Por Rafael Monteiro, para o TechTudo


A franquia do Super Mario Bros ficou mundialmente famosa com os jogos da Nintendo. Alguns dos games com o encanador, que fazem sucesso nos consoles da fabricante desde os anos 80, também podem ser jogados no PC. Veja, a seguir, oito games com o personagem que foram sucesso nas últimas gerações e podem ser jogados de graça no computador nos dias de hoje. Os games estão disponíveis no site Internet Archive (http://www.archive.org), portal conhecido por armazenar e catalogar conteúdos da história da Internet.

Mario teve alguns jogos lançados para PC, especialmente educativos — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro Mario teve alguns jogos lançados para PC, especialmente educativos — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Mario teve alguns jogos lançados para PC, especialmente educativos — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Donkey Kong (1983)

A conversão de Donkey Kong para PCs não foi das melhores, mas ainda traz o game clássico — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro A conversão de Donkey Kong para PCs não foi das melhores, mas ainda traz o game clássico — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

A conversão de Donkey Kong para PCs não foi das melhores, mas ainda traz o game clássico — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Baseado no fliperama de 1981, este foi o primeiro game a estrelar o personagem Super Mario, na época ainda chamado apenas de Jumpman. Outro personagem famoso da Nintendo, Donkey Kong, é quem enfrenta o encanador. Mesmo dois anos após o sucesso do game para fliperama, a conversão para PC desenvolvida pela Atari ainda era bem rudimentar, com uma jogabilidade limitada em que Mario não parava seus movimentos após começá-los. Apesar de muito antigo, a gameplay vale a pena pela nostalgia.

Mario is Missing (1992)

Mario is Missing foi a primeira grande aventura solo de Luigi, e nos PCs o game funciona bem — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro Mario is Missing foi a primeira grande aventura solo de Luigi, e nos PCs o game funciona bem — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Mario is Missing foi a primeira grande aventura solo de Luigi, e nos PCs o game funciona bem — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

A Nintendo se uniu com a Software Toolworks para criar dois jogos educativos baseados no universo do encanador: Mario is Missing e Mario's Time Machine. O primeiro deles ficou conhecido por ser a primeira aventura solo de Luigi, que sai em busca de seu irmão desaparecido. Nele, o vilão Bowser e seus Koopas, personagens que fazem seu trabalho sujo, roubaram vários objetos de diversas cidades diferentes e o jogador precisa recuperá-los e levá-los de volta para o lugar certo. Além do PC e dos consoles da Nintendo, o jogo também foi lançado para Mac.

A versão para PC é mais refinada e tem bons gráficos com animações originais, enquanto a do Super Nintendo usava o mesmo visual de Super Mario World. Uma curiosidade é que o olhar fixo do personagem Luigi na versão do PC acabou por se tornar um meme, chamado de "Weegee", que interpreta seu olhar como algo assustador.

Mario's Time Machine (1993)

Mario's Time Machine é outro game educativo como Mario is Missing, porém com alguns minigames — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro Mario's Time Machine é outro game educativo como Mario is Missing, porém com alguns minigames — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Mario's Time Machine é outro game educativo como Mario is Missing, porém com alguns minigames — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

O segundo jogo da linha educacional da Software Toolworks ofereceu ao Mario a capacidade de viajar através das eras com a ajuda de uma máquina do tempo. Jogadores podem escolher qual período visitar e anos específicos, porém o game tem apenas algumas partes pré-programadas, nas quais é possível interagir com figuras históricas e devolver itens perdidos, semelhante à mecânica de Mario is Missing. Há também alguns minigames, como pegar ovos de pterodáctilo na era dos dinossauros ou surfar pelo mar em busca de cogumelos para poder realizar a viagem no tempo.

Mario Brothers VGA (1990)

Mario Brothers VGA é uma versão não oficial do clássico game dos arcades que funciona muito bem — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro Mario Brothers VGA é uma versão não oficial do clássico game dos arcades que funciona muito bem — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Mario Brothers VGA é uma versão não oficial do clássico game dos arcades que funciona muito bem — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

O fliperama original de Mario Bros. trazia o encanador contra tartarugas e outras criaturas nos esgotos ao lado de seu irmão Luigi. Sua jogabilidade, no entanto, não envolvia pular nas tartarugas, mas bater no chão embaixo delas quando passavam. Esta é uma conversão não oficial do clássico dos fliperamas para PC, que foi criada por um programador chamado Dave Sharpless. Seu trabalho nessa conversão o levou até a Apogee Software, que em 1996 se tornaria a 3D Realms, companhia de Duke Nukem 3D.

Electric Crayon 3.1 - Super Mario Bros & Friends - When I Grow Up (1992)

A versão de Super Mario Bros. do game Electric Crayon 3.1 traz divertidas imagens dos personagens em várias profissões — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro A versão de Super Mario Bros. do game Electric Crayon 3.1 traz divertidas imagens dos personagens em várias profissões — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

A versão de Super Mario Bros. do game Electric Crayon 3.1 traz divertidas imagens dos personagens em várias profissões — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

A Electric Crayon era uma marca de revistas de colorir que passou a expandir seus negócios também para os PCs nos anos 90. Este jogo educacional em parceria com a Nintendo traz os personagens do universo de Mario (e também Link de The Legend of Zelda) em diversas imagens para colorir nas quais os heróis interpretam variadas profissões. Cada imagem conta também com um texto explicativo sobre cada profissão, para crianças pensarem no que gostariam de ser quando crescessem. Inicialmente, o game tem apenas 16 cores, mas conta com uma função "Mix" para misturá-las e alcançar até 256 tons. O jogo é bastante divertido e educativo.

Mario & Luigi (2001)

Mario & Luigi é outro game não oficial de Mario para PC que faz um bom trabalho com o encanador. — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro Mario & Luigi é outro game não oficial de Mario para PC que faz um bom trabalho com o encanador. — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Mario & Luigi é outro game não oficial de Mario para PC que faz um bom trabalho com o encanador. — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Outro game não oficial de Mario que ficou bastante conhecido no PC foi Mario & Luigi de 2001, uma espécie de reimaginação do primeiro Super Mario Bros., com visual melhorado e alguns gráficos emprestados de Super Mario All-Stars do Super Nintendo. A jogabilidade tenta reproduzir o original com certas limitações e até diverte, além de trazer power-ups tradicionais como o Cogumelo e a Flor de Fogo. Mais tarde, a criadora do game Wiering Software o transformou em um jogo original chamado "Super Angelo".

Mario's Game Gallery (1995)

Os jogos de Mario's Game Gallery são divertidos até hoje e a coletânea traz ótima dublagem de Charles Martinet — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro Os jogos de Mario's Game Gallery são divertidos até hoje e a coletânea traz ótima dublagem de Charles Martinet — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Os jogos de Mario's Game Gallery são divertidos até hoje e a coletânea traz ótima dublagem de Charles Martinet — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Esta coletânea traz cinco jogos de cartas, dados e tabuleiro com Mario para computadores. Tratam-se de clássicos como Damas, À Pesca (Peixinho), Dominó, Gamão e Yacht (Yatzee ou General). Por serem jogos atemporais, o game ainda é divertido até hoje. O grande destaque, no entanto, é que este título marcou a estreia de Charles Martinet como a conhecida voz oficial de Mario, função que desempenha até hoje. O encanador tem falas que explicam os jogos, comentam suas jogadas e até faz piadas quando o usuário demora.

Dangerous Dave in Copyright Infringement (1990)

Os criadores de Doom tentaram fazer sua própria versão de Super Mario Bros. 3 no PC, mas a Nintendo recusou — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro Os criadores de Doom tentaram fazer sua própria versão de Super Mario Bros. 3 no PC, mas a Nintendo recusou — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Os criadores de Doom tentaram fazer sua própria versão de Super Mario Bros. 3 no PC, mas a Nintendo recusou — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

Este é um protótipo de Super Mario Bros. 3 criado por ninguém menos que John Carmack, cofundador da id Software, conhecido por clássicos como Wolfenstein 3D e Doom. Na época os computadores não eram capazes de gerar telas contínuas com scrolling, como os games de Mario no Nintendo 8 Bits, então Carmack programou um protótipo de Super Mario Bros. 3 com essa capacidade. Junto com John Romero, outro cofundador da id Software, eles apresentaram o projeto à Nintendo, que acabou por recusá-lo.

Esta demo nunca lançada traz o mesmo protótipo que John Carmack apresentou à Nintendo, com o personagem Dangerous Dave de Romero no lugar do encanador, além do nome cômico Dangerous Dave in Copyright Infringement (Dangerous Dave em Infração do Direito de Cópia). Essa tecnologia desenvolvida por Carmack o levou à criação do game Commander Keen in Invasion of the Vorticons e ao nascimento da id Software.

Cinco jogos que marcaram os anos 90

Cinco jogos que marcaram os anos 90

Mais do TechTudo