Atletas

Por Bruna Telles, para o Techtudo


O ano de 2019 foi cercado de polêmicas na Twitch TV. A plataforma aplicou banimentos por motivos bizarros, como nudez, embriaguez e direção perigosa. Já o streamer Guy "Dr. Disrespect" Beahm foi punido por fazer uma live dentro de um banheiro público. Tyler "Ninja" Blevins e Michael "Shroud" Grzesiek movimentaram o cenário ao migraram para o Mixer, plataforma da Microsoft. Já Matthew "Dellor" Vaughan gerou preocupação na comunidade. Relembre, a seguir, cinco polêmicas que aconteceram na Twitch neste ano e seus desfechos.

Tom Black mostra cheat ao vivo

Momento onde "Tom Black" exibe, sem se preocupar, o cheat instalado em seu PC para usar numa partida de CS:GO — Foto: Reprodução/GuruGamer

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O streamer de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) conhecido por "Tom Black" foi banido para sempre em 12 de maio ao mostrar, por um breve momento, a tela de um programa de cheats que utilizava. Na ocasião, o streamer ativou durante a própria transmissão um wallhack - cheat que permite que o jogador veja os inimigos através de estruturas sólidas, similar ao modo espectador utilizado na transmissão de torneios. Além de infringir as regras de CS:GO pelo uso de cheats, o jogador também descumpriu os termos de serviço da Twitch pelo mesmo motivo.

Artifact vira "meme" e caso de justiça

"Why are you running?": uma das meme streams mais inusitadas de Artifact mostra clipe de filme nigeriano — Foto: Reprodução/Polygon

Artifact era considerado uma promessa dos esports, mas teve queda vertiginosa de players pouco após o lançamento. Foi então que em 25 de maio deste ano, streamers utilizaram a seção de Artifact para transmitir memes e conteúdos ilegais, como vídeos pornográficos, violentos e até filmes pirateados. O "caso Artifact" tomou grandes proporções. Além de banir os canais infratores, a Twitch abriu um processo judicial em junho deste ano por direitos autorais, quebra de contrato, fraude e uso ilegal da plataforma de streaming.

Dr. Disrespect é banido durante a E3 2019

Dr. Disrespect foi banido da Tiwtch após filmar banheiro da E3 2019 — Foto: Reprodução/Twitter Rod Breslau

Guy "Dr. Disrespect" Beahm é uma das figuras mais populares da Twitch, mas em 12 de junho deste ano ele foi banido da plataforma por um motivo bizarro: filmar dentro de um banheiro. O momento aconteceu durante a E3 2019. Além de infringir as regras da Twitch, a live também foi uma violação às leis do estado da Califórnia, EUA, onde aconteceu a feira de jogos. Como resultado, o canal do streamer ficou fora do ar até 25 de junho, e as streams foram retomadas em 8 de julho.

Ninja deixa a Twitch

A saída de Ninja da plataforma foi um dos grandes motivos de Fortnite ter perdido viewers — Foto: Divulgação/Ninja

Tyler "Ninja" Blevins surpreendeu o mundo quando, em 1 de agosto, anunciou que deixaria a Twitch e iria para o Mixer, plataforma de streaming da Microsoft. Mesmo fora da Twitch, Ninja não deixou de ser alvo de uma polêmica protagonizada pela própria plataforma. Depois da saída do streamer, o antigo canal de Ninja na Twitch foi usado promover outros conteúdos, incluindo um vídeo pornô, que apareceu em 11 de agosto. Além de remover o dito conteúdo, a Twitch deixou de promover outros canais no antigo canal de Ninja, e pediu desculpas ao streamer por meio do CEO Emmet Shear.

Dellor quebra teclado na cabeça após derrota em Apex Legends

Dellor interage com fãs em sua stream de retorno ao Youtube, após ser banido da Twitch — Foto: Reprodução/YouTube dellor

Em 1 de outubro, Matthew "Dellor" Vaughan quebrou o teclado na cabeça após perder uma partida de Apex Legends. Não demorou para o streamer ser banido em definitivo da Twitch, e sua reação nas redes sociais preocupou os fãs. Em um tweet, Dellor revelou que há meses lutava contra depressão, e dizia que "não queria mais viver neste mundo". Em outro post ele pediu desculpas e falou para o público "lembrar das risadas que tivemos juntos". Após ficar internado um tempo em estado estável, o streamer retomou a rotina de transmissões, mas agora em outra plataforma: o YouTube. Em sua primeira stream na plataforma, Dellor atingiu a marca de 20 mil espectadores, chegando a ser temporariamente o streamer mais assistido da plataforma.

Melhores do Ano TechTudo 2019: conheça os jogos vencedores

Melhores do Ano TechTudo 2019: conheça os jogos vencedores

Mais do TechTudo