Atletas

Por Clercio Rodrigues, para o TechTudo


O Brasil está cada vez mais forte nos campeonatos de Street Fighter, Mortal Kombat e outros jogos de luta famosos. Profissionais como Bruno “Killer Xinok” Henrique e Renato “DidimoKOF” Martins, por exemplo, já protagonizaram jogadas que renderam vitórias e títulos inéditos ao país. O gaúcho Keoma Pacheco, também fez história ao vencer Hiromiki “Itabashi” Kumada e ficar entre os melhores da Capcom Cup 2015, o último campeonato mundial de Ultra Street Fighter IV. Veja, a seguir, cinco vezes em que brasileiros “humilharam” seus adversários em jogos de luta.

Bruno "Killer Xinok" Henrique é o maior jogador de Injustice 2 da América Latina — Foto: Reprodução/Combo Breaker - Carlton Beener Bruno "Killer Xinok" Henrique é o maior jogador de Injustice 2 da América Latina — Foto: Reprodução/Combo Breaker - Carlton Beener

Bruno "Killer Xinok" Henrique é o maior jogador de Injustice 2 da América Latina — Foto: Reprodução/Combo Breaker - Carlton Beener

Breno “Fighters” Mateus vs Hajime “Tokido” Taniguchi

Breno Fighters enfrentou Tokido nas finais do torneio SF25th Brazil — Foto: Reprodução/YouTube Street Fighter Breno Fighters enfrentou Tokido nas finais do torneio SF25th Brazil — Foto: Reprodução/YouTube Street Fighter

Breno Fighters enfrentou Tokido nas finais do torneio SF25th Brazil — Foto: Reprodução/YouTube Street Fighter

Breno “Fighters” Mateus foi um dos primeiros jogadores do Brasil a se destacar no competitivo de Super Street Fighter IV. O mineiro brilhava ao jogar de Cammy e ganhou destaque internacional em 2012, quando venceu o Akuma do japonês Hajime “Tokido” na final de um campeonato brasileiro. No início, Breno perdeu a primeira luta, mas, com o apoio massivo da platéia, dominou o resto do desafio e ganhou do favorito por 3-1. A vitória classificou o brasileiro para um campeonato ainda maior, nos Estados Unidos, mas o jogador não conseguiu participar por causa de um problema com seu visto.

Renato “DidimoKOF” Martins vs. Ryota “Kazunoko” Inoua

O brasileiro Renato “DidimoKOF” Martins e o japonês Ryota “Kazunoko” Inoua se enfrentaram na segunda etapa da repescagem da Capcom Cup 2017 de Street Fighter V. O confronto terminou com uma virada espetacular do Dhalsim de Didi, que estava com a barra de vida praticamente zerada e conseguiu “driblar” a Cammy de Kazunoko.

DidimoKOF usou o teleporte do Dhalsim para vencer a partida — Foto: Reprodução/Capcom Fighters

DidimoKOF usou o teleporte do Dhalsim para vencer a partida — Foto: Reprodução/Capcom Fighters

Depois de ser atingido por um combo, Didi usou o V-Trigger do Dhalsim para causar dano lentamente e esperou a reação do japonês. Kazunoko tentou a sorte com uma investida, mas o brasileiro usou o teleporte do lutador indiano para desviar e fechar a partida. O momento também ficou marcado pela comemoração eufórica de Renato.

Bruno “Killer Xinok” de Sousa vs. Brad "Scar" Vaughn

A grande final do campeonato Combo Breaker 2018 foi disputada entre o norte-americano Brad “Scar” e o brasileiro Bruno “Killer Xinok”. O competidor dos Estados Unidos era um dos favoritos ao título e chegou na decisão jogando de Sonya. Ele até deu algum trabalho durante as partidas, mas foi atropelado pelo Tremor de Bruno e perdeu por 3-2. A conquista do título inédito ficou marcada pela campanha excepcional do jogador do Brasil, que venceu oito adversários em sequência e deixou claro que o cenário sul-americano tem muito a oferecer aos jogos de luta.

Bruno "Killer Xinok" foi o primeiro brasileiro a vencer o torneio de Mortal Kombat do Combo Breaker — Foto: Reprodução/Netherrealm Bruno "Killer Xinok" foi o primeiro brasileiro a vencer o torneio de Mortal Kombat do Combo Breaker — Foto: Reprodução/Netherrealm

Bruno "Killer Xinok" foi o primeiro brasileiro a vencer o torneio de Mortal Kombat do Combo Breaker — Foto: Reprodução/Netherrealm

Qual o seu game de luta preferido? Comente no Fórum do TechTudo

Thomas “Brolynho” Proença vs. Lee “Infiltration” Sean-woo

A primeira partida de Thomas “Brolynho” Proença na fase de grupos da Eleague 2017 de Street Fighter V foi contra o então campeão da EVO, o sul-coreano Lee “Infiltration” Sean-woo. O asiático jogava de Rashid e era um dos favoritos ao título, mas tropeçou contra a Ibuki do brasileiro. Brolynho venceu a primeira luta de Necalli e só trocou de personagem depois que Infiltration conseguiu igualar o placar.

Na Eleague 2017, o carioca Brolynho derrotou um dos melhores jogadores de Street Fighter do mundo — Foto: Divulgação/ELEAGUE Na Eleague 2017, o carioca Brolynho derrotou um dos melhores jogadores de Street Fighter do mundo — Foto: Divulgação/ELEAGUE

Na Eleague 2017, o carioca Brolynho derrotou um dos melhores jogadores de Street Fighter do mundo — Foto: Divulgação/ELEAGUE

A terceira luta também foi muito acirrada e só teve seu resultado definido no último round, quando Brolynho aproveitou um erro do sul-coreano para vencer a partida. Infiltration já estava com pouca vida e tentou usar a Critical Art de Rashid para acertar o brasileiro, que tinha pulado para frente. Apesar de não poder ser defendido por oponentes que estão no ar, o golpe especial não conseguiu atingir a Ibuki a tempo e o brasileiro venceu por 2-1.

Keoma Pacheco vs. Hiromiki “Itabashi” Kumada

Até o momento, Keoma Pacheco é o jogador que melhor representou o Brasil na Capcom Cup. O gaúcho ficou conhecido por sua participação no mundial de 2015 de Ultra Street Fighter IV, quando jogou de Abel e ficou entre os oito melhores da competição. Nem o japonês Hiromiki “Itabashi” Kumada, que tinha um dos melhores Zangiefs do mundo, conseguiu superar as habilidades do brasileiro.

Keoma Pacheco é o brasileiro que mais se aproximou do pódio da Capcom Cup — Foto: Divulgação/Capcom Keoma Pacheco é o brasileiro que mais se aproximou do pódio da Capcom Cup — Foto: Divulgação/Capcom

Keoma Pacheco é o brasileiro que mais se aproximou do pódio da Capcom Cup — Foto: Divulgação/Capcom

A partida contra ele foi apertada, mas Keoma mostrou um belo jogo de footsies e venceu por 3-2. A campanha do profissional do Brasil também é lembrada pelas vitórias em cima do taiwanês Bruce "Gamerbee" Hsiang e do norte-americano Darryl “Snake Eyez” Lewis, que fizeram o comentarista James Chen elogiar seu desempenho. “Os brasileiros têm de estar orgulhosos do que Keoma fez”, disse Chen.

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Mortal Kombat 11 (2019): gameplay mostra fatality, personagens e mais

Mortal Kombat 11 (2019): gameplay mostra fatality, personagens e mais

Mais do TechTudo