Por Rafael Monteiro, para o TechTudo


Joysticks costumam ser apenas ferramentas para conectar o jogador ao seus consoles e games, porém há ocasiões em que o próprio controle se torna o centro das atenções ao oferecer formas únicas de jogar, e isso normalmente aumenta seu preço. Reunimos nesta lista alguns dos joysticks mais caros, sem considerar periféricos que exerçam funções muito diferentes de um joystick comum (pranchas, guitarras, entre outros) e com apenas uma edição de luxo no PlayStation 4. Confira 10 dos joysticks mais caros de toda a história.

Lux DualShock 4 Haute Omni (R$ 920 mil - PlayStation 4)

A empresa Brikk é conhecida por oferecer versões de luxo de vários itens de videogame, e isso não poderia ser mais verdade para o DualShock 4 vendido pela empresa. Esta versão do joystick do PlayStation 4 é feita de ouro 24 quilates com botões de ouro 18 quilates vendida por um valor que varia entre US$ 65 mil (em torno de R$ 260 mil) e US$ 230 mil (por volta de R$ 920 mil). O motivo da grande variação de preço está relacionado à qualidade dos diamantes que são usados para dar os detalhes do controle.

DualShock 4 de ouro com diamantes é uma das edições de luxo mais caras entre os controles — Foto: Reprodução/Complex DualShock 4 de ouro com diamantes é uma das edições de luxo mais caras entre os controles — Foto: Reprodução/Complex

DualShock 4 de ouro com diamantes é uma das edições de luxo mais caras entre os controles — Foto: Reprodução/Complex

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Xbox Elite Gears of War 4 Edição Limitada (R$ 999 - Xbox One)

O controle Elite do Xbox One já é um acessório um pouco caro, porém a edição especial baseada no game Gears of War 4 conseguiu chegar a um preço ainda maior no Brasil. O joystick Elite da Microsoft é conhecido por capacidade de personalização na qual o próprio usuário pode escolher a melhor configuração e posição de botões de acordo com seu gosto. A edição limitada de Gears of War 4 ainda por cima trazia um belo design em vermelho com manchas de sangue e ícones do jogo no direcional.

Belo controle Elite do Xbox One em edição limitada de Gears of War 4 foi vendido por preço alto — Foto: Reprodução/GameSpot Belo controle Elite do Xbox One em edição limitada de Gears of War 4 foi vendido por preço alto — Foto: Reprodução/GameSpot

Belo controle Elite do Xbox One em edição limitada de Gears of War 4 foi vendido por preço alto — Foto: Reprodução/GameSpot

RailDriver (R$ 920 - PC)

Para aficionados por simuladores de trem o RailDriver é um joystick USB para PC que oferece a sensação mais próxima de dirigir um veículo real. Ele conta com alavancas que simulam o funcionamento de um trem de verdade, além de emitir sons e vibrações para fazer o jogador sentir como se estivesse mesmo sendo o maquinista de um trem.

Controle especial RailDrilver para simuladores de trem é popular com nicho de jogadores — Foto: Reprodução/RailDriver Controle especial RailDrilver para simuladores de trem é popular com nicho de jogadores — Foto: Reprodução/RailDriver

Controle especial RailDrilver para simuladores de trem é popular com nicho de jogadores — Foto: Reprodução/RailDriver

Steel Battalion (R$ 800 com jogo - Xbox)

Assim como RailDriver, o famoso controle de Steel Battalion tinha a intenção de dar ao jogador uma experiência realista de como dirigir um certo veículo. A diferença é que neste game da Capcom o veículo em si era um robô gigante. O joystick traz duas alavancas, três pedais e aproximadamente 40 botões. Apenas é possível jogar Steel Battalion com este joystick, por isso ele é vendido junto com o jogo.

O controle produzido especialmente para Steel Battalion é considerado até hoje um dos mais complexos já feitos — Foto: Reprodução/Wikipedia O controle produzido especialmente para Steel Battalion é considerado até hoje um dos mais complexos já feitos — Foto: Reprodução/Wikipedia

O controle produzido especialmente para Steel Battalion é considerado até hoje um dos mais complexos já feitos — Foto: Reprodução/Wikipedia

Novint Falcon Gaming Controller (R$ 760 - PC)

O estranho controle da Falcon permitia jogar games de tiro em primeira pessoa no PC com o maior nível de realismo possível. Ao disparar um tiro os poderosos motores do dispositivo que parece uma esfera empurram com força o controle em formato de arma contra a mão do jogador para criar a sensação de usar uma arma de verdade. Diferentes armas passavam sensações diferentes e era até possível sentir o peso de objetos ao carregá-los, como em Half-Life 2.

O controle Novint Falcon oferecia uma boa simulação de uso de armas apesar de ser um pouco grande — Foto: Reprodução/Wired O controle Novint Falcon oferecia uma boa simulação de uso de armas apesar de ser um pouco grande — Foto: Reprodução/Wired

O controle Novint Falcon oferecia uma boa simulação de uso de armas apesar de ser um pouco grande — Foto: Reprodução/Wired

Katana: The Soul (R$ 600 - PS2)

Hoje a empresa japonesa Hori é uma conhecida produtora de periféricos no mundo todo, porém até o começo dos anos 2000 poucos a conheciam fora do Japão. Sua grande estreia no mercado ocidental foi em 2004 com o joystick "Katana: The Soul" em formato de espada e projetado especialmente para jogar Onimusha 3. Assim como o Wii Remote o controle detectava movimentos súbitos e traduzia em ataques na tela. O joystick contava também com botões e alavancas no cabo da espada para desempenhar funções normais, porém não tinha um formato muito confortável para tal.

A entrada da Hori no mercado ocidental chamou atenção com seu controle Katana para Onimusha 3 — Foto: Reprodução/National Videogame Museum A entrada da Hori no mercado ocidental chamou atenção com seu controle Katana para Onimusha 3 — Foto: Reprodução/National Videogame Museum

A entrada da Hori no mercado ocidental chamou atenção com seu controle Katana para Onimusha 3 — Foto: Reprodução/National Videogame Museum

Nintendo Hands Free Controller (R$ 480 - NES)

Atualmente há opções de alto nível para gamers com algum tipo de necessidade especial, como o Xbox Adaptive Controller da Microsoft, porém, mesmo nos anos 80 a Nintendo já estudava maneiras de atender a vontade desse público de jogar. O Nintendo Hands Free Controller foi um dos primeiros controles para jogadores com necessidades especiais. Ele se prendia ao tórax do jogador e oferecia um direcional que podia ser movido com o queixo e um canudo para assoprar e simular o apertar de botões.

A demanda por joysticks para jogadores com necessidades especiais já existia desde os anos 80 com o Nintendo 8 Bits — Foto: Reprodução/Den of Geek A demanda por joysticks para jogadores com necessidades especiais já existia desde os anos 80 com o Nintendo 8 Bits — Foto: Reprodução/Den of Geek

A demanda por joysticks para jogadores com necessidades especiais já existia desde os anos 80 com o Nintendo 8 Bits — Foto: Reprodução/Den of Geek

Dragon Quest Slime Controller (R$ 400 - PS4, Switch)

O controle no formato dos monstros Slime de Dragon Quest é um dos mais estranhos disponíveis ainda para essa geração de consoles. Originalmente lançado para o PlayStation 2, o Slime Controller retornou recentemente para o PlayStation 4 e Switch em uma edição especial para acompanhar o lançamento de Dragon Quest 11. Os controles e alavancas ficam na parte de baixo do controle e uma vez virado seu encaixe é menos estranho do que se esperaria, mas ainda assim desconfortável.

O simpático controle em formato de Slime de Dragon Quest já teve algumas versões em diferentes plataformas — Foto: Reprodução/Amazon O simpático controle em formato de Slime de Dragon Quest já teve algumas versões em diferentes plataformas — Foto: Reprodução/Amazon

O simpático controle em formato de Slime de Dragon Quest já teve algumas versões em diferentes plataformas — Foto: Reprodução/Amazon

ASCII Keyboard Controller (R$ 240 - GameCube)

Lançado apenas no Japão o controle em formato de teclado do GameCube da ASCII foi projetado especificamente para jogar o game Phantasy Star Online: Episode 1 e 2 da Sega. O joystick é uma perfeita junção de controle de GameCube e teclado, com todos os botões e alavancas nas laterais e teclas no meio. Um detalhe que não fica aparente pela escala é que as teclas na verdade são bem pequenas, menores que as de um notebook.

Lançado apenas no Japão a escala do controle teclado do GameCube engana pois possuía teclas muito pequenas — Foto: Reprodução/Amazon Lançado apenas no Japão a escala do controle teclado do GameCube engana pois possuía teclas muito pequenas — Foto: Reprodução/Amazon

Lançado apenas no Japão a escala do controle teclado do GameCube engana pois possuía teclas muito pequenas — Foto: Reprodução/Amazon

Nintendo 64 Glove Controller (R$ 200 - Nintendo 64)

Em uma tentativa de relembrar os tempos do controle Power Glove do Nintendo 8 Bits, a fabricante Reality Quest criou um controle em formato de luva para o Nintendo 64 e PlayStation One. Talvez a maior surpresa é que o controle era considerado muito bom pelas análises da época. Apesar disso ele foi produzido em pequenas quantidades e hoje é um pouco raro. O analógico da luva ficava posicionado para o polegar do jogador e todos os outros botões ficam ao alcance dos dedos e apenas oferecia praticidade, sem o uso de sensores como na Power Glove.

O controle em formato de luva da Reality Quest foi bem recebido mas produzido em pequenas quantidades — Foto: Reprodução/PicClick O controle em formato de luva da Reality Quest foi bem recebido mas produzido em pequenas quantidades — Foto: Reprodução/PicClick

O controle em formato de luva da Reality Quest foi bem recebido mas produzido em pequenas quantidades — Foto: Reprodução/PicClick

Você ainda joga games retrô nos consoles? Comente no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo