Por Victor de Abreu, para o TechTudo


Jogos como Counter-Strike:Global Offensive (CS:GO), League of Legends (LoL), Overwatch e Fortnite estabelecem uma série de regras para manter a credibilidade dos seus competitivos. Para isso, as desenvolveram fiscalizam os seus servidores e podem banir temporariamente ou para sempre os jogadores que não se comportarem bem. Essas punições são válidas tanto para os jogadores casuais, quanto para os pro players. Relembre, a seguir, cinco atletas que receberam banimentos eternos.

Braxton "swag" Pierce

Swag se envolveu em um dos maiores escândalos do cenário norte-americano de CS:GO — Foto: Divulgação/Beyond the Summit Swag se envolveu em um dos maiores escândalos do cenário norte-americano de CS:GO — Foto: Divulgação/Beyond the Summit

Swag se envolveu em um dos maiores escândalos do cenário norte-americano de CS:GO — Foto: Divulgação/Beyond the Summit

Um dos casos mais famosos de ban permanente no CS:GO é o do norte-americano Braxton "swag" Pierce. O player, que jogou recentemente a BLAST Pro Series Lisboa pela MIBR (Made In Brazil), se envolveu em um escândalo de manipulação de resultados no CEVO Professional League 2014. Na ocasião, o seu time, o iBUYPOWER, enfrentava a NetcodeGuides, um adversário considerado fácil pela comunidade em geral. O time de swag era o favorito, mas a NetcodeGuides venceu a iBUYPOWER em uma vitória suspeita.

Após denúncia, foi comprovado que os jogadores da iBUYPOWER perderam pois apostaram na própria derrota. Por conta disso, swag e os outros envolvidos foram banidos permanentemente de competições realizadas pela Valve.

Jeong "Apdo" Sang-gil

Apdo é considerado um dos melhores jogadores do LoL — Foto: Reprodução/Facebook APDO Apdo é considerado um dos melhores jogadores do LoL — Foto: Reprodução/Facebook APDO

Apdo é considerado um dos melhores jogadores do LoL — Foto: Reprodução/Facebook APDO

O player de LoL eong "Apdo" Sang-gil, também conhecido como "Dopa", é considerado por muitos como o melhor jogador de SoloQ do mundo. Apesar de ter atuado por pouco tempo como profissional, o player conquistou o topo das ranqueadas da Coreia do Sul e também da China.

Apdo chegou a jogar profissionalmente em alguns times da Coreia do Sul, mas teve sua carreira interrompida por prática de elojob e comportamento tóxico. As práticas são proibidas pela Riot Games, que baniu a conta principal do jogador por exatos 1 mil anos em 2013 e ainda o impediu de jogar no competitivo por dois anos.

Félix "xQc" Lengyel

Félix “xQc” Lengyel jogando Overwatch — Foto: Divulgação/Blizzard Félix “xQc” Lengyel jogando Overwatch — Foto: Divulgação/Blizzard

Félix “xQc” Lengyel jogando Overwatch — Foto: Divulgação/Blizzard

Na comunidade Overwatch, o apelido de xQc é sinônimo de polêmicas. O canadense teve sua conta suspensa pela Blizzard em algumas ocasiões por conta de atitudes tóxicas, abandono de partidas e o uso indevido do sistema de denúncia. Além disso, durante o começo da primeira temporada da Overwatch League, xQc também foi multado algumas vezes, resultando em sua saída da Dallas Fuel.

Apesar de tantos escândalos, xQc não recebeu um ban permanente em Overwatch. Curiosamente, ele sofreu essa punição em League of Legends. Enquanto jogava o MOBA da Riot Games, o jogador teve o mesmo comportamento tóxico. Como resultado, sua conta foi banida permanentemente do game.

Turner "TFUE" Tenney

Turner “Tfue” Tenney (direita): embora habilidoso, o streamer é um tanto quanto controverso — Foto: Divulgação/Twitter Turner "Tfue" Tenney Turner “Tfue” Tenney (direita): embora habilidoso, o streamer é um tanto quanto controverso — Foto: Divulgação/Twitter Turner "Tfue" Tenney

Turner “Tfue” Tenney (direita): embora habilidoso, o streamer é um tanto quanto controverso — Foto: Divulgação/Twitter Turner "Tfue" Tenney

O caso em 2018 de TFUE, jogador de Fortnite da FaZe Clan, serviu para a Epic Games mostrar que nem os melhores jogadores do game estão livres de um ban eterno de suas contas. A princípio, pensava-se que a punição do americano fora ocasionada pelo uso de bugs dentro do Battle Royale. No entanto, a Epic Games posteriormente explicou o que jogador recebeu o ban por venda e compra de contas de Fortnite, uma atitude proibida dentro do jogo.

Christian "IWillDominate" Rivera

IWillDominate não escapou do banimento da Riot Games em 2013 — Foto: Divulgação/Riot Games IWillDominate não escapou do banimento da Riot Games em 2013 — Foto: Divulgação/Riot Games

IWillDominate não escapou do banimento da Riot Games em 2013 — Foto: Divulgação/Riot Games

Um dos casos mais antigos e famosos em League of Legends foi o de Christian "IWillDominate" Rivera. Em 2012, época em que o jogador atuava pela Team Dignitas e que a LCS norte-americana ganhava forma, a Riot Games começou a dar mais atenção na conduta de seus jogadores profissionais. Um dos nomes que mais chamou a atenção foi o de IWillDominate, conhecido pelo seu comportamento tóxico nas ranqueadas e por ter recebido diversas denúncias de outros jogadores por conta disso.

Como o jogador não mudou sua conduta, a Riot Games tomou a decisão de o banir de todas as suas contas permanentemente e impedí-lo de jogar a LCS 2013, sendo essa considerada a primeira punição grave de um profissional no cenário norte-americano de LoL. IWillDominate retornou para a LCS em 2014, onde jogou até 2016 pela Team Curse, que veio a se tornar Team Liquid, antes de se aposentar do competitivo.

MAIS DO TechTudo