Sistemas operacionais

Por Paulo Alves, para o TechTudo


O macOS Catalina, versão mais recente do sistema operacional da Apple, foi liberado na última segunda-feira (7) com diversas novidades para Macs. A atualização é marcada pelo fim do iTunes, que tem funções desmembradas entre o Finder e três aplicativos. Ela também conta com mais funções da Siri, que está mais inteligente, oferece melhor integração com o ecossistema do iPad e estreia a plataforma de jogos Apple Arcade nos computadores da marca.

O software está disponível para atualização gratuita nos MacBook de 12”, MacBook Air, MacBook Pro, iMac e Mac Mini com versões fabricadas a partir de 2012, além do Mac Pro (a partir de 2013) e do iMac Pro. Veja a seguir dez coisas que você pode fazer após o update.

macOS: cinco destaques do novo sistema da Apple para computadores e notebooks

macOS: cinco destaques do novo sistema da Apple para computadores e notebooks

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Usar o iPad como segunda tela

O macOS Catalina tem como uma das novidades o Sidecar, recurso que permite usar o iPad como segunda tela e estender a área de trabalho. O usuário pode escolher se deseja conectar o tablet via Wi-Fi ou cabo Lightning para ter mais estabilidade. Além de aumentar o espaço utilizável em Macs com tela pequena, a função permite usar um iPad Pro como mesa digitalizadora com ajuda da Apple Pencil.

Sidecar transforma iPad em segunda tela para o Mac — Foto: Divulgação/Apple

2. Usar apps separados para músicas, filmes e podcasts

O desmembramento de funções do iTunes tende a deixar suas funções mais fáceis de usar. O app TV concentra a biblioteca de filmes e séries adquiridas pelo usuário na loja da Apple e, em breve, servirá para acessar o serviço de streaming Apple TV+. Já para consumir música, seja com download de faixas compradas ou por streaming, basta usar o novo app do Apple Music. Os podcasts também ganharam um aplicativo próprio com visual semelhante aos demais voltados para entretenimento.

macOS Catalina tem novos apps que herdam funções do iTunes — Foto: Reprodução/Paulo Alves

3. Sincronizar iPhone pelo Finder

A remoção do iTunes também simplifica a sincronização do iPhone e iPad conectados ao Mac. A partir da versão Catalina, o sistema identifica o aparelho automaticamente e mostra seus arquivos no Finder. Por lá, o usuário pode transferir documentos, músicas e outras mídias, além de executar backups e restaurações sem precisar navegar pelos menus confusos do antigo programa.

Faça backup do iPhone pelo Finder — Foto: Reprodução/Paulo Alves

4. Monitorar o tempo de uso

Ao atualizar para o macOS Catalina, o usuário poderá usar o novo recurso Tempo de Uso para monitorar o volume de uso de cada aplicativo instalado no computador. É possível definir limites e programar alertas que avisam quando um aplicativo está aberto por muito tempo. A ideia é que as funções reduzam distrações e ajudem a focar no que é importante. O recurso existe no iPhone desde o iOS 12.

Tempo de Uso monitora tempo gasto nos apps do Mac — Foto: Reprodução/Paulo Alves

5. Controlar por voz

A atualização estreia um sistema mais avançado de reconhecimento de fala que permite executar ações mais complexas no Mac apenas usando a voz. O sistema cria uma grade na tela e permite que o usuário diga exatamente em qual zona clicar para seguir instruções. Há ainda diversos comandos para navegar na web e interagir com qualquer programa instalado. Em tese, qualquer coisa que se faz normalmente com teclado e mouse pode ser realizada com ditado. A novidade está no menu de acessibilidade das Preferências do Sistema.

Controle de voz do macOS está mais avançado — Foto: Reprodução/Paulo Alves

6. Jogar games do Arcade

O macOS Catalina também oferece acesso ao Apple Arcade, nova assinatura de games com gráficos avançados que chega também para iPhone e iPad. A maioria dos títulos está disponível apenas para tablet e celular, mas já existem várias opções também compatíveis com o Mac. Acesse a aba “Arcade” na Mac App Store e baixe alguns jogos para experimentar. É possível testar o serviço por um mês antes de começar a pagar. A assinatura tem preço de R$ 9,99 e permite compartilhar com outras pessoas que moram no mesmo endereço por meio do recurso de Compartilhamento Familiar.

Apple Arcade leva assinatura de jogos para o Mac — Foto: Reprodução/Paulo Alves

7. Acessar a conta Apple

Assim como o iOS, o macOS passa a mostrar a conta Apple do usuário com mais destaque nas configurações. Ao abrir as preferências do sistema, é possível ver a foto de perfil e atalhos para acessar informações sobre o Apple ID e gerenciar o Compartilhamento Familiar. A mudança deve encorajar o usuário a ajustar detalhes da conta diretamente pelo sistema, sem necessidade de fazer login na web por meio do navegador.

Detalhes da conta Apple ficam no topo da tela de preferências — Foto: Reprodução/Paulo Alves

8. Silenciar e-mails

Usuários do Apple Mail poderão silenciar e-mails incômodos pelo aplicativo que acompanha o macOS Catalina. A função deixa de emitir notificações quando há novas mensagens em uma troca de e-mails prolixa demais, e pode ser desativada a qualquer momento e em conversas distintas. Para usar, basta selecionar um ou mais e-mails e clicar no botão com ícone de sino na parte de cima da janela.

Mail permite silenciar conversas incômodas — Foto: Reprodução/Paulo Alves

9. Criar notas colaborativas

O app de notas do Mac compartilhar conjuntos inteiros de itens com outra pessoa, o que deve economizar tempo e melhorar a experiência em trabalho colaborativo. O programa também tem uma ferramenta de busca mais poderosa que permite encontrar anotações antigas mais facilmente, além de trazer um novo visual de galeria que facilita a visualização do conteúdo inteiro de uma só vez.

App de notas permite compartilhar pastas inteiras com um contato — Foto: Reprodução/Paulo Alves

10. Baixar apps do iPad

Em breve, outra mudança importante será a possibilidade de usar apps do iPad no Mac. A partir da versão Catalina, desenvolvedores que já têm apps para o tablet da Apple poderão adaptar o código mais facilmente e oferecer o download também na loja do sistema desktop. Segundo a empresa, algumas das primeiras opções para baixar serão o TripIt, Post-It, GoodNotes, Jira e o novo app do Twitter para Mac.

Novo app do Twitter para Mac será adaptado da versão para iPad — Foto: Divulgação/Apple

Mais do TechTudo