Por Raquel Freire, para o TechTudo


O TikTok vem ganhando cada vez mais adeptos pelo mundo afora. O antigo Musical.ly continua sendo uma plataforma para gravar vídeos curtos, tendo como principal foco a dublagem de músicas e cenas de humor. Com 15 segundos de duração, os clipes são compartilhados no próprio aplicativo, que funciona como uma rede social – assim, é possível seguir outros usuários, comentar, curtir, entre outras funções.

O app tem chamado atenção pelo rápido crescimento, superando gigantes como Facebook, Instagram, YouTube e Snapchat em número de downloads nos Estados Unidos – são 130 milhões de usuários no mundo. Conheça a seguir cinco curiosidades do TikTok, que pode ser baixado em celulares Android e iPhone (iOS).

Conheça 5 curiosidades sobre o TikTok, app mais baixado que Instagram nos EUA — Foto: Divulgação/TikTok Conheça 5 curiosidades sobre o TikTok, app mais baixado que Instagram nos EUA — Foto: Divulgação/TikTok

Conheça 5 curiosidades sobre o TikTok, app mais baixado que Instagram nos EUA — Foto: Divulgação/TikTok

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Venda avaliada em US$ 1 bilhão

O crescimento abrupto do TikTok no mercado americano deu-se após a fusão com o Musical.ly, o que ocorreu no início de agosto. Os usuários que tinham o antigo aplicativo instalado no celular um dia acordaram e viram o nome "TikTok". Com uma base de usuários repentinamente aumentada em 100 milhões de contas ativas por mês, o app passou a chamar ainda mais atenção do público, principalmente formado por adolescentes, assim como da imprensa especializada.

Mas a junção das duas plataformas não ocorreu do dia para a noite. A ByteDance, empresa chinesa dona do TikTok, comprou o Musical.ly em novembro de 2017. O valor do negócio não foi revelado oficialmente, mas fontes ligadas à empresa de tecnologia afirmam que o acordo custou entre US$ 800 milhões e US$ 1 bilhão – ou seja, até R$ 3,8 bilhões, considerando a conversão direta. Na época da negociação, o Musical.ly tinha aproximadamente 60 milhões de usuários.

2. Chinês de berço

A aquisição do Musical.ly pela ByteDance é uma estratégia da empresa chinesa para entrar no mercado americano, onde o finado app de dublagem já era extremamente popular. O que muita gente não sabe é que o Musical.ly já era chinês de berço.

A plataforma foi fundada em 2014 por Alex Zhu e Luyu Yang, empresários chineses e amigos de longa data. O serviço foi estabelecido com sede em Xangai e com um escritório na Califórnia, nos Estados Unidos, o que ajudou na sua popularização nas américas.

TikTok, app de dublagem, traz efeitos faciais para usar nos vídeos — Foto: Divulgação/TikTok TikTok, app de dublagem, traz efeitos faciais para usar nos vídeos — Foto: Divulgação/TikTok

TikTok, app de dublagem, traz efeitos faciais para usar nos vídeos — Foto: Divulgação/TikTok

3. Febre no mercado asiático

Mesmo antes da fusão com o Musica.ly, o TikTok já era um sucesso absoluto no mercado asiático. Em julho, o app alcançou a marca de 500 milhões de usuários ativos, número muito superior ao seu irmão americano à época. A maior parte desse público – 300 milhões – era da China, o que se deve à origem da plataforma e à própria densidade populacional do país.

Curiosamente, o número por lá não cresceu muito após a junção com o Musical.ly. Isso porque, devido às restrições do governo chinês em relação ao acesso à Internet, a ByteDance decidiu manter o TikTok como uma aplicação independente, rebatizada com o nome de Douyin.

4. Mais baixado que Facebook, Instagram, YouTube e Snapchat

Apenas três meses após a fusão com o Musical.ly, o TikTok já havia passado de 100 para 130 milhões de usuários ativos. No mês de outubro, o app registrou mais downloads do que Facebook, Instagram, Snapchat e YouTube na App Store, segundo relatório da AppTopia.

TikTok apresenta crescimento enquanto outras redes perdem usuários — Foto: Reprodução/Apptopia TikTok apresenta crescimento enquanto outras redes perdem usuários — Foto: Reprodução/Apptopia

TikTok apresenta crescimento enquanto outras redes perdem usuários — Foto: Reprodução/Apptopia

No dia do fechamento desta matéria (30 de novembro), o app era o 5º mais baixado no iPhone e o 2º mais baixado na Play Store, ambos considerando os Estados Unidos. No Brasil, o TikTok ocupa a 31º posição na loja de aplicativos do Google e não aparece no top 100 da App Store. As informações são da consultoria App Annie.

De acordo com os dados mais recentes, o aplicativo já foi baixado mais de 800 milhões de vezes no mundo todo, juntando as plataformas Android e iOS. Em 2017, o número do Musical.ly era de 92 milhões de downloads somadas as duas lojas de aplicativo.

5. Público adolescente

O público do TikTok é composto principalmente por adolescentes e jovens. O Musical.ly já tinha essa característica, com metade dos usuários situados na faixa etária entre 13 e 24 anos no iPhone e 60% no Android. O app também mostrava predominância da presença feminina, que correspondia a 75% no iOS e 70% no Android. Os dados foram divulgados pela App Annie em março deste ano.

6. Facebook quer lançar concorrente

O enorme sucesso do TikTok/Musical.ly vem despertando interesse também de empresas concorrentes. O Facebook estaria desenvolvendo um app chamado "Lasso" para competir com a plataforma de dublagem, segundo uma fonte revelou ao site TechCrunch. "É (um app) de tela inteira, criado para adolescentes, divertido e engraçado e focado em criação", disse a fonte de forma não oficial.

A notícia é condizente com os projetos já revelados pelo Facebook, que em junho anunciou o recurso Lyp Sync Live. Ainda em fase de testes, a função permite ao usuário escolher uma música para dublar durante as transmissões ao vivo.

Função Lyp Sync Live é um teste para Facebook lançar app autônomo rival do TikTok, segundo fontes — Foto: Divulgação/Facebook Função Lyp Sync Live é um teste para Facebook lançar app autônomo rival do TikTok, segundo fontes — Foto: Divulgação/Facebook

Função Lyp Sync Live é um teste para Facebook lançar app autônomo rival do TikTok, segundo fontes — Foto: Divulgação/Facebook

Figurinhas no WhatsApp: saiba como fazer a sua pelo iPhone

Figurinhas no WhatsApp: saiba como fazer a sua pelo iPhone

MAIS DO TechTudo