Campeonatos
Publicidade

Por Bruna Telles, para o TechTudo


Os campeonatos de jogos como Rainbow Six: Siege (R6), Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) e Fortnite já foram decididos por bugs, trapaças ou outras ações ilegais dos competidores. Na grande final do último Brasileirão de R6, por exemplo, um dos jogadores da FaZe Clan escolheu por engano um personagem que estava banido do jogo. Como punição, a equipe perdeu um round e mapa e, posteriormente, a Team Liquid acabou vencendo o torneio. Em outros campeonatos, mesmo após uma ilegalidade, o resultado do torneio não é alterado. Confira, a seguir, quatro finais de campeonatos de esports com polêmicas.

Cena competitiva de R6 tem grande presença brasileira; jogo é sucesso entre os fãs de esports — Foto: Divulgação/Ubisoft

Escolha de operador banido em Rainbow Six: Siege

Team Liquid levou o título inédito do Brasileirão de Rainbow Six: Siege, após uma falha da FaZe Clan — Foto: Reprodução/Twitter Marcio Canosa

As finais do Brasileirão de Rainbow Six: Siege aconteceram no dia 28 de julho entre as equipes da Team Liquid e FaZe Clan. O confronto foi uma melhor de cinco (MD5) bastante equilibrada e chegou ao mapa de desempate. No entanto, o quarto mapa foi decidido por causa de uma violação das regras do torneio, pois a FaZe escolheu o operador Warden, que estava banido por ter sido lançado há pouco tempo. Como consequência, o time perdeu a rodada e o mapa, e a Liquid empatou a série em 2-2. No último embate, a Liquid venceu mais uma vez e conquistou o título.

O jogador que quase foi campeão em Fortnite

Nate Hill: jogador perdeu o Fortnite Fall Skirmish por conta de um bug na asa delta — Foto: Reprodução/Youtube Nate Hill

Nate “Nate Hill” Hill quase foi campeão do Fortnite Fall Skirmish em 2018, mas não realizou a façanha por causa de um bug. Na grande final, Nate e seu parceiro Trevor "FunkBomb" Siegler saltaram de uma rampa e abriram suas asas-deltas. O pro player apareceu na stream oficial de Fortnite caindo normalmente com o planador, mas, para o restante do jogo, ele estava caindo sem o equipamento. Com o dano da queda, Nate Hill foi eliminado da final e ficou em segundo lugar junto de FunkBomb. O título ficou com a dupla Turner "Tfue" Tenney e Dennis "Cloak" Lepore.

HD ou SSD para games: o que é melhor? Confira no Fórum do TechTudo

O "Caso Forsaken" em CS:GO

O jogador forsaken chegou a tentar deletar o cheat durante a verificação, mas foi tarde demais — Foto: Reprodução/OpTic India

As equipes OpTic India e Slaughter Rage Army disputaram a final da ESL India Premiership 2018 de CS:GO. A vitória foi da OpTic. Porém, após o resultado, surgiram denúncias que um dos jogadores da equipe, Nikhil “Forsaken” Kumawat, teria usado cheats na grande final. Forsaken, que já havia trapaceado em um torneio anterior, foi banido por cinco anos de eventos da ESL, Nodwin Gaming e ESIC. O time foi desclassificado e a final do torneio foi jogada novamente entre Slaughter Rage Army e 2ez. Após o torneio, a organização da OpTic India liberou todo elenco de CS:GO para "seguir outras oportunidades".

Bug em For Honor

Jakub "SB.Alernakin" Palen ganhou o primeiro grande torneio de For Honor se aproveitando de um bug — Foto: Reprodução/Youtube Ubisoft North America

Em 2017, o primeiro grande torneio de For Honor foi decidido por causa de um bug. Na final no PC, o jogador Jakub "SB.Alernakin" Palen foi campeão sem uma única derrota com seu herói Nobushi. Isso aconteceu porque o pro player explorou uma falha no jogo chamada "unlock tech", em que o ataque do jogador se torna impossível de ser defendido pelo adversário. O caso levantou grande controvérsia dentro da comunidade, porém Palen não só manteve o título, como o prêmio de US$ 10 mil (R$ 37,8 mil).

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Mais do TechTudo