Redes sociais

Por Adriano Ferreira, para o TechTudo


O anúncio de integração entre WhatsApp, Instagram e Facebook Messenger foi feito por Mark Zuckerberg, CEO do conglomerado empresarial no início de fevereiro deste ano, após rumores circularem na imprensa internacional. A intenção do executivo é oferecer uma convergência entre os serviços de mensagens, apesar de as operações permanecerem independentes. Dessa forma, a partir de um dos apps, os usuários poderiam compartilhar conteúdo com os demais. Outro ponto ressaltado no comunicado é o reforço na proteção dos dados com implementação do sistema de criptografia de ponta a ponta, presente apenas no WhatsApp – o app mais popular do mundo.

A aposta veio após a aquisição da rede social de fotos e vídeos em 2012 e do mensageiro em 2014. Estima-se que, inicialmente, cerca de 2,6 milhões de usuários venham a usufruir dessa integração. Após uma sequência de escândalos sobre o vazamento de informações de contas do Facebook para a Cambridge Analytica em 2016, a mudança pretende resgatar a confiança dos usuários. Até o momento, não há previsão para que a integração seja lançada. Zuckerberg afirmou que este é um investimento a longo prazo e não chegará antes de 2020. Para saber mais detalhes sobre o assunto, o TechTudo preparou uma lista com mitos e as verdades da integração que vai impactar os serviços digitais de comunicação.

Mitos e verdades sobre a integração do Facebook, WhatsApp e Instagram — Foto: Tainah Tavares/TechTudo Mitos e verdades sobre a integração do Facebook, WhatsApp e Instagram — Foto: Tainah Tavares/TechTudo

Mitos e verdades sobre a integração do Facebook, WhatsApp e Instagram — Foto: Tainah Tavares/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Minhas conversas serão compartilhadas entre os apps?

Mito. Apenas os integrantes das conversas conseguem ver as mensagens nas plataformas, disponíveis para Android e iPhone (iOS). Eles também estão aptos a encaminhar o conteúdo no chat, o que já ocorre no WhatsApp. A privacidade das conversas permanece garantida contra vazamentos e acessos de terceiros sem autorização. O objetivo principal da convergência de serviços é permitir a troca de mensagens entre os chats de cada uma das plataformas: Facebook Messenger, WhatsApp e Instagram.

2. Terei que me cadastrar em todos os apps?

Mito. A integração tem o intuito de facilitar o contato e, por isso, dispensa que o usuário tenha registros individuais em cada uma das plataformas, como ocorre atualmente. Para continuar com o serviço de mensagens de qualquer um dos apps, o usuário poder manter apenas uma conta. Isso não vai interferir na conversa com os contatos por outros aplicativos da integração. A mudança também não exige trocar de app a cada vez que for responder ou enviar recados, por exemplo.

3. Todas mensagens enviadas terão a criptografia ponta a ponta?

Verdade. Esse é um motivo fundamental para que a integração seja implementada, de acordo com Zuckerberg. No momento, o único mensageiro que oferece criptografia de ponta a ponta é o WhatsApp. O objetivo será utilizar essa tecnologia de segurança também nas mensagens enviadas pelo Facebook ou Instagram. A pretensão dos desenvolvedores é fortalecer e aumentar a privacidade dos usuários, à medida que este método impede a interceptação do conteúdo por terceiros. A medida limita o acesso apenas para os integrantes do chat.

4. Será possível enviar SMS para os chats dos apps?

Verdade. A novidade procura expandir a usabilidade do serviço e atrair mais usuários, principalmente nos Estados Unidos, onde o SMS é utilizado com tanta frequência quanto os softwares de mensagens. Até o momento, somente os aparelhos com sistema operacional do Google terão a funcionalidade. Não há indicativos de que esse serviço terá a mesma cobrança praticada pelas operadoras de telefonia celular.

Facebook Messenger, WhatsApp e Instagram serão integrados — Foto: Wallace Nascimento/TechTudo Facebook Messenger, WhatsApp e Instagram serão integrados — Foto: Wallace Nascimento/TechTudo

Facebook Messenger, WhatsApp e Instagram serão integrados — Foto: Wallace Nascimento/TechTudo

5. As mensagens serão armazenadas por um tempo limitado?

Verdade. Nos esforços para garantir mais proteção dos dados, a integração pretende determinar um tempo de validade para as conversas permanecerem disponíveis, assim como é feito no Stories, do Instagram. De acordo com o projeto de Zuckerberg, o limite pode ser de um mês ou um ano para a expiração automática, conforme a configuração escolhida pelo usuário. Caso ele queira armazenar as conversas de forma permanente, pode recorrer a um sistema de backup – disponíveis para os sistemas operacionais do Google e da Apple. O recurso pode ser habilitado no WhatsApp, ainda não se sabe se haverá compatibilidade nos demais apps.

6. As funções de todos os apps serão fundidas?

Mito. Não haverá nenhuma fusão das funcionalidades do trio Facebook, Instagram e WhatsApp. A integração promete o acesso à lista de contatos de cada aplicativo para o usuário de qualquer um dos serviços – isso representa um recurso de navegação incluído na convergência das plataformas. Até o momento, a única fusão está limitada ao envio de mensagens entre os apps.

7. A novidade será lançada em 2020?

Talvez sim. A integração poderá ser concluída e liberada no início de 2020, mas ainda não existe uma confirmação oficial da empresa. Enquanto isso, rumores levantaram as suspeitas de que possíveis testes do novo recurso teriam causado, em março, uma pane geral no Facebook, WhatsApp e Instagram.

A falha provocou instabilidade no compartilhamento de mídias no mensageiro – áudio, fotos e imagens; obstáculos nas publicações e comentários no Facebook; além de falhas no Instagram que impediram o envio de Direct e a postagem de Stories. Porém, segundo a explicação oficial do Facebook, o motivo da instabilidade foi um erro de configuração em seus servidores – e isso teria causado a queda ou a instabilidade das plataformas.

Vale destacar que o problema no aplicativo de mensagens instantâneas rendeu vantagens para o rival Telegram, que ganhou cerca de três milhões de novos usuários em 24 horas. O número foi divulgado pelo fundador e CEO do Telegram, Pavel Durov. O executivo ressaltou que o app entrega "privacidade de verdade e espaço ilimitado para todos". A declaração foi apontada pela imprensa estrangeira como um provocação ao concorrente.

Como resolver erro Stories com GIF no Instagram? Tire dúvidas no Fórum do TechTudo.

Como colocar áudio do WhatsApp no Instagram Stories

Como colocar áudio do WhatsApp no Instagram Stories

Mais do TechTudo