Jogos de aventura

Por Rafael Monteiro, para o TechTudo


Star Fox é uma série de jogos de batalhas espaciais da Nintendo que teve seu primeiro título lançado em 1993 no Super Nintendo. O game, desenvolvido pela Argonaut Games, surpreendeu em sua época por ser um dos primeiros com gráficos em 3D para consoles – característica possível graças a um chip especial para a plataforma, chamado Super FX, que vinha no interior do cartucho. Desde então, a franquia passou pela mão de diversos desenvolvedores, mudou bastante o seu visual e assumiu diferentes formas. Confira a evolução dos gráficos da série Star Fox ao longo dos anos.

Star Fox Zero do Nintendo Wii U é atualmente o ápice dos gráficos da franquia — Foto: Reprodução/The Verge

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Vale a pena fazer uma menção honrosa para Starlink: Battle for Atlas, da Ubisoft, que foi lançado em 2018 para Nintendo Switch, PlayStation 4 e Xbox One, chegando em 2019 para PC. O jogo ganhou ainda uma versão especial temática na opção para o console da Nintendo, incluindo um modelo físico da nave Arwing e uma figura do piloto principal Fox McCloud para usar no game. O personagem chegou, inclusive, com acesso a missões próprias, mas, como tecnicamente o título não faz parte da franquia Star Fox, então não será considerado na lista.

1. Star Fox (Super Nintendo/1993)

O primeiro título de Star Fox foi uma das maiores surpresas do Super Nintendo, trazendo gráficos 3D que acompanhavam um eletrizante game de nave sobre trilhos. O jogo também nos apresentou ao carismático elenco de animais antropomórficos: Fox McCloud, Falco Lombardi, Peppy Hare e Slippy Toad, que apareciam em pequenas janelas 2D para se comunicarem durante as batalhas.

O Star Fox original surpreendeu em sua época com gráficos 3D no Super Nintendo e uma jogabilidade viciante — Foto: Reprodução/VG247

A tecnologia na época ainda não era tão desenvolvida, e, por isso, os polígonos não possuíam texturas – havia apenas cores puras. Mesmo assim, o jogo criou visuais icônicos, como as naves Arwing e Great Fox, além de vários chefes famosos, como vilão Andross, um grande rosto em 3D.

2. Star Fox 2 (Super Nintendo)

Pouco após o lançamento de Star Fox, a Argonaut Games começou a preparar Star Fox 2. O desenvolvimento chegou bem longe, mas foi cancelado quando estava quase completo. A estrutura do game era bem diferente do primeiro, trazendo um certo aspecto de jogo de tabuleiro no qual as naves eram movidas em um mapa aéreo 2D e as batalhas 3D começavam quando eram encontrados inimigos nesse mapa.

Star Fox 2 avançou os visuais do primeiro jogo, mas foi cancelado para o Super Nintendo e só apareceu muitos anos depois — Foto: Reprodução/Nintendo Life

Uma das novidades gráficas que o jogo trazia era a possibilidade de explorar ambientes em 3D no interior de grandes naves inimigas quando a Arwing entrava no modo "Walker", transformando-se em um veículo bípede capaz de andar livremente. Star Fox 2 foi lançado completo apenas em 2017 como um game bônus no Super NES Classic Edition, e hoje está disponível também no Nintendo Switch.

3. Star Fox 64 (Nintendo 64/1995)

Após o fim da parceria com a Argonaut Games, a sequência oficial de Star Fox foi desenvolvida pela própria Nintendo, sendo planejada para o Nintendo 64, sucessor do Super Nintendo e o primeiro console da empresa voltado especificamente para games 3D. As naves antes sem textura ganharam detalhes, assim como o cenário e os inimigos.

O campo de batalha completamente em 3D permitiu momentos de combate livre, nos quais o jogador podia se mover para onde quisesse enquanto enfrentava inimigos. O mesmo conceito também permitiu a criação de um multiplayer competitivo para a série.

Star Fox 64 foi a primeira sequência oficial da série com bons gráficos no Nintendo 64 — Foto: Reprodução/Game Fabrique

4. Star Fox Adventures (GameCube/2002)

Um dos games mais diferentes da série, Star Fox Adventures começou como um jogo de aventura original chamado Dinosaur Planet, sem os personagens do universo de Star Fox. O título estava em desenvolvimento pela Rare, estúdio da Nintendo na época e que atualmente pertence à Microsoft. Por ser um jogo de aventura em terceira pessoa, não havia muitos trechos de nave – e eles não eram muito impressionantes em relação ao visual. Por outro lado, a raposa Fox McCloud recebeu pelos realistas graças a uma técnica chamada "Fur Shading", e a franquia ganhou uma quinta personagem permanente: Krystal.

Star Fox Adventures para o GameCube focou-se no visual do piloto Fox McCloud e tinha poucos trechos de nave — Foto: Reprodução/JeuxVideo

5. Star Fox Assault (GameCube/2005)

Outra companhia responsável por desenvolver um título da franquia foi a Bandai Namco, na época apenas Namco, por meio de uma parceria com a Nintendo. Diferente dos outros jogos da série, normalmente focados na nave em uma jornada sob trilhos, boa parte de Star Fox Assault era em arenas abertas, e o jogador podia entrar e sair da Arwing. Além disso, era possível jogar em terceira pessoa e até alternar para o tanque Landmaster. Apesar de alguns momentos interessantes, o game não chamou atenção pelos gráficos, mas o conceito de escala das arenas permitia lutar tanto a bordo de uma nave quanto a pé, algo bastante avançado para a época.

Star Fox Assault trazia fases nas quais era possível lutar com a Arwing, o tanque Landmaster e a pé no Nintendo GameCube — Foto: Reprodução/IMDB

6. Star Fox Command (Nintendo DS/2006)

O portátil Nintendo DS não era particularmente muito poderoso, e não trouxe uma grande evolução gráfica para a série. No entanto, Star Fox Command apresentou algumas mudanças artísticas que alteraram o visual dos personagens. Fox e seus amigos ficaram com um aspecto plastificado, como se fossem bonecos, e suas naves ganharam detalhes individuais, como penas e bico na nave de Falco ou maior largura no veículo de Slippy. O game também resgatava a jogabilidade de mapa e batalhas isoladas como em Star Fox 2.

Star Fox Command não era muito impressionante visualmente devido às limitações do Nintendo DS mas trouxe algumas direções artísticas interessantes — Foto: Reprodução/VG Museum, Wikipedia e Press the Buttons

7. Star Fox 64 3D (Nintendo 3DS/2011)

O remake de Star Fox 64 para o Nintendo 3DS veio por meio de Nintendo e Q-Games, melhorando modelos, texturas e efeitos do game original. O título não chega a ser uma evolução se comparado a Star Fox Assault, que exibia gráficos superiores, mas é o único Star Fox com visão 3D estereoscópica que permite perceber a profundidade dos objetos, algo possível graças à tela especial do Nintendo 3DS.

Star Fox 64 3D deixou o clássico game muito mais bonito no Nintendo 3DS mesmo sem superar os jogo da série que vieram antes dele — Foto: Reprodução/Minicastle

8. Star Fox Zero (Nintendo Wii U/2016)

O mais recente game da série é também seu ápice gráfico. Star Fox Zero chegou para Nintendo Wii U e reimaginou os eventos de Star Fox 64. O desenvolvimento do título foi feito pela Nintendo em parceria com a Platinum Games, conhecido por games como Bayonetta e Nier Automata. Além de trazer os visuais da franquia para a alta definição, o jogo apresentava os mais belos gráficos já presentes em Star Fox, além de várias novidades.

Além de trazer belos gráficos Star Fox Zero também oferecia múltiplas formas de vê-los com o Game Pad do Nintendo Wii U — Foto: Reprodução/StarFox Online

O jogo trazia seções com o veículo Walker, de Star Fox 2, que assemelhavam-se a arenas, como aquelas presentes em Star Fox Assault, além de uma variedade de veículos – ainda que Fox não saísse da nave. A jogabilidade em si trazia um sistema assimétrico com o controle do Wii U, no qual o jogador podia usar o controle em formato de tablet como uma forma de enxergar mais detalhes do que na TV, uma experiência única em duas telas.

Usuários que compraram a primeira edição do game receberam também um jogo menor chamado Star Fox Guard, um minigame no estilo "Tower Defense" com Slippy e seu tio. Posteriormente, o jogo foi oferecido por meio da loja digital da Nintendo.

E3 2015: testamos o Star Fox Zero

E3 2015: testamos o Star Fox Zero

Mais do TechTudo