Notebooks

Por Paulo Alves, para o TechTudo


O MacBook Air 2018 é a versão mais recente do famoso notebook da Apple, que chegou ao Brasil em dezembro. O modelo tem tela de 13,3 polegadas com maior resolução e traz refinamentos no design e no hardware, que inclui processador Intel de oitava geração. Apesar disso, o lançamento não chega a impressionar como nas primeiras gerações.

O novo MacBook Air está disponível na Apple Store brasileira por preços a partir de R$ 10.399 para a versão com 128 GB de armazenamento. O mesmo modelo já pode ser encontrado por cerca de R$ 8.177,40 em lojas online, de acordo com o Compare TechTudo. Vale destacar que o valor está sujeito a alterações, visto que se refere ao menor preço encontrado pelo comparador. Veja, na sequência, as principais vantagens e desvantagens do computador e saiba se vale a pena comprar.

Quer comprar um notebook barato? Encontre os melhores preços no Compare TechTudo

Cinco dicas importantes antes de comprar um notebook

Cinco dicas importantes antes de comprar um notebook

Ficha Técnica

  • Tela: Retina de 13,3 polegadas (2560 x 1600 pixels)
  • Processador: Intel Core i5 de dois núcleos e 1,6 GHz (Turbo Boost de até 3,6 GHz) com cache L3 de 4 MB
  • Placa de vídeo: Intel UHD Graphics 617 (integrada)
  • Armazenamento: SSD de 128 GB ou 256 GB, com possibilidade de upgrade até 1,5 TB
  • Memória RAM: 8 ou 16 GB LPDDR3
  • Bateria: até 13 horas de duração; consumo de 50,3 watts por hora
  • Teclado: retroiluminado; sensor Touch ID integrado
  • Trackpad: Force Touch
  • Câmera: FaceTime HD de 720p
  • Portas: 2 Thunderbolt 3 (USB-C) compatíveis com recarga, DisplayPort, Thunderbolt (até 40 Gbps) e USB-C 3.1 Gen 2 (até 10 Gbps)
  • Dimensões: 1,56 x 30,41 x 21,24 cm
  • Peso: 1,25 kg
  • Cores: dourado, prateado e cinza-espacial

PONTOS POSITIVOS

1. Tela Retina

Uma das principais novidades do novo Air é a tela de alta resolução, que enfim alcança a definição de 2560 x 1600 pixels, chamada pela Apple de Retina. O display IPS LCD de 13,3 polegadas não conta com tecnologia True Tone para calibrar as cores de acordo com o ambiente, como no MacBook Pro, mas tende a oferecer um bom upgrade para quem tem versões mais antigas do notebook.

Além disso, o painel está com bordas menores ao redor da tela, melhorando o visual quando a tampa está aberta e favorecendo a sensação de imersão.

MacBook Air 2018 tem tela Retina com bordas menores — Foto: Divulgação/Apple MacBook Air 2018 tem tela Retina com bordas menores — Foto: Divulgação/Apple

MacBook Air 2018 tem tela Retina com bordas menores — Foto: Divulgação/Apple

2. Trackpad

O teclado do MacBook Air 2018 é similar ao do MacBook Pro e ainda divide opiniões. No entanto, o trackpad parece ser uma melhoria bem-vinda. A área de toque continua altamente responsiva e está maior: um retângulo de 4,7 polegadas de largura por 3 polegadas de altura. Além disso, o componente traz suporte ao Force Touch, recurso similar ao 3D Touch do iPhone para acessar funções ao aumentar a pressão do toque.

3. Segurança

O Touch ID integrado ao teclado do MacBook Air 2018 não chega a ser um diferencial no mercado de notebooks em 2018, mas o computador conta com recursos extras de segurança. O modelo traz no hardware o chip Apple T2, que, além de guardar os dados biométricos do usuário, ajuda a criptografar as informações da máquina com mais agilidade.

MacBook Air 2018 tem Touch ID e chip de segurança para proteger dados — Foto: Divulgação/Apple MacBook Air 2018 tem Touch ID e chip de segurança para proteger dados — Foto: Divulgação/Apple

MacBook Air 2018 tem Touch ID e chip de segurança para proteger dados — Foto: Divulgação/Apple

PONTOS NEGATIVOS

1. Processador

Apesar de contar com processador Core i5 de oitava geração, o novo MacBook Air não deve impressionar pela performance. Isso porque o computador vem equipado com chips da série Y da Intel, que consomem menos energia e são mais silenciosos, mas rodam a uma frequência menor do que os modelos presentes em laptops concorrentes.

No benchmark Geekbench 4.3, o Air 2018 obteve apenas 7.871 pontos, muito abaixo da média de mais de 12 mil da categoria. No dia a dia, isso significa que o notebook não é capaz de rodar programas pesados de edição de vídeo e imagem 3D sem apresentar engasgos. De resto, no entanto, o macOS tende a entregar uma boa experiência.

MacBook Air 2018 deve rodar apps do dia a dia com leveza, mas nada de edição pesada de vídeos — Foto: Divulgação/Apple MacBook Air 2018 deve rodar apps do dia a dia com leveza, mas nada de edição pesada de vídeos — Foto: Divulgação/Apple

MacBook Air 2018 deve rodar apps do dia a dia com leveza, mas nada de edição pesada de vídeos — Foto: Divulgação/Apple

2. Portas

O MacBook Air 2018 traz entrada para fone de ouvido e duas portas USB-C Thunderbolt na lateral, uma a mais do que no MacBook de 12”. No entanto, o modelo ainda fica bem atrás de outras opções do mercado quando o assunto é conectividade. O computador não tem entrada para cartão de memória, nem cabo de rede, HDMI ou a convencional USB-A. Portanto, se você usa câmeras ou monitor externo sem suporte à conexão Thunderbolt, precisará de adaptadores com frequência.

MacBook Air 2018 tem apenas duas portas USB-C — Foto: Divulgação/Apple MacBook Air 2018 tem apenas duas portas USB-C — Foto: Divulgação/Apple

MacBook Air 2018 tem apenas duas portas USB-C — Foto: Divulgação/Apple

3. Custo-benefício

O lançamento da Apple é um upgrade bem-vindo para quem é usuário antigo de macOS e estava ávido por uma atualização de hardware. No entanto, o preço inicial de R$ 10.399 por 128 GB é alto, e pode encorajar uma mudança de ares para computadores Windows, embora o dispositivo já esteja mais barato em lojas online, saindo por R$ 8.177,40. O Dell XPS 13, por exemplo, tem versão com Core i7 de 8ª geração, 8 GB de memória RAM e SSD de 256GB por menos de R$ 10 mil.

Qual comprar: Macbook Air ou MacBook Pro? Opine no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo