de conexão é menor.

O desempenho de redes do tipo também costuma superar um conjunto de repetidores em uma rede tradicional, com um único roteador. A rede mesh é unificada, com o sinal sendo distribuído simultaneamente pelos dispositivos envolvidos. Dessa forma, o usuário não percebe a mudança de aparelho, que é feita de forma automática sem perda de qualidade.

Conheça as vantagens de roteadores Mesh, como o Google Wifi — Foto: Divulgação/Google Conheça as vantagens de roteadores Mesh, como o Google Wifi — Foto: Divulgação/Google

Conheça as vantagens de roteadores Mesh, como o Google Wifi — Foto: Divulgação/Google

2. Configuração simplificada

Além do desempenho melhor, os roteadores mesh também oferecem usabilidade superior à maioria dos roteadores comuns. Os dispositivos são feitos para trabalhar em grupo, então não é preciso modificar os ajustes de fábrica para conectar várias unidades em uma rede.

Em geral, um kit de dois ou três roteadores compatíveis com a tecnologia pode identificar automaticamente uma nova unidade inserida na rede para começar a distribuir o sinal. Em pequenas empresas, por exemplo, é possível aumentar a quantidade de aparelhos conectados gradativamente, expandindo a rede se necessário.

Roteadores mesh como o Deco M5 vêm em kit fácil de configurar — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo Roteadores mesh como o Deco M5 vêm em kit fácil de configurar — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Roteadores mesh como o Deco M5 vêm em kit fácil de configurar — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

3. Sistema fácil de usar

A configuração simplificada da rede mesh é decorrente, principalmente, de um sistema mais inteligente. Os aparelhos do tipo contam necessariamente com um software moderno para gerir a conexão, facilitando o trabalho do usuário na hora de executar ações simples, como alterar a senha do Wi-Fi, por exemplo.

Ao contrário de roteadores domésticos tracionais, que exigem login em uma página de configurações, os sistemas Mesh costumam ter seus próprios apps para celular, otimizando o acesso aos ajustes necessários.

4. Mais segurança

A facilidade de uso traz uma consequência importante para melhorar a segurança da rede. Como roteadores mesh têm um sistema mais amigável, o usuário consegue trocar senha do Wi-Fi e da rede de forma simples, além de fazer download de atualizações de segurança quando disponíveis. Em grande parte dos casos, os updates são baixados automaticamente para manter o aparelho o mais seguro possível.

Essa característica torna aparelhos do tipo menos visados por hackers. Ameaças como o malware VPN Filter ou o ataque realizado a dispositivos da Mikrotik, por exemplo, têm menos eficácia contra uma rede mesh com software atualizado contra eventuais vulnerabilidades.

Roteadores como o Deco M5 oferecem mais segurança que aparelhos tradicionais — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo Roteadores como o Deco M5 oferecem mais segurança que aparelhos tradicionais — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Roteadores como o Deco M5 oferecem mais segurança que aparelhos tradicionais — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

5. Funções extras

Com software mais moderno, fabricantes de roteadores mesh aproveitam para oferecer recursos que vão além das funções tradicionais de dispositivos wireless. Aparelhos do tipo podem oferecer controle parental integrado, por exemplo, para ajustar permissões de sites e apps acessíveis nos aparelhos das crianças.

Além disso, também é possível incluir um antivírus atualizado na rede, controlar o acesso para outros usuários dentro da mesma rede e ajustar a velocidade de conexão para priorizar streaming e jogos.

Ponto negativo: preço e disponibilidade

Sistemas mesh oferecem muitas vantagens para ter acesso Wi-Fi de alto desempenho em casa, mas o preço a se pagar por aparelhos compatíveis pode ser considerado alto. Como a tecnologia ainda não é muito presente no Brasil, roteadores comuns têm certa vantagem: um kit com três unidades do Deco M5, da TP-Link, único oficialmente disponível para comprar no país, custa R$ 1.850. Para comparar, um bom roteador, com três antenas e alcance de aproximadamente 300 m², pode ser encontrado por aproximadamente R$ 300 no e-commerce brasileiro.

Outra opção é a importação, mas os valores não devem mudar muito. O Google Wifi, que ainda não está à venda em terras tupiniquins, custa US$ 299, aproximadamente R$ 1.140 em conversão direta e sem impostos.

O que é Wi-Fi mesh? Saiba mais no Fórum do TechTudo

MAIS DO TechTudo