Por Amanda de Almeida, para o TechTudo


Os interessados em emagrecer com práticas saudáveis como boa alimentação e rotina de exercícios físicos ganham reforço com aplicativos que prometem ajudar nesse objetivo. Disponíveis gratuitamente para celulares Android e iPhone (iOS), ferramentas como o MyFitnessPal, por exemplo, facilitam a contagem de calorias consumidas e gastas, enquanto o Exercícios em Casa oferece programas diários para exercitar os principais grupos musculares sem ir à academia. Os recursos são ideias para quem desejar começar o ano de 2019 em forma e com a saúde em dia.

O TechTudo lista abaixo os cinco melhores apps de dieta e exercícios. A ideia é válida, principalmente, para quem colocou os cuidados com a saúde na lista de resoluções para o ano novo. Vale lembrar, entretanto, que os serviços não dispensam o acompanhamento médico de iniciar uma dieta ou atividade física.

Aplicativos como Exercícios em Casa montam treinos para emagrecer sem gastar — Foto: Helito Beggiora/TechTudo Aplicativos como Exercícios em Casa montam treinos para emagrecer sem gastar — Foto: Helito Beggiora/TechTudo

Aplicativos como Exercícios em Casa montam treinos para emagrecer sem gastar — Foto: Helito Beggiora/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. MyFitnessPal

Em formato de diário alimentar, o MyFitnessPal facilita o monitoramento de calorias consumidas e gastas — Foto: Reprodução/Amanda de Almeida Em formato de diário alimentar, o MyFitnessPal facilita o monitoramento de calorias consumidas e gastas — Foto: Reprodução/Amanda de Almeida

Em formato de diário alimentar, o MyFitnessPal facilita o monitoramento de calorias consumidas e gastas — Foto: Reprodução/Amanda de Almeida

O contador de calorias MyFitnessPal é um dos aplicativos de dieta mais populares, tanto na App Store quanto na Google Play, no qual conta com uma quantidade relevante de avaliações positivas. O app funciona como um diário alimentar e permite ao usuário registrar todos os alimentos consumidos para ter uma ideia de quantas calorias ingeriu. Conforme o tipo de alimentação seguida, é possível determinar a porcentagem de macronutrientes (carboidratos, proteínas e gordura) dentro das calorias permitidas para estabelecer hábitos saudáveis.

Uma vantagem é a integração como outros aplicativos, como o Garmin Connect, BTFIT e Runtastic, entre outros, para ter um balanço calórico. O MyFitnessPal também oferece banco de dados e leitor de barras, que facilita o cadastro dos alimentos. O aplicativo oferece uma versão premium, no valor de US$ 9,99/mês (R$ 38,63, em conversão direta) ou US$ 49,99/ano (R$ 193,29). Entre os recursos adicionais está a ausência de anúncios, conteúdo exclusivo e análise de alimentos. Os interessados podem fazer uma avaliação gratuita durante um mês.

2. Exercícios em Casa - Sem Equipamentos

Destaque do Google em 2018, o Exercícios em Casa ajuda quem busca definição sem precisar ir à academia — Foto: Reprodução/Amanda de Almeida Destaque do Google em 2018, o Exercícios em Casa ajuda quem busca definição sem precisar ir à academia — Foto: Reprodução/Amanda de Almeida

Destaque do Google em 2018, o Exercícios em Casa ajuda quem busca definição sem precisar ir à academia — Foto: Reprodução/Amanda de Almeida

Considerado pelo Google um dos melhores aplicativos de autoaperfeiçoamento em 2018, o Exercícios em Casa permite ao usuário se exercitar sem precisar ir à academia. O app exige um pouco de disciplina para obter os resultados, mas em troca oferece todas as ferramentas necessárias para quem realmente está empenhado no objetivo. São planos de treino, bibliotecas de exercícios, relatórios de acompanhamento e a possibilidade de programar lembretes para não se esquecer de treinar.

Os treinos são categorizados por grupos musculares e divididos em níveis "Iniciante", "Intermediário" e "Avançado". Definido o exercício do dia, o app indica as atividades com tempo e repetições — que podem ser personalizados de acordo com a necessidade do usuário. Todas elas têm uma uma pequena explicação e o link para um vídeo no YouTube que ensina os movimentos corretos. Outra vantagem é que o aplicativo permite a integração com o Apple Saúde e Google Fit.

3. Dieta e Emagrecer

Com versões gratuita e paga, o Dieta e Emagrecer também funciona como uma espécie de rede social — Foto: Reprodução/Amanda de Almeida Com versões gratuita e paga, o Dieta e Emagrecer também funciona como uma espécie de rede social — Foto: Reprodução/Amanda de Almeida

Com versões gratuita e paga, o Dieta e Emagrecer também funciona como uma espécie de rede social — Foto: Reprodução/Amanda de Almeida

Com o propósito de ajudar o usuário e emagrecer de maneira saudável, o Dieta e Emagrecer da NutriSoft traz um conteúdo bastante abrangente quanto à nutrição. O app oferece uma calculadora com indicativo de metas diárias e Índice de Massa Corporal (IMC) e permite o registro de atividades diárias, como refeições, pesagem, exercícios físicos e descanso. Há, ainda, a possibilidade de se configurar alarmes de refeição, água e sono, para ajudar os mais esquecidos.

Outro destaque é que o Dieta e Emagrecer também funciona como uma espécie de rede social, no qual as pessoas que vivenciam a mesma experiência podem trocar ideias e se apoiarem. Apesar de ser gratuito tanto para os sistemas da Apple e do Google, o Dieta e Emagrecer conta com uma versão paga. A assinatura custa R$ 12,50/mês ou R$ 59,50/ano e inclui recursos adicionais como atendimento nutricional, recomendações diárias e porcentagem de gordura.

4. BetterMe: Treinos para a Perda de Peso

BetterMe integra atividade física a plano alimentar, que leva em conta preferências como cetogênico, sem glúten ou lactose — Foto: Reprodução/Amanda de Almeida BetterMe integra atividade física a plano alimentar, que leva em conta preferências como cetogênico, sem glúten ou lactose — Foto: Reprodução/Amanda de Almeida

BetterMe integra atividade física a plano alimentar, que leva em conta preferências como cetogênico, sem glúten ou lactose — Foto: Reprodução/Amanda de Almeida

Como o próprio nome já diz, o BetterMe (ou "Melhor Eu", em livre tradução) tem como proposta ajudar o usuário a se tornar uma versão melhor de si. Voltado para o público feminino, ele oferece treinos focados nas quatro reclamações mais comuns das mulheres: seios caídos, braços flácidos, gordura na barriga e pernas e coxas espessas. A partir das necessidades de cada uma, o serviço oferece um programa com diversos exercícios, ilustrados por meio de uma pequena animação e descrição.

Na área dedicada à alimentação, o grande diferencial é que o BetterMe leva em consideração as diferentes preferências alimentares, como vegetariana, cetogênica, sem glúten e sem lactose. Sem focar na contagem de calorias, o app oferece sugestões de refeições com receitas de acordo o padrão alimentar de cada um. O aplicativo é grátis, mas também conta com uma versão paga, que promete um maior nível de personalização do programa. A assinatura custa R$ 32,90/mês.

5. Desafio 30 dias para Fitness

Desafio 30 dias para Fitness usa o período de 1 mês como um estímulo para os usuários entrarem em forma — Foto: Reprodução/Amanda de Almeida Desafio 30 dias para Fitness usa o período de 1 mês como um estímulo para os usuários entrarem em forma — Foto: Reprodução/Amanda de Almeida

Desafio 30 dias para Fitness usa o período de 1 mês como um estímulo para os usuários entrarem em forma — Foto: Reprodução/Amanda de Almeida

Disponível gratuitamente tanto para Android quanto para iPhone o aplicativo Desafio de 30 dias para Fitness usa o curto período de tempo (1 mês) como um estímulo a mais para quem quer melhorar o condicionamento físico e emagrecer. Criado por instrutores físicos profissionais, o app atua em duas frentes: treinos físicos e plano alimentar – esse último dividido em dietas padrão e vegetariana. A facilidade aqui é que a lista de compras já está pronta, com o indicativo de quantidades a serem consumidos nos 30 dias seguintes.

Bem avaliado na App Store e na Google Play, o serviço tem uma interface simples e intuitiva de usar. Entre as opções de desafios físicos, há treinos de corpo inteiro, abdominal, glúteos, braços e pernas, nas categorias "Iniciante", "Intermediário" e "Avançado". Além de pequenas animações que indicam os movimentos a serem feitos, há links para vídeos no YouTube com explicações mais aprofundadas — que, apesar de úteis, são todas em inglês, o que poderia ser um obstáculo para a compreensão de alguns usuários.

Como aprender músicas com aulas em vídeo no app Cifra Club

Como aprender músicas com aulas em vídeo no app Cifra Club

Mais do TechTudo