Placas

Por Fernando Sousa, para o TechTudo


A Nvidia possui diversas placas de vídeo com arquitetura Turing disponíveis no mercado. Além de prometer maior desempenho em relação às Pascal, o novo padrão traz as tecnologias de Ray Tracing e DLSS. Os recursos, antes exclusivos da linha RTX, estarão presentes também nas GTX a partir do modelo 1060 de 6 GB por meio de atualizações de software.

Confira a seguir todas as seis GPUs da Nvidia que trazem arquitetura Turing e saiba qual delas é a melhor opção para você. Os modelos estão à venda no Brasil por preços que vão desde R$ 1.600 até quase R$ 8.000 pela versão mais avançada.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

GTX 1660 é a nova Geforce de entrada para jogar em Full HD — Foto: Divulgação/EVGA

GTX 1660

A GTX 1660 foi a última placa anunciada pela Nvidia, que costuma apresentar seus modelos high-end e depois os modelos intermediários. A placa foi anunciada por US$ 219, cerca de R$ 848 em conversão direta e sem impostos, mas ainda não possui preço oficial para o mercado brasileiro.

Apesar de ser uma GPU “básica”, a GTX 1660 conta com 6 GB de VRAM no padrão GDDR5, oferecendo clocks parecidos com os da versão aprimorada. A placa promete um grande salto de desempenho em relação à GTX 1060, e deve ser um componente de grande aceitação em mercados emergentes.

GTX 1660 Ti

O grande diferencial entre o modelo GTX 1660 Ti em relação à versão mais barata, é o uso de memórias GDDR6, que garantem uma maior velocidade na transmissão dos dados. Nos demais itens de suas especificações como clocks, resoluções suportadas e conexões, os modelos são equivalentes.

A GTX 1660 Ti, foi anunciada por US$ 279, aproximadamente R$ 1.080 na cotação atual. Além de contar com tecnologia de memórias mais moderna, oferece um número levemente superior de Cuda Cores em relação ao modelo mais simples da geração atual. No Brasil ela é encontrada no varejo online por R$ 1.600 em média.

GTX 1660 Ti pode se tornar ainda mais atraente com suporte ao Ray Tracing chegando — Foto: Divulgação/Nvidia

RTX 2060

A RTX 2060 é a opção mais em conta para quem quer um dispositivo capaz de trabalhar com as novas tecnologias da Nvidia de forma nativa. Com a chegada do Ray Tracing nas placas GTX por meio de atualizações de software, alguns usuários podem optar pelas novas GTX 1660. Isso pode ser um problema, já que a RTX 2060 foi anunciada por US$ 349, algo em torno de R$ 1.352, com a promessa de ser a versão mais em conta com o recurso.

A RTX 2060 possui como diferencial não apenas os RT Cores, mas também oferece clock mais alto, maior volume de Cuda Cores e é equipada com memórias GDDR6. No Brasil, é possível encontrar o componente por preços de aproximadamente R$ 1.900.

GeForce RTX 2060 equilibra desempenho e capacidade de trabalhar bem com novas tecnologias — Foto: Divulgação/Nvidia

RTX 2070

A RTX 2070 é uma opção mais próxima do segmento premium, oferecendo 8 GB de VRAM GDDR6 e clocks mais altos em relação aos demais modelos. Em seu lançamento, a Nvidia destacou que o desempenho da RTX 2070 fica muito próximo ao que a GTX 1080, modelo top de linha da última geração, oferece.

A placa promete maior velocidade, já que, além de um maior volume de VRAM, a interface de comunicação é de 256 bits. Em seu lançamento, o preço era de US$ 599 na versão Founders, aproximadamente R$ 2.320. Aqui no Brasil, o modelo está disponível por cerca de R$ 2.900.

RTX 2070 tem as mesmas tecnologias avançadas presentes nas RTX mais caras — Foto: Divulgação/Nvidia

RTX 2080

Em relação a desempenho, a RTX 2080 oferece quase tudo que um gamer procura em uma placa de vídeo. Além da nova arquitetura, o modelo possui 8 GB de RAM GDDR6 com interface de 256 bits. O clock da GPU também é um de seus destaques, já que varia entre 1.515 até 1.710 MHz.

Com maior exigência energética e praticamente todos os recursos da linha RTX rodando sem problemas, a RTX 2080 vai proporcionar a experiência mais apropriada para quem quer utilizar o Ray Tracing, mantendo ainda uma boa taxa de quadros nas mais variadas resoluções. O preço de lançamento do modelo foi de US$ 799 em sua versão Founders, cerca de R$ 3.099 em conversão direta. No Brasil, o modelo está disponível no e-commerce por aproximadamente R$ 4.400.

A RTX 2080 ja possui diversos modelos de parceiras como este — Foto: Divulgação/ EVGA

RTX 2080 Ti

Se investir alto não é um problema, a RTX 2080 Ti é a opção mais avançada da nova geração da Nvidia. A placa de vídeo é equipada com 11 GB de memória GDDR6 e interface de 352 bit. Além disso, o modelo pode rodar games em 4K com uma boa taxa de quadros, e as tecnologias como Ray Tracing e DLSS funcionam plenamente. Seu preço de lançamento é de US$ 1.199, ou R$ 4.465 na cotação atual. Para comprar uma dessas no Brasil, o investimento é de cerca de R$ 8.000.

GeForce RTX 2080 Ti o modelo de ponta da geração atual que promete 4K e 60 FPS — Foto: Divulgação/Nvidia

Diante da nova política da Nvidia de trazer Ray Tracing e DLSS para modelos mais modestos, resta saber como o mercado vai se comportar, já que o suporte às tecnologias deve tornar as opções de entrada e intermediárias mais interessantes. Mas vale ressaltar que o desempenho não deve ser o mesmo, uma vez que os recursos ficam disponíveis por meio de software, e não de forma nativa.

Qual placa de vídeo escolher? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo