Por Cleiton Madruga, para o TechTudo


Counter-Strike é uma das franquias de jogos de tiro mais conhecidas do mundo. O maior sucesso da franquia da Valve, atualmente, é Counter-Strike: Global Offensive. O título é febre entre jogadores casuais e também nos esports, com campeonatos que já garantiram mais U$ 70 milhões (cerca de R$ 275 milhões) em premiações. No entanto, a franquia também teve fases conturbadas que serviram como aprendizado para os lançamentos mais recentes. Relembre, a seguir, cinco momentos em que Counter-Strike recebeu mais críticas que elogios.

Counter-Strike 1.6 foi o primeiro jogo da franquia a ganhar notoriedade — Foto: Divulgação/Valve Counter-Strike 1.6 foi o primeiro jogo da franquia a ganhar notoriedade — Foto: Divulgação/Valve

Counter-Strike 1.6 foi o primeiro jogo da franquia a ganhar notoriedade — Foto: Divulgação/Valve

Counter-Strike: Condition Zero

Apesar de ter sido anunciado na E3 de 2001, Counter-Strike: Condition Zero foi lançado apenas em 2004, após diversos problemas com o desenvolvimento do jogo. O plano inicial era lançar o game no início de 2002, mas foi adiado após passar por três empresas diferentes em sua fase de desenvolvimento. Ele chegou a ser finalizado e refeito do zero após receber avaliações negativas dos críticos.

Após o lançamento oficial, o jogo recebeu críticas mistas e marcou 65 pontos no Metacritic, site que reúne as principais análises de jogos. Os gráficos ultrapassados estavam entre os principais problemas do game, e foram relacionados com o tempo longo em que o título ficou em desenvolvimento.

O desenvolvimento de Counter-Strike: Condition Zero durou mais de três anos — Foto: Divulgação/Valve O desenvolvimento de Counter-Strike: Condition Zero durou mais de três anos — Foto: Divulgação/Valve

O desenvolvimento de Counter-Strike: Condition Zero durou mais de três anos — Foto: Divulgação/Valve

Counter-Strike: Source

Counter-Strike: Source foi lançado no final de 2004, oito meses após Condition Zero. O jogo recebeu avaliações positivas de críticos e marcou 87 pontos no Metacritic. Além disso, possuía mais popularidade em relação ao seu antecessor, e chegou a registrar um pico de mais de 100 mil jogadores simultâneos na Steam.

No entanto, o Counter-Strike: Source tinha dificuldades em sair da sombra do 1.6, que ainda se mantinha absoluto na época e era a versão considerada definitiva. O Source era alvo de duras críticas de jogadores profissionais, que achavam as mecânicas simplificadas do game prejudiciais no desenvolvimento do cenário competitivo.

Counter-Strike: Source não deslanchou no cenário competitivo — Foto: Divulgação/Valve Counter-Strike: Source não deslanchou no cenário competitivo — Foto: Divulgação/Valve

Counter-Strike: Source não deslanchou no cenário competitivo — Foto: Divulgação/Valve

CS:GO para consoles

Apesar de Counter-Strike: Global Offensive ser um fenômeno mundial nos computadores, o jogo não fez o mesmo sucesso nos consoles. Lançado também para Xbox 360 e PlayStation 3, diversas funções e características presentes na versão para PC não foram implementadas nos consoles. Além disso, a versão também não recebeu atualizações e permanece até hoje exatamente como foi lançada.

CS:GO também está disponível para PS3 e Xbox 360 — Foto: Reprodução/Steam CS:GO também está disponível para PS3 e Xbox 360 — Foto: Reprodução/Steam

CS:GO também está disponível para PS3 e Xbox 360 — Foto: Reprodução/Steam

Counter-Strike Nexon: Zombies

Counter Strike Nexon: Zombies foi lançado gratuitamente em 2014 na Steam, seguindo o sucesso de CS:GO. O game possui mais de vinte modos de jogo bastante diversos, e mais de cinquenta mapas disponíveis. Desenvolvido pela Nexon, CS Nexon: Zombies foi bastante criticado pela temática de zumbis, que não possui nenhuma relação com a franquia Counter-Strike.

Seu sistema de microtransações e o motor gráfico com vários bugs também foram motivos para o fracasso do título. Como resultado, Zombies se tornou o título da franquia CS com a pior nota de avaliação na Steam.

Counter-Strike Nexon: Zombies não agradou os fãs da franquia Counter-Strike — Foto: Divulgação/Valve Counter-Strike Nexon: Zombies não agradou os fãs da franquia Counter-Strike — Foto: Divulgação/Valve

Counter-Strike Nexon: Zombies não agradou os fãs da franquia Counter-Strike — Foto: Divulgação/Valve

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Mais do TechTudo