Jogos de ação

Por Thaime Lopes, para o TechTudo


Fortnite, Battle Royale disponível para download no Xbox One, PS4, PC e Nintendo Switch, e em versão mobile para baixar em celulares Android e iPhone (iOS), é um dos jogos mais populares do mundo. Apesar disso, o título da Epic Games já foi banido em alguns países. Na maioria dos casos, os governos alegaram que o jogo é violento e teria um impacto negativo no comportamento de seus players, principalmente os mais jovens. Relembre, a seguir, quatro países que já proibiram sua população de jogar ou comercializar Fortnite.

Temática violenta do jogo é principal motivo para proibição — Foto: Divulgação/Epic Games Temática violenta do jogo é principal motivo para proibição — Foto: Divulgação/Epic Games

Temática violenta do jogo é principal motivo para proibição — Foto: Divulgação/Epic Games

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

China

Em dezembro de 2018 o governo chinês decidiu banir, entre outros jogos, o Fortnite. Segundo o comitê criado pelo país para avaliar a ética dos videogames, o motivo do banimento foi um conteúdo violento e vulgar. Outros jogos do gênero Battle Royale, como o PUBG e o Free Fire, foram banidos na mesma época na China. Até o momento, nenhum deles foi liberado novamente na região.

País asiático foi o primeiro a banir jogo — Foto: Divulgação/Epic Games País asiático foi o primeiro a banir jogo — Foto: Divulgação/Epic Games

País asiático foi o primeiro a banir jogo — Foto: Divulgação/Epic Games

Iraque

O parlamento iraquiano votou, em abril de 2019, para banir diversos jogos no país por eles terem supostas influências negativas nos jogadores, principalmente nos mais jovens. Além da impossibilidade de jogar Fortnite no país, o Iraque ainda baniu transações financeiras de jogos online, alegando que os mesmos têm efeito negativo na saúde, cultura e segurança da sociedade iraquiana.

Presença de armas em jogos preocupa governos conservadores — Foto: Divulgação/Epic Games Presença de armas em jogos preocupa governos conservadores — Foto: Divulgação/Epic Games

Presença de armas em jogos preocupa governos conservadores — Foto: Divulgação/Epic Games

Jordânia

O país vizinho do Iraque baniu jogos de Battle Royale como o Fortnite e PUBG em julho do ano passado, citando que a proibição deles era de interesse nacional. Segundo a Comissão de Regulamentação de Telecomunicação da Jordânia, eles receberam reclamações de cidadãos preocupados com a influência negativa dos jogos. Eles ainda mencionaram um estudo da Organização Mundial da Saúde que dizia que os games têm um impacto negativo no comportamento de crianças e podem levar ao vício.

Jordânia utilizou como argumento para proibição estudo da OMS — Foto: Divulgação/Epic Games Jordânia utilizou como argumento para proibição estudo da OMS — Foto: Divulgação/Epic Games

Jordânia utilizou como argumento para proibição estudo da OMS — Foto: Divulgação/Epic Games

Índia

Em março de 2019, alguns estados indianos baniram o PUBG por tempo indeterminado por alegarem que o jogo afetava a atividade de alunos. Logo após, o Fortnite ficou temporariamente fora do ar nas mesmas regiões devido à temática violenta, mas hoje o acesso ao Battle Royale da Epic Games já foi regularizado em todo o país, inclusive na região de Gujarat, onde jogadores de PUBG chegaram a ser presos por violarem a lei.

Apesar de estar liberado na Índia, acesso ao Fortnite chegou a ser limitado temporariamente — Foto: Divulgação/Epic Games Apesar de estar liberado na Índia, acesso ao Fortnite chegou a ser limitado temporariamente — Foto: Divulgação/Epic Games

Apesar de estar liberado na Índia, acesso ao Fortnite chegou a ser limitado temporariamente — Foto: Divulgação/Epic Games

Como montar um PC gamer com bom custo benefício? Veja dicas no Fórum do TechTudo

Como jogar Fortnite: 5 dicas para mandar bem no Battle Royale

Como jogar Fortnite: 5 dicas para mandar bem no Battle Royale

Mais do TechTudo