Por Lucas Batista, para o TechTudo


Ao criar times de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), organizações podem escolher nomes divertidos e criativos para serem usados sempre ou apenas em uma competição específica. Ninjas in Pyjamas e TiMe DaS LiNdAs são exemplos de esquadrões com apelidos diferentes do habitual. Um dos jogos FPS mais populares do mundo, o CS:GO é protagonista de inúmeras competições regionais e internacionais e conta com um vasto cenário competitivo masculino e feminino. Confira, a seguir, sete dos nomes mais criativos de times do CS:GO.

Ninjas in Pyjamas

A NiP de GeT_RiGhT é uma equipe tradicional tanto no CS 1.6 quanto no CS:GO — Foto: Divulgação/ESL A NiP de GeT_RiGhT é uma equipe tradicional tanto no CS 1.6 quanto no CS:GO — Foto: Divulgação/ESL

A NiP de GeT_RiGhT é uma equipe tradicional tanto no CS 1.6 quanto no CS:GO — Foto: Divulgação/ESL

Criada nos anos 2000 para disputar torneios de Counter-Strike, a organização sueca Ninjas in Pyjamas (ninjas de pijamas em tradução livre) trocou de nome diversas vezes e também é chamada pela abreviação "NiP". A organização teve início com um grupo de amigos que jogavam torneios em lan houses.

A equipe se consolidou no cenário depois de alcançar bons resultados em torneios, como a quarta colocação na CPL Cologne 2004. Os Ninjas tiveram destaque tanto no CS 1.6 quanto no CS:GO, e jogadores lendários vestiram a camisa da org, como Abdisamad "SpawN" Mohamed, Christopher "GeT_RiGhT" Alesund e Patrik "f0rest" Lindberg. O time figura no top 15 do ranking da HLTV desde 2015.

EnVyUs

Criada inicialmente para disputar campeonatos de Call of Duty: Modern Warfare 4, em 2007, a norte-americana EnVyUs tem um nome que remete à frase "envy us" (nos inveje, em inglês), uma provocação aos adversários. Chamados de Boys in Blue, a EnVyUs também é conhecida como Team Envy (time inveja, em tradução literal) e pela sigla nV. A equipe contou com jogadores europeus como Fabien "kioShiMa" Fiey até o ano de 2018, quando optou por tornar sua line up norte-americana.

TiMe DaS LiNdAs

A line up feminina ex-OpTic Gaming teve de jogar com o nome de TiMe DaS LiNdAs por alguns torneios — Foto: Divulgação/Facebook Juliana "showliana" Maransaldi A line up feminina ex-OpTic Gaming teve de jogar com o nome de TiMe DaS LiNdAs por alguns torneios — Foto: Divulgação/Facebook Juliana "showliana" Maransaldi

A line up feminina ex-OpTic Gaming teve de jogar com o nome de TiMe DaS LiNdAs por alguns torneios — Foto: Divulgação/Facebook Juliana "showliana" Maransaldi

Após um jogador da OpTic India ter sido pego usando cheats, a organização resolveu dispensar uma série de equipes que estavam sobre seu comando, inclusive o elenco feminino da OpTic Brasil. Como consequência, a line up teve de jogar torneios com um nome próprio até ser finalmente contratada pela paiN Gaming. O nome escolhido pelas pro players foi TiMe DaS LiNdAs. Com esse título, a equipe disputou e venceu dois torneios internacionais, a GAMECON Challenge CS:GO e o qualificatório da América do Sul para o Intel Challenge Katowice 2019.

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Wardell N Friends

Matthew "Wardell" Yu é um jogador canadense de CS:GO que atua pela Ghost Gaming. Porém, para participar da WESG 2018, o pro player teve de criar seu próprio time, chamado de Wardell N Friends (Wardell e seus amigos, em tradução literal). Uma das regras da competição é que o quinteto de um time utilize atletas de um único país, por isso Wardell convidou quatro amigos canadenses para participar da disputa. Vale lembrar que a Ghost Gaming conta com players estadunidenses em sua maioria. Apesar do esforço, o Wardell N Friends foi eliminado ainda na fase de grupos da competição.

NRG

Equipe atual do ex-MIBR Tarik, NRG é chamada assim por uma forma de trocadilho — Foto: Divulgação/ESL Equipe atual do ex-MIBR Tarik, NRG é chamada assim por uma forma de trocadilho — Foto: Divulgação/ESL

Equipe atual do ex-MIBR Tarik, NRG é chamada assim por uma forma de trocadilho — Foto: Divulgação/ESL

Após o proprietário do time Sacramento Kings, pertencente à liga de basquete americano NBA, comprar a vaga da liga norte-americana de League of Legends da Team Coast em 2016, a NRG Esports foi criada. A pronúncia da sigla em inglês emite um som similar à palavra "energy" (energia, em tradução literal), fazendo uma espécie de trocadilho. O nome da equipe é, então, Energy Esports, algo que pode passar batido por aqueles que não dominam o idioma. Hoje o time possui Tarik "tarik" Celik como um de seus destaques e figura constantemente no top 10 do ranking da HLTV.

Those Damn Canadians

A Those Damn Canadians (aqueles malditos canadenses, em tradução livre) é uma equipe feminina de CS:GO que disputou a WESG 2017 e WESG 2018, e chegou às finais em ambos os casos. A ironia é que as cinco jogadoras são canadenses, sendo o nome uma forma de autodepreciação irônica. A line up da equipe conta com players de diferentes equipes que se reúnem somente para a WESG para seguir a regra de jogadores de um único país. Dentre os destaques da equipe estão Catherine "CAth" Leroux e Amanda "rain" Smith.

DETONA

DETONA Gaming foi um dos representantes brasileiros na ESL Pro League — Foto: Reprodução/Twitter Detona Gaming DETONA Gaming foi um dos representantes brasileiros na ESL Pro League — Foto: Reprodução/Twitter Detona Gaming

DETONA Gaming foi um dos representantes brasileiros na ESL Pro League — Foto: Reprodução/Twitter Detona Gaming

Em um jogo onde um dos objetivos é armar uma bomba e detoná-la, a equipe brasileira DETONA começou a ganhar destaque. O time criado em 2017 foi um dos representantes brasileiros da ESL Pro League Season 9 e conta com jogadores promissores, como Vinicius "v$m" Moreira, que está banido de torneios oficiais da Valve. A equipe também foi uma das finalistas da ESL LA League Season 4, mas perdeu a final para a W7M Gaming.

Mais do TechTudo