Por Leandro Eduardo, para o TechTudo


Ricardo “Piuzinho” Henrique é uma das personalidades mais conhecidas do Free Fire. O influenciador da paiN Gaming é dono de um canal no YouTube com mais de 7 milhões de inscritos e é seguido por 1,4 milhão de pessoas no Instagram. O jovem de 23 anos de idade se popularizou no cenário gamer por produzir lives de Free Fire com dicas de jogabilidade em tom humorístico. Mas, antes do Battle Royale da Garena, Piuzinho ingressou nos gamers por meio do Tanki online. Confira, a seguir, cinco curiosidades sobre Piuzinho, streamer de Free Fire.

Piuzinho, uma das personalidades mais conhecidas do Free Fire, é influenciador da paiN Gaming — Foto: Reprodução/paiN Gaming Piuzinho, uma das personalidades mais conhecidas do Free Fire, é influenciador da paiN Gaming — Foto: Reprodução/paiN Gaming

Piuzinho, uma das personalidades mais conhecidas do Free Fire, é influenciador da paiN Gaming — Foto: Reprodução/paiN Gaming

Origem do nome “Piuzinho”

Natural de Belo Horizonte, Piuzinho é o nickname de Ricardo Henrique Ferreira Baia. O jovem, que ainda não fez faculdade, mas tinha vontade de cursar Educação Física, não sabe ao certo como surgiu o nome Piuzinho, mas acredita que seja por sua baixa estatura. Piu gostou tanto do nome que usa em várias redes sociais, como Instagram, Facebook e no próprio Youtube.

Ricardo Henrique acredita que a origem do nome Piuzinho se deu por sua baixa estatura — Foto: Reprodução/Instagram Ricardo Henrique acredita que a origem do nome Piuzinho se deu por sua baixa estatura — Foto: Reprodução/Instagram

Ricardo Henrique acredita que a origem do nome Piuzinho se deu por sua baixa estatura — Foto: Reprodução/Instagram

Primeiro vídeo

A entrada de Piuzinho no YouTube em maio de 2015 foi marcada pela publicação de um vlog no qual ele comia macarrão instantâneo na pia de sua residência. O vídeo recebeu apenas 18 likes e o canal tinha 1000 inscritos. No especial de 3 milhões do seu canal, Piuzinho relembrou que o vídeo não teve aprovação de seu pai e que, posteriormente, desistiu da gravação de vlogs. Hoje, não é possível encontrar o vídeo em questão no catálogo do canal.

O primeiro vídeo do canal do Piuzinho foi um vlog comendo macarrão instatâneo na pia de casa — Foto: Reprodução/Leandro Eduardo O primeiro vídeo do canal do Piuzinho foi um vlog comendo macarrão instatâneo na pia de casa — Foto: Reprodução/Leandro Eduardo

O primeiro vídeo do canal do Piuzinho foi um vlog comendo macarrão instatâneo na pia de casa — Foto: Reprodução/Leandro Eduardo

Tanki Online

A entrada de Piuzinho no cenário gamer foi por meio da gravação de gameplays de Tanki Online, MMO gratuito com batalhas de jogador contra jogador. Na época, ele produziu mais de 200 vídeos sobre o game e colecionou mais de 50 mil inscritos no canal. No entanto, Piuzinho desanimou das gameplays após a entrada de novos moderadores no jogo em meados de 2017, que bloqueavam sua conta sem motivo aparente. Devido ao seu desempenho no game, Piuzinho também ficou conhecido como “Rei do Tanki”.

Tanki Online foi o primeiro jogo que Piuzinho gravou gameplay — Foto: Reprodução/Tanki Online Tanki Online foi o primeiro jogo que Piuzinho gravou gameplay — Foto: Reprodução/Tanki Online

Tanki Online foi o primeiro jogo que Piuzinho gravou gameplay — Foto: Reprodução/Tanki Online

Vendedor de coxinhas

Depois de anos morando com sua avó, Piuzinho decidiu ir embora. No entanto, na cidade que passou a residir, Ricardo Henrique buscava, mas não encontrava vagas de emprego. Então, decidiu vender coxinhas pelas ruas. Como vendedor de salgado, Piuzinho trabalhava 12 horas para, muitas vezes, ganhar R$ 5. Em alguns dias, a rotina começava às 5 da manhã.

Antes de ser produtor de vídeo e streamer, Piuzinho já vendeu salgados na rua  — Foto: Reprodução/Instagram Antes de ser produtor de vídeo e streamer, Piuzinho já vendeu salgados na rua  — Foto: Reprodução/Instagram

Antes de ser produtor de vídeo e streamer, Piuzinho já vendeu salgados na rua — Foto: Reprodução/Instagram

Seu primeiro vídeo de Free Fire postado no canal de um amigo

O primeiro vídeo de Free Fire de Piuzinho não foi publicado em seu canal no YouTube. Por achar que os inscritos não se interessariam e, provavelmente, não teria visualizações, Piuzinho pediu que o amigo Chin (um dos pioneiros no cenário) publicasse a gameplay em seu canal. E assim Chin fez, e ainda pediu que seus inscritos passassem a seguir o canal de Piuzinho. Após um mês, o canal atingiu 100 mil inscritos.

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Via FF Pro League, YouTube (1, 2) e Instagram

Mais do TechTudo