Drones

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


O DJI Tello é um drone voltado para iniciantes que pode ser encontrado no Brasil por um preço acessível, a partir de R$ 508. O dispositivo é mais simples do que modelos profissionais da marca, como os Mavic Air e Pro, e funciona com smartphones Android e iPhone (iOS). Além disso, ele oferece uma tecnologia que permite ao usuário criar suas próprias manobras via programação.

O drone DJI Tello também faz gravação de imagens em HD (720p) e aposta em um design portátil que facilita o transporte. Confira, a seguir, os pontos positivos e negativos do quadricóptero e descubra se vale a pena investir nele.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Tello é compacto e tem modos que ajudam iniciantes — Foto: Divulgação/DJI Tello é compacto e tem modos que ajudam iniciantes — Foto: Divulgação/DJI

Tello é compacto e tem modos que ajudam iniciantes — Foto: Divulgação/DJI

PONTOS POSITIVOS:

1. Design compacto

O Tello é um drone compacto, o que contribui para que o dispositivo seja um bom companheiro de viagens e passeios. Com peso de apenas 80 gramas e medidas de 9,8 x 9,2 cm e 4,1 cm de altura, o acessório não deve tomar muito espaço dentro de uma mochila, por exemplo. Embora outros drones compartilhem dessas mesmas características, incluindo os Mavic da própria DJI, a portabilidade do Tello vem acompanhada de vantagens decisivas em relação ao preço.

2. Fácil de controlar

Tello é controlado integralmente por celulares — Foto: Divulgação/DJI Tello é controlado integralmente por celulares — Foto: Divulgação/DJI

Tello é controlado integralmente por celulares — Foto: Divulgação/DJI

O Tello é um drone de entrada que pode ser controlado via aplicativo para celular. O modelo da DJI é bastante amigável e tem uma abordagem educativa: o próprio usuário pode definir modos de voo e manobras a partir de uma ferramenta simples de programação. Além disso, o dispositivo oferece diferentes modos de voo e manobras de segurança importantes: o drone pousa sozinho assim que detecta a perda de conexão com o controlador; traz alertas de bateria baixa; decola e pousa apenas com um toque na tela do celular; e ainda conta com uma ferramenta que desliga os motores em caso de colisão.

3. Preço acessível

Tello tem preço mais acessível que as linhas mais profissionais da DJI — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Tello tem preço mais acessível que as linhas mais profissionais da DJI — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Tello tem preço mais acessível que as linhas mais profissionais da DJI — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

O Tello é vendido no Brasil com preços a partir de R$ 508 em lojas online, valor bastante acessível para um drone com esse nível de recursos e de uma marca famosa no mercado. No mercado internacional, ele pode sair ainda mais barato, custando US$ 99 (cerca de R$ 375, em conversão direta, sem impostos). A nível de comparação, o Mavic Air da DJI tem o mesmo perfil portátil e amigável, mas não sai por menos de R$ 3.700 no mercado brasileiro.

Tello voa por apenas 13 minutos — Foto: Divulgação/DJI Tello voa por apenas 13 minutos — Foto: Divulgação/DJI

Tello voa por apenas 13 minutos — Foto: Divulgação/DJI

PONTOS NEGATIVOS

1. Autonomia

Drone muito leve e pequeno representa um problema quanto ao espaço disponível para a bateria e, no Tello, isso se faz sentir por conta da autonomia modesta de 13 minutos. A compensação é que o modelo possui bateria removível. Assim, o usuário pode contar com unidades reserva carregadas para trocar e manter o drone em operação por mais tempo – ainda que seja necessário pousar para fazer a troca.

2. Vídeo em HD apenas

Câmera do Tello tem apenas 5 megapixels e faz vídeo em HD — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Câmera do Tello tem apenas 5 megapixels e faz vídeo em HD — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Câmera do Tello tem apenas 5 megapixels e faz vídeo em HD — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Ao contrário de drones mais ambiciosos ou profissionais, o Tello não grava imagens internamente em um cartão de memória. O vídeo produzido pela câmera embarcada no equipamento é registrado automaticamente na memória do smartphone usado para controlar o voo. Por conta disso, as limitações da transferência sem fio entre drone e telefone acabam restringindo a qualidade de vídeo, que estaciona na resolução HD (1280 x 720 pixels), distante do Full HD e 4K, mais associados a drones caros e com perfil profissional.

Mavic 2 Pro e Mavic 2 Zoom: Conheça os principais destaques dos novos drones da DJI

Mavic 2 Pro e Mavic 2 Zoom: Conheça os principais destaques dos novos drones da DJI

3. Cobertura

Outro fator de limitação está no raio de cobertura do drone. Como depende do sinal Wi-Fi do celular para funcionar, o Tello opera apenas em um raio de 100 metros. Isso significa que o usuário precisa estar perto do drone para usá-lo, o que pode restringir um pouco gravações mais ambiciosas. O Mavic Air, por exemplo, tem raio de operação em 3,8 km.

Qual é o melhor drone para comprar no Brasil? Comente no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo