Atletas

Por Gabrielle Fonseca, TechTudo


O Brasil está cada vez mais forte no cenário dos esporte eletrônicos, e já presenciou carreiras de jogadores de sucesso com direito a conquistas internacionais. Personalidades como Matheus “Mylon” Borges de League of Legends (LoL), Thomas "Brolynho" Proença de Street Fighter V e Raphael "cogu" Camargo de Counter-Strike, foram marcantes para o quadro competitivo do país, e deixaram um legado em suas respectivas modalidades. Veja, a seguir, cinco pro players brasileiros que já se aposentaram dos esports.

Thomas "Brolynho" Proença

Com oitavo título da carreira no Street Fighter V, Thomas "Brolynho" foi o primeiro brasileiro a entrar no top 10 da Capcom Pro Tour — Foto: Divulgação/FlipSid3 Tactics Com oitavo título da carreira no Street Fighter V, Thomas "Brolynho" foi o primeiro brasileiro a entrar no top 10 da Capcom Pro Tour — Foto: Divulgação/FlipSid3 Tactics

Com oitavo título da carreira no Street Fighter V, Thomas "Brolynho" foi o primeiro brasileiro a entrar no top 10 da Capcom Pro Tour — Foto: Divulgação/FlipSid3 Tactics

Thomas "Brolynho" Proença é um dos principais nomes do cenário competitivo de Street Fighter. Grande destaque em diversas competições internacionais, o jogador passou a ser o brasileiro mais bem classificado no ranking global da Capcom Pro Tour desde o lançamento de Street Fighter V. Com títulos marcantes na carreira, como o Lima Salty 4 (2017) e o Never Give Up 2017, Brolynho se consagrou como um dos principais representantes brasileiros na modalidade.

O jogador chegou a conquistar o 25º lugar na Evolution Championship Series (EVO), a melhor posição de um brasileiro no competitivo de Street Fighter. Após anunciar sua aposentadoria em março de 2019, o ex-pro player passou a integrar a organização do circuito Fight in Rio. O evento faz parte do calendário do Capcom Pro Tour e é destaque no cenário de jogos de luta do Brasil e da América Latina.

Raphael "cogu" Camargo

Apesar da carreira bem sucedida no competitivo de Counter-Strike, Raphael "cogu" Camargo ficou famoso pelas idas e vindas do competitivo — Foto: Divulgação/Facebook Raphael "Cogu" Camargo Apesar da carreira bem sucedida no competitivo de Counter-Strike, Raphael "cogu" Camargo ficou famoso pelas idas e vindas do competitivo — Foto: Divulgação/Facebook Raphael "Cogu" Camargo

Apesar da carreira bem sucedida no competitivo de Counter-Strike, Raphael "cogu" Camargo ficou famoso pelas idas e vindas do competitivo — Foto: Divulgação/Facebook Raphael "Cogu" Camargo

Um dos membros da antiga line up da MIBR, o jogador Raphael "Cogu" Camargo foi destaque no cenário competitivo de CS 1.6. O ex-pro player já venceu títulos importantes, como DreamHack Winter 2007, Intel Extreme Masters America 2008 e Electronic Sports World Cup 2006. Passando também por competições de Counter-Strike Source e CS:GO, Cogu chegou a atuar por equipes como paiN Gaming, Immortals, YeaH! Gaming e INTZ.

O competidor chegou a ser eleito o melhor jogador das Américas no CS 1.6, segundo ranking do site HLTV. Ele ainda alcançou o posto de jogador da década entre 2000 e 2010, e conquistou o terceiro lugar entre os melhores do mundo. Após dar um tempo da carreira de pro player, Cogu passou a atuar como treinador da equipe da VNS Sushi Rão, onde permanece desde 2018.

Matheus “Mylon” Borges

Com três títulos na conta, Mylon trilhou carreira vitoriosa no CBLoL — Foto: Divulgação/Riot Games Com três títulos na conta, Mylon trilhou carreira vitoriosa no CBLoL — Foto: Divulgação/Riot Games

Com três títulos na conta, Mylon trilhou carreira vitoriosa no CBLoL — Foto: Divulgação/Riot Games

Conhecido no cenário competitivo de League of Legends, Matheus “Mylon” Borges iniciou sua carreira em torneios de League of Legends em 2011, aos 14 anos, em 2011. Um ano depois, na segunda temporada de LoL, o jogador atou pela equipe da vTI Ignis, onde conquistou o primeiro campeonato brasileiro do game. Passando por atuações na Keyd, Keyd Stars e paiN Gaming, o jogador acumula três títulos nacionais, três vice-campeonatos e diversas participações em fases finais dos torneios que disputou.

O jogador é considerado um dos melhores top laners da história do competitivo nacional. Após anunciar sua aposentadoria em 2017, o ex-pro player disse se dedicaria a fazer streams e estudar para o vestibular.

Bruno "ellllll" Ono

Bruno "ellllll" Ono competiu em diversas eras do Counter Strike — Foto: XLG UOL/divulgação Bruno "ellllll" Ono competiu em diversas eras do Counter Strike — Foto: XLG UOL/divulgação

Bruno "ellllll" Ono competiu em diversas eras do Counter Strike — Foto: XLG UOL/divulgação

Ex-membro da antiga equipe da MIBR, o jogador Bruno "ellllll" Ono também foi destaque em torneios de CS 1.6. Entre as vitórias marcantes da carreira do jogador estão os torneios IEM V American Championship Finals, shgOpen 2007 e a Electronic Sports World Cup 2006. Com cerca de 15 anos de atuação no cenário de esports, o jogador já passou por equipes como ProGaming e-Sports, RevoltZ e-Sports Club, compLexity Gaming e g3nerationX.

Em 2018, o competidor abandonou a carreira de pro player para see coach. Desde então, Bruno comandou as equipes da Virtue Gaming e Team Wild, conquistando títulos como a Gamers Club Masters 2018, Liga Profissional Alienware Gamers Club 2018, e AMD Red League LATAM South Finals - Season 2. Em fevereiro de 2019, Ono assumiu o posto de treinador do time da paiN Gaming.

Gabriel "Turtle" Peixoto

Após carreira de cinco anos como jogador, Turtle decidiu abandonar os palcos para se dedicar à comissão técnica — Foto: Divulgação/Riot Games Após carreira de cinco anos como jogador, Turtle decidiu abandonar os palcos para se dedicar à comissão técnica — Foto: Divulgação/Riot Games

Após carreira de cinco anos como jogador, Turtle decidiu abandonar os palcos para se dedicar à comissão técnica — Foto: Divulgação/Riot Games

Gabriel “Turtle” Peixoto atuou profissionalmente por oito equipes do cenário brasileiro de League of Legends. Iniciando sua trajetória em 2014, pela extinta Team awp, o jogador fez história com ótimas atuações em equipes como Keyd Stars, ProGaming e INTZ. Em 2016, o pro player conquistou segundo lugar do CBLoL defendendo a camisa da Stars.

Em 2018, após boas atuações no quadro competitivo de League of Legends, o jogador resolveu abandonar a carreira de pro player. No fim do mesmo ano, Turtle decidiu trocar os teclados e monitores da CNB para se tornar treinador estratégico dos Blumers.

Mais do TechTudo