Internet

Por Gabrielle Ferreira, para o TechTudo


Enviar fotos íntimas para outras pessoas pode ser perigoso. Se compartilhadas de forma imprudente, as imagens podem acabar vazadas e compartilhadas com terceiros. Para evitar que isso ocorra, a primeira indicação mais importante é mandar fotos apenas para quem você conhece pessoalmente e confia.

A tecnologia também pode ajudar a estabelecer mais medidas de segurança para garantir sua privacidade e controle sobre quem possui acesso às imagens pessoais. Por exemplo, é possível usar ferramentas de autodestruição de arquivos para impedir que façam cópias da foto. Confira, abaixo, sete dicas para enviar imagens pessoais pela Internet.

Lista traz dicas para enviar fotos íntimas com segurança — Foto: Pond5 Lista traz dicas para enviar fotos íntimas com segurança — Foto: Pond5

Lista traz dicas para enviar fotos íntimas com segurança — Foto: Pond5

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Enviar apenas para pessoas confiáveis

A principal e mais segura dica para evitar o vazamento de fotos íntimas é enviá-las apenas para pessoas conhecidas que sejam de sua confiança. Não é recomendado confiar o envio para pessoas que você conhece há pouco tempo, uma vez que elas podem não se importar em divulgar imagens de alguém distante.

2. Não salvar a foto na nuvem

A sincronização automática de mídia do celular à nuvem é útil para manter backups atualizados no caso de imprevistos. No entanto, na hora de tirar fotos íntimas, o serviço pode dar dor de cabeça ao copiar a imagem para servidores na nuvem sem a devida ciência do usuário. Portanto, é aconselhado desativar temporariamente a sincronização automática do Google Fotos, em celulares Android, e do iCloud, no caso de iPhone (iOS).

O iCloud é um serviço de nuvem do iPhone que salva seus arquivos dentro da Internet — Foto: Thássius Veloso/TechTudo O iCloud é um serviço de nuvem do iPhone que salva seus arquivos dentro da Internet — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

O iCloud é um serviço de nuvem do iPhone que salva seus arquivos dentro da Internet — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

3. Certificar que a notificação está ativada

Alguns aplicativos possuem alerta de captura de tela como ferramenta de segurança para usuários. No Instagram, ao enviar uma foto de visualização única pelo Direct, o aplicativo avisa caso o destinatário tire print da imagem. A função oferece maior segurança no compartilhamento de suas fotos de forma privada, uma vez que o receptor sabe que será delatado caso tire print. Por isso, é importante conferir se o aplicativo tem autorização de enviar notificações pushup no celular para garantir que eventuais avisos sejam realizados.

4. Não conter nenhuma identificação na foto

Outra dica fundamental ao tirar e enviar fotos íntimas é não expor nenhuma identificação pessoal na imagem. A imagem não deve mostrar o rosto e nem conter dicas da localização em que a foto foi tirada. Isso é necessário para se proteger dos piores casos, em que a foto cai na Internet e viraliza. A falta de identificação ajuda a impedir ser reconhecido por outras pessoas, caso a foto vaze ou seja compartilhada com terceiros. Sempre se certifique de cortar seu rosto da imagem, desligar a localização do celular ao tirar a foto e não incluir marcações como seu user nas redes sociais, por exemplo.

5. Apagar a foto do celular após envio

Para aumentar a segurança, também é essencial apagar a foto da galeria do celular após enviá-la. A medida evita acidentes como, por exemplo, que alguém veja a imagem ao pegar o aparelho emprestado. Além disso, há o risco do sistema sofrer alguma falha de segurança, ou de você ter o celular furtado ou roubado e o ladrão conseguir acesso a seus arquivos.

Apague suas fotos íntimas de sua galeria após compartilhá-la — Foto: Raquel Freire/TechTudo Apague suas fotos íntimas de sua galeria após compartilhá-la — Foto: Raquel Freire/TechTudo

Apague suas fotos íntimas de sua galeria após compartilhá-la — Foto: Raquel Freire/TechTudo

6. Manter controle sobre as cópias da foto

Sempre mantenha controle sobre as cópias da sua foto. Confira com a pessoa a que enviou se ela manteve o arquivo no celular, porque não é recomendado permitir cópias devido o risco de vazamento da imagem. Além disso, é arriscado fazer duplicatas do arquivo em pen drive ou desktop. O modo mais seguro de manter sua segurança e privacidade é excluir a foto assim que ela for enviada.

7. Usar serviços de autodestruição de fotos

Aplicativos como o Instagram e o Snapchat fornecem uma ferramenta que permite enviar fotos no privado para visualização única. Ou seja, o destinatário tem acesso à foto uma vez e por tempo limitado, antes que a imagem seja excluída automaticamente pela plataforma.

Como alterar uma foto já postada no Instagram? Tire dúvidas no Fórum do TechTudo.

Veja 10 dicas para deixar suas fotos no Instagram com 'toque especial'

Veja 10 dicas para deixar suas fotos no Instagram com 'toque especial'

Mais do TechTudo