Transporte

Por Rodrigo Fernandes, para o TechTudo


A notícia mais lida de outubro na editoria de Apps do TechTudo contou uma história inusitada: um passageiro dormiu durante uma corrida no Uber e acordou com uma conta de mais de R$ 7 mil para pagar. O caso aconteceu na Inglaterra e o usuário teve que recorrer à empresa para resolver o problema. Outro assunto que repercutiu foi um boato que se espalhou no Twitter a respeito de um suposto app de carona que aceita pagamento com sexo. A chegada do aplicativo, que funcionaria por meio de uma mensalidade fixa, não passa de fake news.

Entre outros temas que foram destaque no mês de outubro estão algumas dicas para aproveitar melhor os recursos do Spotify, uma lista com 15 apps maliciosos que atingiram 13 milhões de usuários, um app que ajuda a apimentar a vida sexual dos casais, além de dois players grátis para ouvir músicas no celular. Confira, na lista a seguir, as dez matérias mais lidas na editoria de aplicativos móveis do TechTudo em outubro.

Uber de R$ 7 mil e boato com app de carona foram destaques em outubro — Foto: Divulgação/Uber

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Uma viagem de R$ 7 mil no Uber

Um passageiro do Uber na Inglaterra resolveu tirar um cochilo durante a viagem e acordou a mais de 160 km de distância do seu destino. O resultado: a corrida custou 1,4 mil libras esterlinas (aproximadamente R$ 7,3 mil). O trajeto, que devia ter sido completado em menos de uma hora, foi estendido pelo motorista por quase cinco horas e meia. De acordo com Chris Reed, o passageiro dorminhoco, o condutor não deu uma palavra durante a corrida. Para resolver o caso e ser dispensado da dívida, Reed entrou em contato com o suporte do Uber, mas até a publicação da matéria o caso ainda não havia sido solucionado.

2. App de caronas com pagamento em sexo é boato

Um boato que circulou no Twitter disseminava a informação de que um app de carona que aceita pagamento com sexo chegaria ao Brasil em breve. O Google Trends registrou aumento de 1.150% nas buscas por termos relacionados ao aplicativo na semana da repercussão. O programa, que funcionaria por meio de assinatura mensal de R$ 15 a R$ 20, forneceria opções de escolha de gênero e chegaria por aqui em 2020. O site especializado em checagem Boatos.org pontuou alguns detalhes que desmascaram o boato.

3. Aplicativos com adwares atingiram 13 milhões de usuários

Aplicativos assumiam nomes de serviços do sistema Android para confundir usuários — Foto: Reprodução/Sophos

15 aplicativos para Android foram descobertos infectando celulares com adwares. De acordo com pesquisadores britânicos, 13 milhões de pessoas instalaram os programas. Após a instalação, os apps iniciavam a exibição de anúncios em excesso e se escondiam no sistema para que não fossem removidos pelos usuários, alterando seus ícones para se disfarçar entre os aplicativos do sistema. O Google foi avisado e removeu os softwares da Play Store, mas é preciso desinstalá-los do celular para evitar maiores problemas.

4. Aplicativo de mobilidade clandestino em São Paulo

UBus, serviço de ônibus por aplicativo, é considerado clandestino pela Prefeitura de São Paulo — Foto: Rubens Achilles/TechTudo

O serviço de ônibus por aplicativo UBus, operado pela empresa Metra em São Paulo, foi considerado clandestino pela Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT). O aplicativo, que informa horários, preços e disponibilidade de assentos, foi considerado irregular por não estar credenciado, o que poderia comprometer a segurança dos passageiros.

5. Player multimídia toca músicas de graça no celular

Aprenda a usar o app Lark Player no Android — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Este tutorial ensinou como usar o Lark Player, reprodutor multimídia para Android que possui um formato parecido com o Spotify para ouvir músicas pelo celular, mas sem assinatura ou cadastro. O diferencial do app é que ele reproduz músicas de vídeos do YouTube. O app também gerencia e reproduz os arquivos MP3 e vídeos armazenados no celular do usuário.

6. Dicas e recursos escondidos do Spotify

Lista mostra dicas e recursos escondidos no app do Spotify — Foto: Reprodução/Marvin Costa

Uma lista com oito dicas e recursos escondidos para utilizar o aplicativo do Spotify para Android e iPhone (iOS) mostrou como silenciar artistas indesejados, descobrir shows que acontecerão na sua cidade, além de adicionar controles de reprodução a apps como Google Maps e Waze. Também é possível continuar a escutar músicas após o fim da playlist atual, sem a necessidade de escolher manualmente a próxima canção.

7. Mais música de graça no Android

Aprenda a usar o app Free Music para ouvir música grátis no celular — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

O Free Music é outra opção para ouvir música de graça no celular. Disponível para Android, o app permite ouvir o conteúdo disponibilizado gratuitamente no SoundCloud, selecionando gêneros, álbuns e criando playlists. Também é possível gerenciar todo o conteúdo em áudio armazenado na memória interna do dispositivo.

8. Aplicativo faz compras sem consentimento do usuário

SnapTube — Foto: Reprodução

O aplicativo de vídeos Snaptube foi flagrado fazendo compras não autorizadas nas contas dos usuários. O app, que permite fazer download de músicas e vídeos do YouTube em celulares com Android, fazia cliques falsos em anúncios e compras de serviços premium não autorizados pelo proprietário. O software já foi removido da Play Store pelo Google.

9. Soft girls dominam o Instagram

Um novo conceito de beleza chegou ao Instagram e ao TikTok. As soft girls usam roupas coloridas, com cores mais claras, como rosa e lilás, e seguem um estilo mais infantilizado, sempre acompanhadas de corações, ursinhos de pelúcia e stickers "fofos" em suas fotos e vídeos. A maioria das adeptas são adolescentes e que possuem certa relação com as bandas de k-pop. As soft girls já somam mais de 120 mil postagens nas redes sociais.

10. Jogo sexual para casais

Tutorial mostra como usar o aplicativo Sexy Couple Game para apimentar a relação sexual do casal — Foto: Reprodução/Marvin Costa

O aplicativo Sexy Couple Game pode ajudar casais a apimentar a relação, com jogos com perguntas e respostas e ações sexuais. Disponível gratuitamente para Android, o app sugere que os participantes realizem atos como tocar, acariciar, morder e chupar diferentes partes do corpo do parceiro, por meio de um sorteio realizado pelo app.

Amazon Alexa no Brasil: assistente de voz já funciona totalmente em português

Amazon Alexa no Brasil: assistente de voz já funciona totalmente em português

Golpe do treme-treme no Uber: como denunciar? Descubra no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo