Sistemas operacionais

Por Ana Letícia Loubak, para o TechTudo


O Windows 7, um dos sistemas operacionais mais populares da Microsoft, está com os dias contados: em 14 de janeiro de 2020, chega ao fim o suporte para a plataforma. Lançado em 2009, o software ainda opera em 26,86% dos computadores no mundo, segundo dados da empresa NetMarketShare, mas deixará de receber atualizações do Windows Update e assistência técnica no ano que vem. A recomendação da Microsoft é fazer o upgrade para o mais novo sistema da empresa, o Windows 10.

O computador para de funcionar após o fim do suporte? Posso atualizar para o Windows 10 de graça? O que acontece se eu continuar usando o Windows 7? Para esclarecer as principais dúvidas dos usuários quanto ao fim do suporte, o TechTudo preparou, a seguir, uma lista com sete perguntas e respostas sobre o assunto.

Fim do suporte ao Windows 7: veja sete perguntas e respostas — Foto: Raquel Freire/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. O que significa o fim do suporte?

Com o fim do suporte, os computadores com Windows 7 deixarão de receber atualizações de segurança. Além disso, o atendimento ao cliente da Microsoft não estará mais disponível para fornecer suporte técnico ao sistema operacional. Outros serviços relacionados ao Windows 7 também serão descontinuados ao longo do tempo.

2. O computador para de funcionar após esse prazo?

Não. O suporte para o Windows 7 será descontinuado, mas o software continuará funcionando normalmente. No entanto, se você decidir permanecer usando o sistema após 14 de janeiro de 2020, deve estar ciente de que o computador ficará mais vulnerável a vírus e outras ameaças, já que as atualizações de segurança serão suspensas a partir desta data.

3. Como posso me preparar para a atualização?

Se você vai fazer o upgrade do Windows 7 para o Windows 10 no mesmo computador, o primeiro passo é fazer um backup de todos os seus arquivos. O sistema oferece uma ferramenta nativa bastante eficaz e fácil de usar, que permite criar uma cópia dos documentos pessoais e transferi-los para uma mídia externa, como um DVD, pen drive ou HD externo. Outra opção é salvar os arquivos em um serviço de nuvem. Existem diversas opções gratuitas, incluindo o OneDrive, que é integrado ao Windows.

Microsoft recomenda aos usuários que atualizem para o Windows 10 — Foto: Divulgação/Acer

Antes do update, também é válido fazer uma pesquisa sobre o funcionamento do Windows 10. Embora conte com uma interface simples e intuitiva, o sistema apresenta algumas diferenças e novidades em relação ao Windows 7. A principal delas é a Cortana, assistente pessoal da Microsoft. Com ela, o usuário pode usar a voz para executar ações como “desativar Wi-Fi”. É interessante se informar sobre as funções do sistema para aproveitar melhor todas as suas potencialidades. Outra dica que pode ajudar a facilitar a transição é deixar a aparência do Windows 10 mais parecida com o Windows 7.

4. Posso atualizar para o Windows 10 de graça?

Não. Para fazer a atualização é preciso comprar o Windows 10. Na loja oficial da Microsoft, os preços variam conforme a versão do software e vão de R$ 730 a R$ 1599. O sistema operacional também pode ser encontrado em e-commerces confiáveis por valores mais em conta.

5. É melhor atualizar o sistema ou comprar um novo computador?

Se o seu computador tiver mais de três anos, talvez seja mais vantajoso comprar um novo dispositivo. Isso porque os PCs criados originalmente com o Windows 7 funcionam com uma tecnologia de mais de uma década e podem não oferecer a melhor experiência ao usuário que migrar para o Windows 10. As máquinas novas, em contrapartida, são mais rápidas (devido às unidades SSD) e duráveis, com baterias de maior vida útil.

Além disso, é importante ressaltar que nem todos os computadores conseguem rodar o sistema mais recente da Microsoft. É necessário cumprir alguns requisitos mínimos, listados abaixo:

  • Processador de 1 gigahertz (GHz) ou um sistema em um chip (SoC);
  • 16 GB de espaço em disco rígido (HD) para um sistema operacional de 32 bits ou 32 GB para um de 64 bits;
  • 1 gigabyte (GB) de memória RAM para 32 bits ou 2 GB para 64 bits;
  • Placa gráfica DirectX 9 ou posterior com driver WDDM 1.0;
  • Monitor com resolução de 800x600.

6. Posso continuar com o Windows 7?

Quem quiser continuar utilizando o Windows 7 de forma segura precisará estar disposto a pagar pelas atualizações de software, do contrário o computador estará vulnerável a malwares e invasores. A Microsoft anunciou que fornecerá novos patches de segurança para o sistema até janeiro de 2023.

Os preços não foram divulgados oficialmente pela empresa, mas o portal ZDNet teve acesso aos valores, que começariam em US$ 25 (cerca de R$ 103, em conversão direta). A Microsoft confirmou apenas que os preços variam conforme a versão do Windows e vão aumentar ano após ano.

7. O fim do suporte ao Windows 7 afeta o Microsoft Office?

Depende da versão do pacote Office. Segundo a Microsoft, o uso do Office 365 em sistemas operacionais mais antigos e sem suporte pode causar problemas de desempenho com o passar do tempo. Isso porque o software é regido pela chamada política de ciclo de vida moderna, que exige que os usuários estejam em dia com os requisitos de manutenção e do sistema publicados para o produto ou serviço.

Fim do suporte ao Windows 7 afeta pacote Office — Foto: Divulgação/Microsoft

Portanto, se essa for a sua versão do Office, a recomendação da empresa é migrar para o Windows 10. As versões sem assinatura do programa, como o Office Home & Student ou o Office Home & Business, terão suporte completo.

Via Microsoft (1, 2 e 3) e ZDNet

Como saber quem hackeou o seu Facebook? Tire as suas dúvidas no Fórum do TechTudo.

Como saber se uma pessoa está online no WhatsApp Web

Como saber se uma pessoa está online no WhatsApp Web

Mais do TechTudo