E-commerce

Por Mirella Stivani, para o TechTudo


Vender produtos online é uma prática comum para quem quer gerar uma renda extra. Como em qualquer negócio, para alcançar o sucesso com vendas na Internet, é importante seguir algumas dicas para que o consumidor escolha a sua oferta ou loja ao realizar as compras. Alguns conselhos são importantes para manter a segurança da transação, como fazer anúncios apenas em e-commerces confiáveis, enquanto outras ajudam a destacar o seu produto e aumentar suas chances de venda. Confira na lista a seguir oito dicas para realizar vendas seguras e eficientes na Internet.

Lista traz dicas para vender produtos online e gerar renda extra — Foto: Pond5

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Use plataformas de vendas online conhecidas

Para quem deseja vender apenas alguns produtos e não pretende ter um site de vendas próprio, é possível recorrer a plataformas de e-commerce conhecidas. Além de aumentarem a visibilidade do produto à venda, os sites garantem transações seguras para compradores e vendedores. Entre as plataformas mais famosas estão o Mercado Livre, Amazon, eBay, OLX ou Enjoei. Redes sociais como Instagram e Facebook também possuem espaço próprio para compra e venda de produtos.

2. Compartilhe o anúncio em grupos de vendas

Algumas plataformas digitais podem cobrar taxas sobre o valor da venda para exibir seu produto. Portanto, quem deseja apenas se desfazer de um item qualquer pode preferir anunciar em grupos de vendas de redes sociais. Há vários do tipo no Facebook, que são separados por segmentos como decoração ou vestuário, ou por localidade. É preciso proceder com cautela no momento da venda para não cair em golpes e enviar o produto antes de receber o dinheiro do cliente.

O Facebook oferece diferentes grupos de venda em sua plataforma — Foto: Elson de Souza/TechTudo

3. O título do anúncio deve ser chamativo

Lembre-se de usar no título do anúncio palavras-chave que descrevam exatamente o produto vendido. Seja direto: em primeiro lugar deve vir o que é o produto e sua principal característica — só então devem vir as qualificações secundárias, como material ou cor. Por exemplo: "Armário para cozinha 4 portas em MDF". Evite o uso de símbolos ou pontuação. E muito cuidado com os erros de ortografia, pois alguns compradores consideram isso sinal de possível golpe e têm medo de terminar no prejuízo.

4. Invista em fotos ou vídeos

Mesmo pela Internet, as pessoas gostam de avaliar o que está sendo comprado para ter certeza que a descrição do anúncio é real. No caso de produtos usados, comprovar o estado de conservação é imprescindível para uma venda bem-sucedida. Por exemplo, colecionadores de revistas antigas levam em conta se as páginas têm furos, rasgos ou amassados, por menor que sejam.

Por isso, publique sempre fotos com todos os detalhes possíveis e, se necessário, grave vídeos que mostrem a qualidade ou como o produto funciona. No caso de roupas, vale a pena colocar a peça em um manequim de plástico ou tirar fotos dela em alguém para que o cliente saiba como é o caimento da roupa.

Adicione muitas fotos e descrições à página de venda do produto — Foto: Reprodução/Raquel Freire

5. Descreva o produto nos mínimos detalhes

Por mais que você publique fotos do produto à venda, é importante também descrever com palavras todos os detalhes do item. Assim, fica mais fácil ter uma noção do tamanho ou dimensão da peça (largura, peso, altura), seja algum móvel ou miniatura colecionável. Quanto mas detalhes você colocar na descrição do anúncio, maiores serão as chances de chamar atenção dos compradores. Não esqueça também de especificar as cores, pois as imagens podem variar no monitor do computador ou tela do celular.

6. Tenha em um site seguro

Se a sua intenção é ter uma loja virtual permanente para seu e-commerce, então vale a pena ter um site próprio com registro de domínio (exemplo: www.nomedaloja.com.br). Isso traz credibilidade, pois algumas pessoas evitam comprar online com receio de fraudes. Ao hospedar o site do seu negócio, escolha empresas confiáveis que ofereçam segurança contra invasões de hackers ou propagação de vírus, garantindo a proteção dos seus dados e de seus clientes.

Sites seguros possuem protocolo de segurança atualizado — Foto: Divulgação/Google

7. Tenha um site funcional

Investir na funcionalidade da página é vital para quem deseja ter um site próprio para vendas online. Todas as informações importantes, como tipos de produtos à venda, preço, formas de pagamento e entrega devem estar em destaque para que não ocorra nenhum tipo de dúvida ou faça o cliente desistir da compra.

Não se esqueça de oferecer um canal de contato direto, como chat, e-mail ou WhatsApp Business e responda rapidamente às mensagens de clientes. As fotos dos produtos são muito importantes. Não publique imagens em baixa resolução ou grandes demais, que podem deixar a navegação lenta.

8. Qualidade da entrega

Ofereça sempre diferentes formas de entrega do produto, pois o preço do frete pode influenciar na concretização da venda. As entregas podem ser feitas pelos Correios, empresas particulares ou até pessoalmente, caso sinta-se seguro para utilizar esse meio. O prazo prometido deve ser respeitado. Sempre embale com cuidado a peça, para evitar que sofra algum dano durante o transporte.

Como fazer o pagamento no Mercado Livre com 2 cartões? Tire dúvidas no Fórum do TechTudo.

Como achar cupons de desconto do site Compra Certa

Como achar cupons de desconto do site Compra Certa

Mais do TechTudo