Produtividade

Por Rodrigo Fernandes, para o TechTudo


O Google Imagens possui alguns recursos pouco conhecidos dos usuários e que podem ser úteis durante a utilização da ferramenta. O serviço de pesquisas do Google permite que o usuário use filtros para encontrar a melhor foto, remove imagens impróprias dos resultados e pode reconhecer comandos utilizados na pesquisa por links para otimizar a busca. A plataforma também possui um fato curioso sobre o seu lançamento: a cantora Jennifer Lopez está diretamente ligada à criação do serviço. Confira, a seguir, sete curiosidades sobre o Google Imagens.

Brincadeiras do Google: veja 7 truques e jogos escondidos no buscador

Brincadeiras do Google: veja 7 truques e jogos escondidos no buscador

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. J-Lo motivou a criação do Google Imagens

O Google Imagens foi criado em 2001, três anos depois da fundação do Google, e o motivo foi bastante curioso. Após a cantora Jennifer Lopez surgir usando um vestido Versace na premiação do Grammy em 2000, os fãs da artista passaram a buscar pelas fotos da peça no Google, em uma época em que o motor ainda não possuía uma seção dedicada somente a imagens, e os resultados apontavam apenas para links com textos.

O então CEO do Google, Eric Schmidt, revelou que o vestido alcançou o topo das pesquisas na noite da premiação e no dia seguinte, e eles precisavam atualizar a plataforma para atender a essas buscas. Após o surgimento dessa demanda, os engenheiros trabalharam para desenvolver o Google Imagens, que foi lançado no ano seguinte.

Jennifer Lopez no Grammy de 2000, usando vestido que motivou a criação do Google Images — Foto: Reprodução/Getty Images Jennifer Lopez no Grammy de 2000, usando vestido que motivou a criação do Google Images — Foto: Reprodução/Getty Images

Jennifer Lopez no Grammy de 2000, usando vestido que motivou a criação do Google Images — Foto: Reprodução/Getty Images

Recentemente, Jennifer Lopez usou uma nova versão do vestido, que ficou conhecido como Jungle Dress, durante o desfile da Versace na Semana de Moda de Milão. Celebrando os 20 anos do inusitado acontecimento, o Google também participou do evento, decorando o espaço com o aplicativo de pintura em realidade virtual Tilt Brush. Em outra ocasião, a Gigante de Buscas respondeu a um vídeo de J-Lo no Twitter com um cartão de visitas que credita a cantora como “Diretora de Inspiração” do Google Imagens.

2. É possível fazer uma busca reversa com uma foto

O serviço de pesquisa reversa, criado em 2011, permite que os usuários usem uma imagem para encontrar outras fotos parecidas. Para isso, basta arrastar uma imagem para o campo de pesquisa do motor de busca para que o sistema encontre fotos semelhantes, sites que contêm aquela imagem ou ela própria em outros tamanhos disponíveis. Também é possível fazer essa pesquisa usando a URL de uma imagem ou enviando um arquivo armazenado no computador.

3. Filtros para busca avançada de imagens

O Google Imagens permite que o usuário utilize filtros para refinar a pesquisa de fotos. Acessando a aba “Ferramentas”, é possível procurar por imagens de um determinado tamanho, cor, tipo e horário de publicação. Os resultados são atualizados imediatamente após a escolha das opções e surgem na mesma tela de busca.

Pesquisa avançada do Google Imagens tem vários filtros para refinar a pesquisa — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes Pesquisa avançada do Google Imagens tem vários filtros para refinar a pesquisa — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes

Pesquisa avançada do Google Imagens tem vários filtros para refinar a pesquisa — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes

Além dessa alternativa, a seção de “Pesquisa avançada”, também disponível no menu superior, mas escondida no botão de “Configurações”, oferece outras possibilidades de refinamento, desta vez, mais detalhadas. O usuário pode determinar as palavras, frases e expressões exatas da busca, escolher a proporção da imagem, a região onde foi publicada e o site onde está hospedada.

4. Comandos do Google também funcionam no Imagens

O Google possui alguns comandos que tornam a pesquisa mais fácil, como o ato de usar aspas para procurar um termo específico, por exemplo. Alguns desses códigos são bastante conhecidos, mas outros, igualmente úteis, são pouco utilizados nas buscas. Esses códigos também funcionam no Google Imagens, e podem tornar a pesquisa por fotos ainda mais fácil, exibindo resultados mais objetivos.

Experimente, por exemplo, digitar o termo “site:nome do site” para visualizar somente imagens publicadas naquela página. Ou ainda usar o comando “filetype:GIF” para buscar resultados neste único formato de arquivo.

Google Imagens responde a comandos de pesquisa do Google — Foto: Reprodução/Google Google Imagens responde a comandos de pesquisa do Google — Foto: Reprodução/Google

Google Imagens responde a comandos de pesquisa do Google — Foto: Reprodução/Google

5. Cuidados com os direitos autorais

Os arquivos encontrados no Google Imagens podem conter direitos autorais que proíbem a utilização e a reprodução sem liberação do autor. O buscador alerta os usuários de que o conteúdo do site é protegido, exibindo a frase "As imagens podem estar sujeitas a direitos autorais" embaixo de cada imagem. Além disso, é possível usar pesquisar imagens livres de direitos autorais por meio do botão “Direitos de uso”, localizado na seção de “Ferramentas”. O usuário poderá optar por visualizar fotos liberadas para reutilização ou modificação em fins comerciais, ou não.

Filtrando resultados de busca do Google — Foto: Reprodução/Helito Bijora Filtrando resultados de busca do Google — Foto: Reprodução/Helito Bijora

Filtrando resultados de busca do Google — Foto: Reprodução/Helito Bijora

Em 2018, o Google Imagens removeu um botão que facilitava o download de imagens para o computador, após reivindicações de fotógrafos e editores.

6. Filtro para evitar imagens impróprias

O Google Imagens conta com o recurso SafeSearch, ideal para ser usado no trabalho ou por crianças. A função permite ativar um filtro que remove conteúdos explícitos dos resultados encontrados, escondendo imagens pornográficas da tela, por exemplo. O Google explica que a medida é útil pois sempre exibe os resultados mais relevantes para a pesquisa do usuário, e entre esses itens podem estar imagens impróprias. O SafeSearch pode ser ativado no canto superior direito da tela do Google Imagens.

SafeSearch do Google também funciona na seção de Imagens — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes SafeSearch do Google também funciona na seção de Imagens — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes

SafeSearch do Google também funciona na seção de Imagens — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes

7. Integração com o Google Lens

Em 2019, o Google Imagens para celular ganhou integração com o Google Lens. Ao acionar o botão, o Google permite escanear as fotos encontradas no Google Imagens para que o Lens identifique objetos presentes nessas imagens. É reconhecer objetos como móveis, estampas de camisa, ou itens de decoração, por exemplo, para buscar mais informações sobre eles diretamente no Google, como um link para uma loja online onde o produto está à venda.

Google Lens pesquisa objetos dentro de fotos no Google Imagens — Foto: Divulgação/Google

Google Lens pesquisa objetos dentro de fotos no Google Imagens — Foto: Divulgação/Google

Qual o melhor aplicativo: Evernote ou Google Keep? Veja dicas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo