Atletas

Por Débora de Brito, para o TechTudo


O Brasil ganhou destaque no cenário competitivo de Counter Strike: Global Offensive (CS:GO) ao conquistar diversos títulos mundiais. Os jogadores da antiga Luminosity Gaming e SK Gaming, que hoje vestem a camisa da MIBR, e Marcelo "coldzera" David, eleito melhor player do mundo duas vezes, já estiveram no topo do ranking do CS:GO. Algumas jogadas desses players também ganharam notoriedade por "humilharem" os adversários devido às circunstâncias em que foram realizadas. Relembre, a seguir, cinco vezes em que jogadores brasileiros fizeram jogadas incríveis e improváveis em campeonatos do jogo da Valve.

SK Gaming vs Cloud9 - ESL One Cologne 2017 - (Final)

coldzera sob o ângulo da Cloud9 durante clutch — Foto: Reprodução/ESL Counter Strike

A line up brasileira da SK Gaming enfrentou a Cloud9 na final da ESL One Cologne 2017. Era o início do primeiro mapa de uma série melhor de cinco (MD5) contra a Cloud9, quando Marcelo "coldzera" David ficou em um clutch com a equipe inimiga. Ele precisava eliminar três adversários para vencer o round.

Os quatro jogadores sobreviventes, tanto da SK quanto da Cloud9, usavam colete e capacete, mas enquanto a equipe americana fez uso de sub metralhadoras, o brasileiro só tinha disponível uma pistola com 24 balas. Apesar das circunstâncias desvantajosas, coldzera conseguiu eliminar os oponentes, uma jogada difícil e improvável. Nesse dia, a SK venceu por a série por 3-0 e levou o título do campeonato e o prêmio de US$ 100 mil (R$ 376 mil).

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Luminosity vs Team Liquid - MLG Major Columbus 2016 (Semifinal)

coldzera pula e abate dois adversários de uma só vez — Foto: Reprodução/ESEA

A brasileira Luminosity disputou a semifinal do MLG Major Columbus 2016 contra a Team Liquid. A equipe do Brasil perdia o primeiro jogo da série melhor de três (MD3) com o placar de 15-9, quando coldzera abateu Eric "adreN" Hoag com a faca e realizou o famoso "jumping", aniquilando os adversários Jonathan "EliGE" Jablonowski e Oleksandr "s1mple" Kostyliev de uma vez. Para finalizar, o brasileiro acertou Nicholas "nitr0" Cannella e Spencer "Hiko" Martin em seguida com a mesma jogada.

Os brasileiros venceram o round, conseguiram virar a partida no overtime e se classificaram para a final contra a Natus Vincere. A Luminosity Gaming venceu o campeonato, levou o prêmio de US$ 500 mil (R$ 1,8 milhões em conversão direta) para casa e a jogada de coldzera ganhou um grafite no local onde foi realizada, no mapa Mirage.

Immortals vs Cloud9 - ESL Pro League Season 5 North America (Semana 3)

fnx derrota cinco adversário em clutch de round econômico — Foto: Reprodução/BiDa

Na terceira semana da ESL Pro League Season 5 North America, realizado em 2017, os brasileiros da Immortals enfrentaram a Cloud9 na Cobblestone. Em um round econômico, a equipe brasileira teve quatro jogadores eliminados, restando apenas Lincoln "fnx" Lau contra os cinco adversários. O player, que estava sem colete ou capacete, abateu quatro oponentes com uma Desert Eagle e o último com uma AK-47. A Immortals venceu a Cloud9 e ficou em terceiro lugar no campeonato, com 51 pontos.

SK Gaming vs Cloud9 - ESL Pro League Season 4 São Paulo (Final)

FalleN comemora o round após defusar a bomba — Foto: Reprodução/ESL Brasil

A quarta jogada da lista aconteceu na partida entre a SK Gaming e a Cloud9, na final da ESL Pro League Season 4 São Paulo. Empatadas, as equipes foram para o terceiro mapa de uma série MD3. No sexto round da partida, aconteceu um clutch entre Gabriel "FalleN" Toledo, Tyler "Skadoodle" Latham e Jordam "n0thing" Gilbert. Apesar de improvável, o player da SK conseguiu eliminar os inimigos e, restando poucos segundos para a C4 explodir, FalleN defusou a bomba sem um kit de desarmamento. Mesmo com a jogada histórica, a SK Gaming perdeu o jogo por 2-1 e ficou em segundo lugar.

MIBR vs Astralis - Blast Pro Series: Miami 2019 (Round 3)

João "felps" Vasconcellos abate oponente no último round do campeonato — Foto: Reprodução/Blast Pro Series

A Astralis foi considerada a melhor equipe de Counter Strike: Global Offensive de abril a dezembro de 2018, segundo o ranking da HLTV. Além disso, a equipe marcava excelentes posições em campeonatos realizados nos últimos anos. Porém, na partida contra a MIBR na Blast Pro Series Miami 2019, o time dinamarquês perdeu de 16-2 no Overpass. A equipe brasileira "humilhou" os adversários com o placar e o ótimo desempenho, ficando em terceiro lugar no campeonato.

Mais do TechTudo