Jogos de ação

Por Rafael Monteiro, para o TechTudo


Wolfenstein é uma das maiores séries de tiro da indústria dos jogos com games pioneiros em gêneros como o Stealth nos anos 80 e FPS nos anos 90. A série merecidamente se tornou referência entre os títulos da Segunda Guerra Mundial, sempre com iterações de alta qualidade, desde os originais no Apple II, até o clássico Wolfenstein 3D, e os recentes reboots na atual geração. Confira a lista completa dos games dessa franquia e toda a sua história que se mistura com o nascimento dos games do gênero FPS.

Vale lembrar que ainda esse mês no dia 26 os fãs da franquia terão a chance de jogar o mais recente capítulo da série, Wolfenstein: Youngblood e a experiência virtual Wolfenstein: Cyberpilot. O novo game Youngblood quebra a tradição da franquia ao não estrelar B.J. e sim suas filhas Jess e Soph Blazkowic com uma jogabilidade mais voltada para o multiplayer cooperativo com um amigo. Wolfenstein: Youngblood terá versões disponíveis para PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch, PC e Google Stadia.

Wolfenstein é uma clássica série de tiro que abriu as portas para o gênero FPS — Foto: Reprodução/Wallpaper Abyss Wolfenstein é uma clássica série de tiro que abriu as portas para o gênero FPS — Foto: Reprodução/Wallpaper Abyss

Wolfenstein é uma clássica série de tiro que abriu as portas para o gênero FPS — Foto: Reprodução/Wallpaper Abyss

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Castle Wolfenstein (1981 - Apple II)

O primeiro game da série desenvolvido pela Muse Software foi lançado nos anos 80 para os computadores Apple II e mais tarde convertido para MS-DOS, Atari 8-bit e Commodore 64. Diferente da fama da série como um game de ação, o jogo original era um game "stealth" antes do gênero ser definido. A história se passava na Segunda Guerra Mundial e contava de um espião que foi capturado mas conseguiu se libertar, cujo objetivo era roubar planos secretos dos nazistas e escapar do castelo Wolfenstein.

Castle Wolfenstein foi o primeiro game da franquia para os computadores Apple II — Foto: Reprodução/New York Film Academy Castle Wolfenstein foi o primeiro game da franquia para os computadores Apple II — Foto: Reprodução/New York Film Academy

Castle Wolfenstein foi o primeiro game da franquia para os computadores Apple II — Foto: Reprodução/New York Film Academy

A ação era acompanhada por uma visão de cima e a jogabilidade era até bastante complexa para a época. Na maior parte do tempo o jogador tenta não ser detectado e pode matar guardas que o avistem, mas sons de tiros atraem mais inimigos. Havia opções como usar um uniforme de um guarda para se disfarçar e até render inimigos para desarmá-los, algo incomum nos games de antigamente.

Beyond Castle Wolfenstein (1984 - Apple II)

A sequência de Castle Wolfenstein era basicamente a mesma premissa que o original com algumas adições na jogabilidade. Algumas como esconder corpos de inimigos mortos se tornariam referência em jogos de Stealth. Já outras como ter que apresentar sua identificação de tempos em tempos ou subornar inimigos para ignorarem sua presença atrapalhavam um pouco o ritmo do jogo.

Beyond Casle Wolfenstein expandiu a franquia com novas ideias mas talvez fosse um pouco complexo depois para seu tempo — Foto: Reprodução/Alvanista Beyond Casle Wolfenstein expandiu a franquia com novas ideias mas talvez fosse um pouco complexo depois para seu tempo — Foto: Reprodução/Alvanista

Beyond Casle Wolfenstein expandiu a franquia com novas ideias mas talvez fosse um pouco complexo depois para seu tempo — Foto: Reprodução/Alvanista

A história dessa vez envolvia invadir um bunker secreto e plantar uma bomba na porta de uma sala onde Hitler estaria em uma reunião com seu alto escalão, um enredo semelhante à "Operação Valquíria". Este foi o último jogo da série desenvolvido pela Muse Software que encerrou suas atividades em 1987 e deixou a marca Wolfenstein livre até que outra empresa viria a vestir seu manto.

Wolfenstein 3D (1992 - PC)

Um dos primeiros jogos de tiro em primeira pessoa, Wolfenstein 3D foi uma revolução desenvolvida pela id Software que antecedeu o sucesso estrondoso de Doom. O game é uma espécie de remake do original e coloca o jogador no papel de um espião, agora chamado William "B.J." Blazkowicz, em busca dos mesmos planos secretos dos nazistas e uma fuga do castelo Wolfenstein. A grande diferença é que o foco agora está na ação, com combate e tiroteios contra soldados inimigos, cães e até algumas experiências bizarras.

