Por Victor de Abreu, para o TechTudo


Em 2019, o Brasil não venceu torneios internacionais de jogos competitivos tradicionais, como Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) e DotA 2. Os brasileiros, no entanto, conseguiram surpreender em games novos, como Free Fire e TeamFight Tactics (TFT), o modo Auto Chess do League of Legends (LoL). Entre ascensão de equipes brasileiras, surpresas em territórios internacionais e até mesmo títulos mundiais, veja a seguir alguns fatos marcantes para o cenário brasileiro de esports neste ano.

Melhores do Ano TechTudo 2019: conheça os jogos vencedores

Melhores do Ano TechTudo 2019: conheça os jogos vencedores

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Kronos MVP da Free Fire World Cup 2019

Em abril, aconteceu o primeiro mundial de Free Fire, a Free Fire World Cup, que contou com duas representantes brasileiras: a GPS Veteranos e a Red Canids. Na ocasião, a equipe da EVOS Capital, vinda da Indonésia, se sagrou campeã do mundo. Porém, o Brasil não saiu de Bangkok, Tailândia, sem uma conquista. O brasileiro Ariano "Kronos" Ferreira, na época jogador da GPS Veteranos, conseguiu ter uma excelente atuação individual e levou o título de MVP da competição, premiação que vai para aquele que é considerado o melhor player de um torneio.

Kronos foi eleito o MVP do primeiro mundial de Free Fire — Foto: Divulgação/Leo Sang/BBL

Ascensão da FURIA Esports no CS:GO

Quando comparada às temporadas anteriores, 2019 não foi um dos melhores anos para a torcida brasileira no Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). A MIBR, maior potência do Brasil no cenário, teve um ano com um rendimento baixo e nenhum torneio conquistado. No entanto, a FURIA Esports, que era desconhecida no cenário internacional até 2018, teve uma ascensão nessa temporada e conseguiu ficar entre as melhores do mundo no ranking da HLTV. Entre seus maiores destaques, está o vice-campeonato na sétima temporada da ECS, o que garantiu uma premiação de US$ 100 mil (cerca de R$400 mil) para a equipe.

Brasileira FURIA se destacou no cenário de CS:GO em 2019 — Foto: Divulgação/Starladder

Brasil nos jogos de luta

O Brasil teve bons momentos em jogos de luta em 2019, como o título de Keoma Pacheco no Never Give Up 2019 e a classificação de Phael "Zenith" Maia para o mundial de Street Fighter V. Porém, um dos grandes destaques ficou com Renato "Didimokof" Martins em Samurai Shodown, durante a maior competição de jogos de luta do mundo, a Evolution Championship Series (EVO) 2019. Na história do torneio, nunca um brasileiro havia alcançado o Top 8, considerada a fase final. Didimikof conseguiu quebrar essa marca e colocou o país entre os melhores do mundo no game.

Didimokof foi o primeiro brasileiro a chegar ao Top 8 da EVO — Foto: Reprodução/Capcom Fighters

Outro brasileiro que fez bonito nos jogos de luta foi Leonardo "Leoxaves" Lima. Em novembro, aconteceu o Tekken Extreme Tournament (TXT) 2019, competição de Tekken 7 que foi sediada na cidade de Buenos Aires, Argentina, e era válida pelo Tekken World Tour. Marcando presença, estavam fortes nomes como os sul-coreanos Sang-hyun "Jeondding" Jeon e Jinwoo "Saint" Choi e o peruano Abel "Abel del Maestro" Segovia. Mesmo contra oponentes difíceis, Leoxaves fez uma excelente campanha com a personagem Zafina e levou o título para casa.

Jschritte campeão do Twitch Rivals: TwitchCon TeamFight Tactics

O Brasil não conquistou títulos internacionais em League of Legends (LoL), mas com o TeamFight Tactics, modo Auto Chess do MOBA da Riot Games, foi bem diferente. Patrocinado pela Cloud9, Juan “jschritte” Passos, conhecido popularmente como "Judite", é um dos grandes nomes do país no TFT. Ele mostrou isso em sua participação no Twitch Rivals: TwitchCon TeamFight Tactics, torneio que aconteceu em setembro e reuniu jogadores profissionais e streamers famosos de TFT. Com uma campanha sólida, que começou na qualificatória aberta do torneio, o brasileiro chegou ao lobby final e conquistou o título.

Jschritte foi o campeão do Twitch Rivals: TwitchCon Teamfight Tactics — Foto: Divulgação/Twitch Esports

Título por equipes na PES League

No futebol virtual, o Brasil conseguiu um título mundial por equipes no PES. A competição em questão foi a PES League, que ocorreu no mês de junho. O campeão no individual foi o francês Walid “Usmakabyle” Teban. Já na competição em trios, o Brasil subiu no lugar mais alto do pódio. O eLigaSul Stars, esquadrão brasileiro formado por Guilherme "GuiFera" Fonseca, Wanderley "Alemão" Gomes e Ralph Monteiro, foi campeão do cooperativo após bater a equipe Wani. Com o resultado, o trio levou para casa a premiação de US$ 75 mil (cerca de R$ 300 mil).

GuiFera e seus companheiros foram campeões da PES League por equipes — Foto: Reprodução/ PES League

Corinthians campeão mundial de Free Fire

A temporada de 2019 do competitivo de Free Fire foi finalizada com outra edição da Free Fire World Series, mundial que reuniu as 12 melhores equipes do mundo em novembro no Parque Olímpico, Rio de Janeiro. Representando o Brasil, estavam o Corinthians, campeão da Free Fire Pro League Season 3, e a LOUD, vice-campeã. No final, o Timão seguiu com as boas atuações que teve na Pro League e conseguiu conquistar o título mundial do Battle Royale para o Brasil, para a alegria da torcida presente no Parque Olímpico e dos brasileiros que estavam entre os mais de 1 milhão espectadores no YouTube.

Corinthians foi campeão mundial de Free Fire — Foto: Divulgação/Garena

Mais do TechTudo