Redes sociais

Por Ana Letícia Loubak, para o TechTudo


Raya, Luxy, MillionaireMatch e The League são aplicativos de relacionamento voltados para pessoas com alto poder aquisitivo. Com diferentes graus de exclusividade, esses apps podem cobrar mensalidades astronômicas e até mesmo exigir "comprovação de beleza". Ainda assim, nenhum desses pré-requisitos parece ser um problema para celebridades de Hollywood e executivos com contas bancárias de mais de seis dígitos, já que as ferramentas têm ganhado cada vez mais adeptos. O TechTudo preparou uma lista com detalhes sobre os quatro aplicativos. Entenda como eles funcionam, quais recursos oferecem e os critérios necessários para participar da comunidade de membros.

Quatro apps de relacionamento exclusivos para pessoas ricas — Foto: Luciana Maline/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Veja também: o que é e como funciona o Tinder

O que é e como funciona o Tinder

O que é e como funciona o Tinder

1. Raya

"Tinder dos famosos"? Raya é moda entre celebridades, executivos milionários e pessoas com profissões criativas — Foto: Divulgação/Raya

Conhecido como "Tinder dos famosos", o Raya é um aplicativo de relacionamento mais exclusivo, voltado para celebridades, executivos milionários e pessoas com profissões criativas. Ben Affleck, Channing Tatum, e Bruna Marquezine estão entre as personalidades que já foram flagradas por lá.

O funcionamento da plataforma, disponível apenas para iPhone (iOS), é parecido com o de seus concorrentes mais populares: para iniciar uma conversa, é preciso que o like seja mútuo. Por outro lado, entrar na comunidade do Raya não é tão simples assim. Os usuários devem cumprir uma série de critérios, como ter influência no Instagram e passar pela aprovação de um comitê secreto que mede o seu "grau de beleza".

Quem passar por essas etapas precisará, ainda, contratar um plano de assinatura — o Raya não divulgou os valores dos pacotes. E tem mais: quem tirar print da tela e publicar a imagem na Internet poderá ser expulso do aplicativo. Além de preservar a privacidade dos membros, a medida ajuda o Raya a manter essa "aura de mistério".

2. Luxy

Luxy, o tinder para milionários, pode custar até U$ 239 — Foto: Reprodução/Luxy

Disponível para celulares Android e iPhone (iOS), o aplicativo de encontros Luxy promete conectar usuários considerados atraentes e bem sucedidos. Diferente do Raya, a plataforma é aberta a qualquer um que queira se inscrever. O app afirma, no entanto, que verifica a autenticidade das contas para "garantir a qualidade dos usuários".

Além das informações tradicionais, como hobbies, gostos pessoais e interesses, o Luxy permite que você escolha o par ideal pelas marcas de luxo favoritas e pelo valor do salário, dados que ficam visíveis no perfil. Assim como no Tinder, é possível recusar ou aceitar usuários tocando em "pass" ou "like", respectivamente.

Segundo dados divulgados pelo Luxy, 15,3% dos usuários ganham mais de US$ 350 mil (cerca de R$ 1,5 milhão, em conversão direta) e 17,6% têm uma renda que ultrapassa US$ 250 mil (cerca de R$ 1,1 milhão, em conversão direta). Uma parcela menor (3,3%) seria dona de salários superiores a US$ 750 mil (cerca de R$ 3,2 milhões, em conversão direta).

3. MillionaireMatch

MillionaireMatch: aplicativo de relacionamento une casais milionários — Foto: Divulgação/MillionaireMatch

Como o próprio nome sugere, o MillionaireMatch é um aplicativo de relacionamento feito para unir casais milionários. Segundo os desenvolvedores, a comunidade de membros inclui CEOs, atletas, médicos, investidores, empresários e celebridades de Hollywood.

A dinâmica de funcionamento do MillionaireMatch se assemelha bastante à do Tinder: para demonstrar interesse, basta deslizar para a direita. Por outro lado, se a pessoa não for atraente, é só arrastar para a esquerda. Entre os recursos que se destacam dos concorrentes mais populares estão um "conselheiro amoroso" e a seção "Connections", que permite verificar os visitantes do perfil.

Versão para celulares do site de mesmo nome, o MillionaireMatch está disponível para dispositivos Android e iPhone (iOS), mas não funciona no Brasil. Apesar de ser gratuito, o app oferece conteúdos premium. Para ter acesso aos recursos especiais, é preciso contratar um plano de assinatura. Os valores vão de US$ 70.99 a impressionantes US$ 300.99 (cerca de R$ 312 a R$ 1.322, em conversão direta).

4. The League

The League é aplicativo de relacionamento para pessoas ricas e inteligentes — Foto: Divulgação/The League

The League é um aplicativo de namoro criado especialmente para pessoas de sucesso que valorizam características como ambição e inteligência. Grande parte dos usuários são profissionais dos mercados financeiro e de tecnologia. Seja em qual área for, o segredo para fazer parte dessa liga premium é ser bem-sucedido no que faz.

Ao se cadastrar no League, os usuários precisam informar o perfil do LinkedIn. Isso porque é a partir da rede social corporativa que o comitê de avaliadores do app examinará fatores como formação, competências e experiência profissional, além de extrair dados pessoais. Quem passar por essa triagem já pode se considerar um membro do League.

Em termos de recursos, a plataforma é a que mais se destaca. Os usuários podem criar grupos de discussão, buscar por eventos exclusivos e contar com a ajuda de um conselheiro particular, que oferece recomendações de lugares para jantar, por exemplo.

É possível baixar o The League gratuitamente nas lojas Google Play e App Store. No entanto, usuários da modalidade gratuita têm direito apenas a três sugestões de potenciais matches por dia. Para ter acesso a mais perfis e expandir as possibilidades de encontros, é preciso assinar um plano premium. Segundo o site Vida Select, os valores vão de US$ 29 a astronômicos US$ 999 (cerca de R$ 127 a R$ 4.385, em conversão direta). O app não está disponível no Brasil.

Não recebe mais as mensagens do Tinder? Veja como resolver no Fórum do TechTudo

O que é e como funciona o Tinder

O que é e como funciona o Tinder

Mais do TechTudo