Wolfenstein 3D foi um dos pioneiros do gênero FPS — Foto: Reprodução/DOS Games Archive Wolfenstein 3D foi um dos pioneiros do gênero FPS — Foto: Reprodução/DOS Games Archive

Wolfenstein 3D foi um dos pioneiros do gênero FPS — Foto: Reprodução/DOS Games Archive

Return to Castle Wolfenstein (2001 - PC, PS2, XB)

Depois de abrir as portas para Doom a série Wolfenstein ficou em segundo plano por um tempo até o lançamento de Return to Castle Wolfenstein quase dez anos depois pela Gray Matter Interactive. O novo game cunhou a identidade visual da série para uma nova geração com ambientação realista e sombria, ampliada pelos gráficos da id Tech 3 na época. A história é como um remake dos anteriores, com o retorno de B.J. em busca de planos secretos nazistas, porém, com maior foco em elementos sobrenaturais que o original.

Return to Castle Wolfenstein fez a transição da série clássica para uma nova identidade visual — Foto: Reprodução/GearDiary Return to Castle Wolfenstein fez a transição da série clássica para uma nova identidade visual — Foto: Reprodução/GearDiary

Return to Castle Wolfenstein fez a transição da série clássica para uma nova identidade visual — Foto: Reprodução/GearDiary

Apesar de Return to Castle Wolfenstein ter tido sucesso um dos elementos mais populares do game era seu multiplayer online. Provavelmente isso mudou a direção de Wolfenstein: Enemy Territory, que iniciou o desenvolvimento como uma expansão do jogo anterior mas acabou por se focar nos combates multiplayer. As partidas dividem os times em soldados dos Aliados ou do Eixo enquanto tentam atacar ou defender objetivos com diferentes classes.

Wolfenstein: Enemy Territory deixou de lado a campanha e focou-se nas partidas multiplayer online — Foto: Reprodução/Macgamefiles Wolfenstein: Enemy Territory deixou de lado a campanha e focou-se nas partidas multiplayer online — Foto: Reprodução/Macgamefiles

Wolfenstein: Enemy Territory deixou de lado a campanha e focou-se nas partidas multiplayer online — Foto: Reprodução/Macgamefiles

Wolfenstein (2009 - X360, PS3, PC)

Oito anos após Return to Castle Wolfenstein e tantos reboots e reimaginações da mesma história de origem na franquia, jogadores finalmente tiveram uma sequência com "Wolfenstein" da Raven Software. No jogo os nazistas novamente exploram forças sobrenaturais na esperança de abrir um portal para uma dimensão chamada "Black Sun". A grande diferença é que neste capítulo B.J. também utiliza poderes sobrenaturais para tentar impedi-los, o que cria uma jogabilidade bem diferente da tradicional.

Chamado apenas de Wolfenstein, o novo game era na verdade uma sequência com maior foco nos elementos sobrenaturais — Foto: Reprodução/Steam Community Chamado apenas de Wolfenstein, o novo game era na verdade uma sequência com maior foco nos elementos sobrenaturais — Foto: Reprodução/Steam Community

Chamado apenas de Wolfenstein, o novo game era na verdade uma sequência com maior foco nos elementos sobrenaturais — Foto: Reprodução/Steam Community

Wolfenstein RPG (2009 - Mobile, iOS)

Baseado no igualmente inusitado Doom RPG, este é um spin-off da série Wolfenstein que introduz elementos de Action RPG e "Dungeon Crawler". Os gráficos são em 3D com inimigos em 2D porém a movimentação é presa a uma grade predeterminada como em um tabuleiro e o combate é em turnos. O mais inesperado é que há um visual meio cômico com personagens cartunizados e cenas levemente engraçadas com galinhas. Uma referência clássica aos primeiros jogos como Beyond Castle Wolfenstein é que ao conversar com inimigos é possível suborná-los.

Wolfenstein RPG é um inusitado spin-off com um pouco de humor — Foto: Reprodução/TouchArcade Wolfenstein RPG é um inusitado spin-off com um pouco de humor — Foto: Reprodução/TouchArcade

Wolfenstein RPG é um inusitado spin-off com um pouco de humor — Foto: Reprodução/TouchArcade

Wolfenstein: The New Order (2014 - PS4, XOne, PS3, X360, PC)

Na atual geração a série teve um novo reboot desenvolvido pela MachineGames, com bênção da id Software e publicado pela Bethesda. A grande diferença no game é que ele se passa em uma realidade alternativa, em um mundo no qual os nazistas venceram a Segunda Guerra Mundial com tecnologia avançada obtida mesmo após a destruição do portal para a dimensão Black Sun no game de 2009.

Wolfenstein: The New Order deu uma sacudida na série com um mundo dominado pelos nazistas — Foto: Reprodução/Steam Wolfenstein: The New Order deu uma sacudida na série com um mundo dominado pelos nazistas — Foto: Reprodução/Steam

Wolfenstein: The New Order deu uma sacudida na série com um mundo dominado pelos nazistas — Foto: Reprodução/Steam

Durante um ataque, B.J. é atingido na cabeça e fica em um estado vegetativo durante mais de uma década. Quando o personagem finalmente desperta em 1960 ele entra em contato com um grupo de resistência para enfrentar os nazistas com táticas de guerrilha e atingir alvos importantes para derrubar o regime como um todo.

Wolfenstein: The Old Blood (2015 - PS4, XOne, PC)

Após o sucesso de The New Order o título recebeu um prequel com The Old Blood, um pacote de expansão independente, o qual não exige o game original para ser jogado. Nesta aventura jogadores voltam a 1946 para uma prequel que conta a história da missão em que B.J. estava envolvido antes de ser capturado no início de Wolfenstein: The New Order. A jogabilidade dos games é basicamente a mesma, uma expansão para aqueles que queriam um pouco mais de Wolfenstein após o jogo anterior.

Wolfenstein: Old Blood é uma prequel que traz a famigerada missão que leva aos eventos de The New Order — Foto: Reprodução/Steam Wolfenstein: Old Blood é uma prequel que traz a famigerada missão que leva aos eventos de The New Order — Foto: Reprodução/Steam

Wolfenstein: Old Blood é uma prequel que traz a famigerada missão que leva aos eventos de The New Order — Foto: Reprodução/Steam

Wolfenstein 2: The New Colossus (2017 - PS4, XOne, SW, PC)

Ao final de The New Order o destino de B.J. parece incerto, mas o personagem retorna mais uma vez para liderar a resistência em The New Colossus. O plano do grupo agora é libertar os Estados Unidos do controle dos nazistas para utilizar o país como uma base de operações contra as forças inimigas no resto do mundo. A jogabilidade no geral segue os mesmos moldes de The New Order, porém a cada game B.J. parece cada vez mais ferido e isso se reflete em como o jogo se desenrola.

Wolfenstein 2; The New Colossus coloca jogadores pra libertar os Estados Unidos das forças nazistas — Foto: Divulgação/Bethesda Wolfenstein 2; The New Colossus coloca jogadores pra libertar os Estados Unidos das forças nazistas — Foto: Divulgação/Bethesda

Wolfenstein 2; The New Colossus coloca jogadores pra libertar os Estados Unidos das forças nazistas — Foto: Divulgação/Bethesda

Wolfenstein: Cyberpilot (2019 - PS4, PC)

Cyberpilot é um game em realidade virtual que será lançado simultaneamente com o novo Wolfenstein: Youngblood em 26 de julho. O jogo exige o uso de um visor de realidade virtual como o HTC Vive no PC ou o PlayStation VR no PS4. Os eventos do game se passam antes de Youngblood e colocam o jogador no papel de um hacker que ajuda a resistência ao invadir o sistema de robôs nazistas e virá-los contra seus próprios mestres.

Wolfenstein: Cyberpilot traz uma experiência virtual que se passa antes de Youngblood — Foto: Reprodução/Steam Wolfenstein: Cyberpilot traz uma experiência virtual que se passa antes de Youngblood — Foto: Reprodução/Steam

Wolfenstein: Cyberpilot traz uma experiência virtual que se passa antes de Youngblood — Foto: Reprodução/Steam

Wolfenstein: Youngblood (2019 - PS4, XOne, SW, PC, Stadia)

O mais recente jogo da franquia se passa em 1980, quase 20 anos após os eventos de The New Colossus e não traz B.J. como protagonista porque o personagem está desaparecido. O jogador entra no papel de uma das filhas gêmeas de B.J., Jess ou Soph Blazkowic, em busca de seu pai através de uma França dominada pelos nazistas. A jogabilidade é voltada para o multiplayer cooperativo, porém é possível também jogar sozinho, com o game no controle de uma das gêmeas.

Wolfenstein: Youngblood traz as filhas gêmeas de B.J. com uma jogabilidade voltada para o multiplayer cooperativo — Foto: Reprodução/Steam Wolfenstein: Youngblood traz as filhas gêmeas de B.J. com uma jogabilidade voltada para o multiplayer cooperativo — Foto: Reprodução/Steam

Wolfenstein: Youngblood traz as filhas gêmeas de B.J. com uma jogabilidade voltada para o multiplayer cooperativo — Foto: Reprodução/Steam

Qual o melhor FPS grátis online? Comente no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo