Redes sociais

Por Adriano Ferreira, para o TechTudo


O mensageiro WhatsApp faz parte do dia a dia de milhões de pessoas em todo mundo. Para manter um ambiente seguro, a plataforma tem diretrizes e normas que precisam ser atendidas. Caso contrário, o usuário pode ser banido e deixar de estar na rede social. Práticas como a divulgação de notícias falsas, propagandas, disparo massivo de mensagens e conteúdo de cunho ofensivo são prejudiciais para a experiência no aplicativo e são motivos para que o uso seja revogado.

Disponível em celulares Android e iPhone (iOS), além de versões web e para PCs com sistema Windows ou macOS, a plataforma avalia as condutas inapropriadas que podem levar a um bloqueio temporário ou definitivo, conforme a gravidade do problema. Comportamentos que promovam ódio, preconceito e intolerância são monitorados por meio de mecanismos tecnológicos do WhatsApp, mas também devem ser denunciados pelos usuários. Confira a seguir as causas que podem banir uma conta do mensageiro.

WhatsApp bane comportamento que violar a segurança de mensagens  — Foto: Reprodução/Elson de Souza WhatsApp bane comportamento que violar a segurança de mensagens  — Foto: Reprodução/Elson de Souza

WhatsApp bane comportamento que violar a segurança de mensagens — Foto: Reprodução/Elson de Souza

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Transmissão de vírus e spam

O impedimento dessa ação busca impedir que golpes financeiros e de roubos de dados ocorram. Milhares de pessoas já foram prejudicadas por clicarem em links maliciosos. A recomendação do mensageiro é ter cautela antes de repassar qualquer informação, principalmente as ofereçam vantagens exageradas. Com o objetivo de restringir a disseminação desse tipo de material, a plataforma passou a restringir o encaminhamento de mensagens para cinco contatos – antes o limite era de 20 pessoas.

O combate ao spam foi aplicado em uma melhoria no recebimento de conteúdo. O spam viola a privacidade e a escolha sobre as mensagens e, por isso, se torna uma ação indesejada e que interfere no controle dos usuários. Conteúdos com ofertas e propagandas falsas podem ser denunciados na funcionalidade "Denunciar spam" do WhatsApp.

2. Propagação de fake news

Quem usa o aplicativo para prejudicar alguma pessoa ou instituição, com a propagação de notícias falsas ou fake news, entra para a lista de contas desativadas. Pessoas que se aproveitam do alcance desse serviço para atingir um número amplo de usuários com afirmações danosas e com desinformação infringem as regras do serviço. Vale lembrar que durante as Eleições 2018 no Brasil, o serviço de mensagens instantâneas baniu centenas de milhares de contas acusadas de reproduzir esse tipo de comportamento.

3. Ser bloqueado com frequência

Caso alguém seja bloqueado por uma quantidade considerável de usuários, provavelmente o WhatsApp desativará essa conta. O sistema entende que o alcance e as mensagens enviadas não são convenientes e podem incomodar o uso dos demais participantes da rede social. Uma precaução é evitar o envio de conteúdos desnecessários em grupos com grande quantidade de participantes, por exemplo.

Ser bloqueado por muitas pessoas levam ao banimento no serviço de mensagens — Foto: Reprodução/Anna Kellen Bull Ser bloqueado por muitas pessoas levam ao banimento no serviço de mensagens — Foto: Reprodução/Anna Kellen Bull

Ser bloqueado por muitas pessoas levam ao banimento no serviço de mensagens — Foto: Reprodução/Anna Kellen Bull

4. Espionar alguém

Os interessados em tentar hackear os servidores do WhatsApp ou utilizar recursos tecnológicos para espionar as mensagens de alguém correm o risco de terem sua conta excluída a qualquer momento. A atitude fere o direito à privacidade e viola as normas da plataforma, que investem em um método de criptografia de ponta a ponta no intuito de impedir a intercepção de dados na troca de conteúdos pelo chat.

5. Mensagens massivas

Com os esforços de monitoramento, o WhatsApp é capaz identificar contas que enviam mensagens massivas para a lista de contatos, além de perfis fora desse alcance. Conforme o teor das mensagens e seu alcance, até mesmo empresas podem ser notificadas extrajudicialmente pelo aplicativo de mensagens. A prática considerada "agressiva" é proibida para contas empresariais ou pessoais.

6. Conteúdo impróprio

Quando o conteúdo da mensagem enviada para uma pessoa ou para um grupo é considerado ofensivo ou inadequado, quem recebeu a mensagem tem o direito de denunciar. Dessa forma, os recados passam por uma análise do WhatsApp. Caso a verificação confirme a conduta inapropriada do usuário, o perfil acusado será banido e vetado de continuar suas atividades no aplicativo de mensagens.

7. Usar versões não-oficiais do WhatsApp

O uso de plataformas modificadas do mensageiro, como o WhatsApp Plus, GB e Fouad, é arriscado para o usuário, pois não oferecem nenhum tipo de garantia para a proteção dos dados e a segurança da privacidade. Esse tipo de serviço não tem nenhuma relação com o mensageiro oficial e, por isso, pode ser usado de má-fé, além de usar o código de desenvolvimento do WhatsApp sem permissão.

8. Fingir ser outra pessoa

Em algumas redes sociais o perfil fake (ou falso) não desperta tanto alerta, mas quando alguém pretende ser outra pessoa no WhatsApp, a punição é rigorosa. Além de possíveis consequências judiciais que envolvem falsidade ideológica, esse comportamento não é tolerado no aplicativo de Mark Zuckerberg e a comprovação da atitude justifica o banimento de uma conta. O compromisso da rede social é aproximar e promover o contato via troca de mensagens por usuários reais.

9. Mensagens automáticas

O envio de mensagens de maneira automática não é permitido. Esse tipo de disparo é focado no alcance e pretende levar o recado a uma grande quantidade de pessoas. Com a adoção da criptografia, o sistema do aplicativo não é capaz de captar o conteúdo na íntegra e, por isso, não pode assegurar a veracidade das informações. Da mesma maneira, as chamadas automáticas também são proibidas.

10. Modificar código do WhatsApp

Caso algum usuário utilize engenharia reversa, que implica na alteração dos códigos originais do aplicativo e/ou na criação de funções, ele terá inevitavelmente seu acesso à plataforma revogado e, assim, estará banido do mensageiro. Como os códigos estão protegidos pelos direitos de propriedade intelectual, essa ação também pode causar um processo judicial com penas de acordo com a legislação em vigor.

WhatsApp pode enviar notifcações extrajudiciais para empresas ou pessoas que enviem mensagens massivas  — Foto: Reprodução/TechTudo WhatsApp pode enviar notifcações extrajudiciais para empresas ou pessoas que enviem mensagens massivas  — Foto: Reprodução/TechTudo

WhatsApp pode enviar notifcações extrajudiciais para empresas ou pessoas que enviem mensagens massivas — Foto: Reprodução/TechTudo

Como saber se foi banido?

Quando uma conta é desativada, a notificação "Temporariamente banido" indica o bloqueio temporário que dura 72 horas – só após esse tempo expirar é possível ter a conta reativada. Caso o bloqueio seja definitivo, as chances de reativação em geral são pequenas. Para tentar recuperar a conta em ambas as situações, o usuário pode enviar um e-mail para o suporte do WhatsApp: support@whatsapp.com.

Como apagar contatos do WhatsApp? Usuários respondem no Fórum do TechTudo.

Quatro dicas para você ficar invisível no WhatsApp

Quatro dicas para você ficar invisível no WhatsApp

Mais do TechTudo