Sistemas operacionais

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


O Google liberou a primeira prévia para desenvolvedores do Android 11 nesta quarta-feira (19). A edição antecipa recursos e funcionalidades que devem aparecer na edição final do sistema operacional, como melhor controle de permissões a aplicativos, bolhas para mensageiros, performance aprimorada em redes 5G e mais.

A prévia pode ser instalada manualmente apenas em celulares da linha Pixel. Bastante direcionada a desenvolvedores, a edição não conta com mudanças perceptíveis na interface gráfica e apresenta alterações que impactam o funcionamento do sistema de forma mais discreta. Confira a seguir algumas das novidades mais perceptíveis e que podem afetar o cotidiano dos usuários do Android 11.

Android 10: cinco coisas que você precisa saber sobre a atualização

Android 10: cinco coisas que você precisa saber sobre a atualização

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Ativação do modo escuro em horários específicos

Android 11 poderá permitir que o usuário defina horários para que o celular alterne sozinho para o modo escuro — Foto: Paulo Alves/TechTudo Android 11 poderá permitir que o usuário defina horários para que o celular alterne sozinho para o modo escuro — Foto: Paulo Alves/TechTudo

Android 11 poderá permitir que o usuário defina horários para que o celular alterne sozinho para o modo escuro — Foto: Paulo Alves/TechTudo

O Android 10 já traz suporte à ativação do chamado modo escuro em toda a interface do sistema, mas o recurso funciona apenas de forma manual. A novidade introduzida na prévia do Android 11 é o suporte a um recurso de agendamento: quem preferir, pode configurar um horário para que o celular automaticamente alterne entre as interfaces escura e clara.

O recurso é simples e não chega a ser propriamente inédito, já que marcas como a Samsung criaram por conta própria métodos que permitem que o usuário defina horários de ativação e desativação da interface escura em modelos com Android 10.

2. Silenciar notificações durante gravação de vídeos

Usuário poderá bloquear notificações enquanto usa o app de câmera — Foto: Aline Batista/TechTudo Usuário poderá bloquear notificações enquanto usa o app de câmera — Foto: Aline Batista/TechTudo

Usuário poderá bloquear notificações enquanto usa o app de câmera — Foto: Aline Batista/TechTudo

Outra novidade do Android 11 é a possibilidade de impedir que aplicativos interrompam a gravação de vídeos com notificações que fazem o celular produzir sons e vibrar. A princípio, essa nova capacidade fará parte das configurações do app de câmera e poderá ser ativada pelo usuário. Com o recurso ligado, a câmera irá impedir que outros aplicativos emitam notificações e prejudiquem a realização de um vídeo ou o clique de uma foto.

3. Novos recursos para conversas

Bloco "Conversations" ("Conversas", em tradução livre) permite interagir com contatos sem precisar abrir apps — Foto: Reprodução/9to5Google Bloco "Conversations" ("Conversas", em tradução livre) permite interagir com contatos sem precisar abrir apps — Foto: Reprodução/9to5Google

Bloco "Conversations" ("Conversas", em tradução livre) permite interagir com contatos sem precisar abrir apps — Foto: Reprodução/9to5Google

A prévia do Android 11 vem com uma série de novidades relacionadas a aplicativos de mensagens. Uma das mudanças mais significativas é a capacidade de responder mensagens diretamente pelas notificações, que passam a contar com uma área dedicada chamada de "Conversations". Com a novidade, se torna possível manter conversas e responder a contatos de apps diferentes por meio da área de notificações, sem nunca precisar abrir os respectivos aplicativos.

O recurso também permite o envio de imagens e vídeos pela estrutura: dessa forma, torna-se possível enviar uma captura de tela ou uma fotografia para o contato direto pela notificação, sem precisa acessar o app. Para funcionar, o aplicativo de conversas em questão precisa suportar o copiar e colar imagens.

Outra novidade são as bolhas para todos os apps de conversa. De forma similar ao Messenger do Facebook, aplicativos como WhatsApp e Telegram poderão tirar proveito da bolha flutuante sobre a tela para tornar o acesso a conversas mais prático.

4. Restrições de acesso ao armazenamento

Apps instalados no celular passam a ter acesso apenas a seus respectivos diretórios — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Apps instalados no celular passam a ter acesso apenas a seus respectivos diretórios — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Apps instalados no celular passam a ter acesso apenas a seus respectivos diretórios — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Outra funcionalidade que estreia na prévia e que encontra paralelo no iOS da Apple, é um recurso que faz com que apps instalados no smartphone não sejam capazes de “enxergar” a estrutura de diretórios do sistema. A medida tem relação com segurança e privacidade, mas também deve facilitar o controle do espaço interno para dados, já que os aplicativos passam a ser capazes de apenas acessar suas pastas próprias.

5. Autorizar permissões apenas uma vez

Usuário poderá conceder permissões a recursos como localização que são automaticamente revogadas com o fechamento do app — Foto: Divulgação/Google Usuário poderá conceder permissões a recursos como localização que são automaticamente revogadas com o fechamento do app — Foto: Divulgação/Google

Usuário poderá conceder permissões a recursos como localização que são automaticamente revogadas com o fechamento do app — Foto: Divulgação/Google

O controle granular das permissões de acesso a recursos do celular por parte de apps ganhará ainda mais um nível de controle. A partir do Android 11, o usuário poderá definir algumas permissões, como acesso à câmera e localização por GPS, apenas durante o uso do app naquela vez específica.

Nesse modelo, as permissões são revogadas assim que você deixa de usar o aplicativo. Caso retorne ao app num outro momento, terá de permitir novamente o acesso a esses recursos. A ideia é fortalecer o controle a acesso a ferramentas que podem acabar comprometendo a privacidade do usuário, como câmera, microfone e geolocalização. A contrapartida é a necessidade de reativar manualmente as permissões sempre que usar os apps afetados.

6. Gravação nativa de tela

Android 11 terá recurso nativo para gravação de tela — Foto: Reprodução/9to5Google Android 11 terá recurso nativo para gravação de tela — Foto: Reprodução/9to5Google

Android 11 terá recurso nativo para gravação de tela — Foto: Reprodução/9to5Google

As versões customizadas do Android de alguns fabricantes já oferecem um recurso parecido de gravação de tela. No entanto, a função ganha suporte nativo na prévia liberada pelo Google. O recurso ficará disponível na bandeja de configurações rápidas do sistema, com um botão que inicia a gravação e que também permite interrompê-la.

Quando a gravação é encerrada, um arquivo de vídeo MP4 é gerado pelo celular. Assim como numa captura estática de tela, o usuário pode visualizar o resultado final imediatamente, ou então compartilhar o arquivo.

Via Android Developers, 9to5Google (1 e 2), Android Authority, The Verge, Android Police (1 e 2)

Como fazer downgrade do Android no Galaxy S9 Plus? Tire dúvidas no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo