Jogos de aventura

Por Rafael Monteiro, para o TechTudo


O Rei Leão foi uma das animações mais populares da Disney nos anos 90, e com tamanho sucesso recebeu uma grande quantidade de jogos para várias plataformas. A maioria dos jogadores conhece a versão The Lion King que foi lançada em 1994 para Super Nintendo, Mega Drive e PC, a qual será relançada em 29 de outubro para PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch e PC. No entanto, houve muitos jogos baseados na franquia, nem sempre tão conhecidos quanto o clássico. Confira alguns dos principais games baseados em O Rei Leão.

The Lion King (1994 - SNES, Mega, PC)

Sendo o game mais famoso de O Rei Leão, as versões para os consoles de 16 Bits e PC traziam uma experiência impressionante para a época. As animações dos personagens apresentavam a tradicional fluidez dos games da Disney produzidos pela Virgin Interactive, os cenários eram bem detalhadosm e todas as principais músicas do filme estavam presentes na trilha sonora.

The Lion King do Super Nintendo e Mega Drive é até hoje lembrado como o melhor jogo de O Rei Leão — Foto: Reprodução/Steam The Lion King do Super Nintendo e Mega Drive é até hoje lembrado como o melhor jogo de O Rei Leão — Foto: Reprodução/Steam

The Lion King do Super Nintendo e Mega Drive é até hoje lembrado como o melhor jogo de O Rei Leão — Foto: Reprodução/Steam

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

A jogabilidade começava a acompanhar a vida de Simba ainda como criança e depois mudava para quando ele atingia a fase adulta. Os controles eram um pouco diferentes e Simba adulto era um pouco mais complicado de controlar por ser maior. Um dos grandes problemas do game era o fato de que havia saltos de dificuldade aleatórios que o tornavam muito mais desafiador. No relançamento para PS4, Xbox One e PC haverá a função "rebobinar" para ajudar nisso.

The Lion King (1994 - Game Boy, GameGear, NES, Master System)

Houve versões para portáteis do jogo para o GameBoy e GameGear. A versão para o portátil da Nintendo era bastante limitada com seu visual em preto e branco e seus controles eram bem ruins. A versão do GameGear era especialmente bonita pelo seu bom uso de cores e foi convertida no Brasil e Europa para o Master System.

The Lion King da esquerda para a direita no GameBoy, GameGear e Master System e por último no Nintendo 8 Bits — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro The Lion King da esquerda para a direita no GameBoy, GameGear e Master System e por último no Nintendo 8 Bits — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

The Lion King da esquerda para a direita no GameBoy, GameGear e Master System e por último no Nintendo 8 Bits — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Mesmo com limitações, os jogos tentavam manter as animações fluídas dos consoles e toda a história intacta. Este não foi o caso da versão do NES, no entanto. Ela foi uma espécie de conversão inacabada do game lançada apenas na Europa e aparentemente com base na versão do GameBoy. Nesta versão o jogo acaba com apenas 4 fases de Simba jovem, sem partes de Simba adulto.

The Lion King (1994 - Tiger)

A Tiger Electronics sempre aproveitava grandes franquias para lançar seus minigames mais simples e com O Rei Leão não foi diferente. No Brasil eles foram lançados oficialmente, distribuídos pela Tec Toy. Os minigames eram baseados apenas em pontuação, mas muitas vezes difíceis de entender, pois os personagens só tinham algumas poucas posições diferentes.

Minigame The Lion King da Tiger chegou a ser lançado no Brasil pela Tectoy — Foto: Reprodução/fullyRetro Minigame The Lion King da Tiger chegou a ser lançado no Brasil pela Tectoy — Foto: Reprodução/fullyRetro

Minigame The Lion King da Tiger chegou a ser lançado no Brasil pela Tectoy — Foto: Reprodução/fullyRetro

Disney's Animated Storybook: The Lion King (1994 - PC)

Assim como o nome sugere, a série Disney Animated Storybook é como se fosse um livro de história animado baseado em vários de seus maiores sucessos. As páginas tinha um pouco de movimento, havia música, narração e, ocasionalmente, alguns minigames simples. Não era um game particularmente profundo. O que o fez entrar para a história no entanto foi um grande fiasco em seu lançamento, quando vários usuários tiveram problemas de compatibilidade com o jogo em seus computadores. Supostamente essa confusão foi um dos maiores incentivos para a Microsoft criar um sistema unificado de desenvolvimento com o DirectX.

Disney's Animated Storybook: The Lion King era como um livro de histórias interativo que teve muitos problemas de compatibilidade nos PCs — Foto: Reprodução/My Abandonware Disney's Animated Storybook: The Lion King era como um livro de histórias interativo que teve muitos problemas de compatibilidade nos PCs — Foto: Reprodução/My Abandonware

Disney's Animated Storybook: The Lion King era como um livro de histórias interativo que teve muitos problemas de compatibilidade nos PCs — Foto: Reprodução/My Abandonware

Timon & Pumbaa's Jungle Games (1995 - SNES, PC)

Após a grande aventura de Simba, o próximo game da franquia O Rei Leão focou-se na dupla de coadjuvantes: Timão e Pumba, com uma coletânea de minigames simples, porém bem divertida. Há quatro minigames para jogar: Jungle Pinball, Burper, Hippo Hop e Sling Shooter, com um quinto no PC chamado Bug Drop. A versão para computadores trazia animações bem mais detalhadas e uma abertura animada. No Super Nintendo, os gráficos eram ruins, pois foram convertidos diretamente da versão PC.

Timon & Pumbaa's Jungle Games trazia vários minigames, como um Pinball com tema de Hakuna Matata — Foto: Reprodução/The Rarest Gamer Timon & Pumbaa's Jungle Games trazia vários minigames, como um Pinball com tema de Hakuna Matata — Foto: Reprodução/The Rarest Gamer

Timon & Pumbaa's Jungle Games trazia vários minigames, como um Pinball com tema de Hakuna Matata — Foto: Reprodução/The Rarest Gamer

The Lion King: Adventures at Pride Rock (1995 - Sega Pico)

O Sega Pico era um computador para jogos educativos que não ficou muito conhecido, mas ganhou seu próprio game de O Rei Leão para ser jogado com sua "Magic Pen" - uma espécie de caneta que controlava a ação. Adventures at Pride Rock também é uma coletânea de minigames, porém por ser voltado para crianças mais nova,s eles são muito mais simples que os do game de Timão e Pumba, com foco em memorização, alfabetização e quebra-cabeças ao invés de desafios.

The Lion King: Adventures at Pride Rock trazia minigames educativos no Sega Pico — Foto: Reprodução/dosdaysareover The Lion King: Adventures at Pride Rock trazia minigames educativos no Sega Pico — Foto: Reprodução/dosdaysareover

The Lion King: Adventures at Pride Rock trazia minigames educativos no Sega Pico — Foto: Reprodução/dosdaysareover

The Lion King 2: Simba's Pride (1998 - PC)

Baseado no segundo filme da franquia "O Rei Leão 2: O Reino de Simba", Simba's Pride é uma coletânea de minigames que é quase como uma sucessora de Timon & Pumbaa's Jungle Games, só que focada na filha de Simba, Kiara e seu amigo Kovu . Novamente há quatro minigames simples e bem divertidos: Cub Chase, Conga Longa, Paddle Bash e Swamp Berry Sling. Como o jogo saiu apenas para PC, ele contava com ótimas animações.

The Lion King 2: Simba's Pride para PC era uma coletânea de minigames nos mesmos moldes de Timon & Pumbaa's Jungle Games — Foto: Reprodução/FunAndGamz Channel The Lion King 2: Simba's Pride para PC era uma coletânea de minigames nos mesmos moldes de Timon & Pumbaa's Jungle Games — Foto: Reprodução/FunAndGamz Channel

The Lion King 2: Simba's Pride para PC era uma coletânea de minigames nos mesmos moldes de Timon & Pumbaa's Jungle Games — Foto: Reprodução/FunAndGamz Channel

The Lion King: Simba's Mighty Adventure (2000 - PSOne, GBC)

Demorou alguns anos para Simba ganhar uma nova aventura nos consoles, e sua estreia no PSOne não foi das melhores. Simba's Mighty Adventure começa como se fosse um remake dos clássicos games do Super Nintendo e Mega Drive, com fases ainda como criança, porém, desanda rápido. Os capítulos são um misto de partes 3D com um caminho predeterminado no estilo Crash Bandicoot e ação lateral 2D.

The Lion King: Simba's Mighty Adventure era bastante promissor mas tem alguns problemas em sua jogabilidade — Foto: Reprodução/The Video Games Museum The Lion King: Simba's Mighty Adventure era bastante promissor mas tem alguns problemas em sua jogabilidade — Foto: Reprodução/The Video Games Museum

The Lion King: Simba's Mighty Adventure era bastante promissor mas tem alguns problemas em sua jogabilidade — Foto: Reprodução/The Video Games Museum

Os controles não funcionam bem nas partes 3D, além de ser difícil perceber a profundidade de inimigos e plataformas. Simba tem os mesmos ataques dos 16 Bits, como rolar e rugir, mas eles funcionam mal em um espaço mais amplo. A parte mais curiosa é que a história do jogo segue até os eventos de O Rei Leão 2, no entanto, o jogador continua no controle de Simba. Como o segundo filme se foca na história de Kiara, o personagem acaba inserido de uma maneira estranha na história.

The Lion King 1 1/2 (2003 - GBA)

Um dos jogos mais recentes da série foi baseado no terceiro filme de O Rei Leão, o qual conta as origens de Timão e Pumba, além de suas aventuras antes de conhecer Simba. O game tinha um bom visual para o Game Boy Advance, e trazia uma jogabilidade razoável que alternava entre os dois personagens com habilidades diferentes para passar por quebra-cabeças e progredir nas fases.

The Lion King 1 1/2 conta as aventuras de Timão e Pumba antes de conhecerem Simba — Foto: Reprodução/Vizzed The Lion King 1 1/2 conta as aventuras de Timão e Pumba antes de conhecerem Simba — Foto: Reprodução/Vizzed

The Lion King 1 1/2 conta as aventuras de Timão e Pumba antes de conhecerem Simba — Foto: Reprodução/Vizzed

The Lion Guard (2016 - Android e iOS)

O game mais recente baseado em O Rei Leão tem como base a série animada "A Guarda do Leão: Um Novo Rugido" que segue a história de Kion, o segundo filho de Simba e líder da famigerada Guarda do Leão. Trata-se de um game de corrida infinita tradicional, no qual o jogador toca na tela para desviar de obstáculos e coletar moedas pelo percurso. Infelizmente o game foi removido do Google Play e App Store.

Você ainda joga games retrô nos consoles? Comente no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo