Mundial de LoL

Por Julio Puiati , para o TechTudo


A final do Campeonato Mundial de League of Legends (LoL) 2019 será disputada entre FunPlus Phoenix e G2 Esports. No próximo domingo (10), a partir das 10h, horário oficial de Brasília, as equipes disputam uma série melhor de cinco (MD5) em Paris, na França, pelo título do Worlds. Os times garantiram suas vagas na final ao eliminarem Invictus Gaming e SK Telecom T1, respectivamente, nas semifinais do torneio. A decisão do Mundial de LoL 2019 terá transmissão ao vivo no site LoL Esports e nos canais da Riot Games na Twitch e no YouTube. Confira, a seguir, cinco curiosidades da FPX e G2 no Worlds deste ano.

Europa x China de novo

Doinb e Caps se enfrentarão na rota do meio — Foto: Divulgação/Riot Games Doinb e Caps se enfrentarão na rota do meio — Foto: Divulgação/Riot Games

Doinb e Caps se enfrentarão na rota do meio — Foto: Divulgação/Riot Games

A final do Worlds terá representantes de China e Europa pela segunda vez seguida. Em 2018, o título foi decidido entre Fnatic e Invictus Gaming. Os chineses levaram a melhor, conquistaram o troféu inédito para a região e faturaram o prêmio de US$ 2,41 milhões (cerca de R$ 9,57 milhões em conversão atual).

Essa também será a segunda final seguida de Rasmus ''Caps'', mid laner da G2 Esports. O craque dinamarquês estava justamente no vice-campeonato da Fnatic. Agora, pelo rival, tornou-se o único jogador europeu da história a realizar a dobradinha. Caps vive uma grande fase e foi eleito o MVP da temporada regular da LEC no primeiro semestre.

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Recorde de audiência

Duelo entre G2 Esports e SKT atraiu milhões ao redor do mundo — Foto: Divulgação/Riot Games Duelo entre G2 Esports e SKT atraiu milhões ao redor do mundo — Foto: Divulgação/Riot Games

Duelo entre G2 Esports e SKT atraiu milhões ao redor do mundo — Foto: Divulgação/Riot Games

A G2 Esports esteve presente em outra estatística histórica. O quarto e último jogo contra a SK Telecom T1, válido pelas semifinais do campeonato, foi a partida mais assistida na história dos esports. De acordo com o portal Esports Charts, referência em análises de audiência, o confronto atraiu aproximadamente 3,9 milhões de espectadores simultâneos.

O número ultrapassou o recorde até então obtido pela Copa do Mundo de Fortnite realizada em julho deste ano. A competição da Epic Games havia acumulado 1,9 milhões de viewers. Vale ressaltar que os números não levam em conta as plataformas de streaming chinesas e o player interno da Riot.

Líderes de estatísticas

Crisp liderou a média de assistências na fase de grupos — Foto: Divulgação/Riot Games Crisp liderou a média de assistências na fase de grupos — Foto: Divulgação/Riot Games

Crisp liderou a média de assistências na fase de grupos — Foto: Divulgação/Riot Games

A FunPlus Phoenix realizou campanha consistente na primeira etapa do Worlds com cinco vitórias e apenas duas derrotas. O time chinês terminou a trajetória com o mesmo desempenho da Splyce, mas confirmou o primeiro lugar após vencer a equipe europeia no desempate. O bom momento vivido pelos finalistas refletiu também nos números individuais do torneio.

Dois jogadores da FPX foram líderes de estatísticas na fase de grupos. Lin "Lwx", atirador titular, obteve a melhor média de abates por partida (5.93). Já Liu "Crisp", suporte do quinteto asiático e um dos grandes destaques da competição até o momento, alcançou a melhor média de assistências por jogo (12).

G2 Grand Slam

Caso vença o Mundial, G2 terá conquistado tudo em 2019 — Foto: Divulgação/Riot Games Caso vença o Mundial, G2 terá conquistado tudo em 2019 — Foto: Divulgação/Riot Games

Caso vença o Mundial, G2 terá conquistado tudo em 2019 — Foto: Divulgação/Riot Games

A G2 Esports atravessa o seu melhor momento na história. Só nesta temporada, a agremiação espanhola venceu os dois splits do campeonato europeu e o Mid-Season Invitational (MSI) 2019 – o segundo evento internacional mais importante da Riot Games. Caso vença o Mundial no próximo domingo, a G2 terá levantado todas as taças que disputou no ano.

A hipotética façanha recebeu o nome de G2 Grand Slam pela comunidade de LoL e fãs da organização. Nem mesmo a SKT, tricampeã Mundial e bicampeã do MSI, conseguiu realizar esse feito. Em 2017, os sul-coreanos chegaram perto da temporada perfeita ao conquistar três troféus, mas perderam o segundo split da LCK.

Muito ouro!

FPX emplacou a maior diferença de ouro da história do Mundial — Foto: Divulgação/Riot Games FPX emplacou a maior diferença de ouro da história do Mundial — Foto: Divulgação/Riot Games

FPX emplacou a maior diferença de ouro da história do Mundial — Foto: Divulgação/Riot Games

Além das estatísticas individuais, a FPX também se destacou nas categorias coletivas. Não à toa, quebrou um recorde impressionante na fase de grupos em uma partida contra a J Team. De acordo com a conta LoL Esports Stats, o quinteto chinês acumulou a maior diferença de ouro da história do Mundial desde 2015, quando os dados começaram a ser coletados pela Riot.

A FunPlus Phoenix emplacou 21.294 de vantagem em relação aos adversários. Naquela partida, os representantes da China conquistaram todos os Dragões, abateram 20 adversários, sofreram apenas três baixas, derrubaram dez torres e não perderam nenhuma estrutura ao longo do confronto. O jogo terminou aos 23 minutos e 47 segundos no relógio.

Mais do TechTudo