Campeonatos

Por Gustavo Lima de Almeida, para o TechTudo


O Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) é o principal torneio de LoL do Brasil. Além de promover disputas entres grandes times, o torneio também já foi palco de conflitos entre jogadores. Seja como uma "alfinetada" amigável entre rivais ou comentários carregados de mágoas, as chamadas "farpas" fazem parte do cenário competitivo. Relembre, a seguir, provocações que marcaram o cenário brasileiro do jogo da Riot Games.

CBloL é o principal campeonato de League of Legends do país — Foto: Divulgação/Riot Games CBloL é o principal campeonato de League of Legends do país — Foto: Divulgação/Riot Games

CBloL é o principal campeonato de League of Legends do país — Foto: Divulgação/Riot Games

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

"Você não sabe jogar de Katarina!"

Uma das farpas mais famosas do cenário aconteceu durante as Semifinais do 1º split do CBLoL 2017. paiN Gaming e Red Canids se enfrentavam em uma melhor de cinco (MD5). No terceiro jogo, durante uma tentativa de barão pela Matilha, o jogador da paiN Gabriel "Kami" Bohm tentou contestar e fez uma jogada de Katarina que deu errado e rendeu a vitória da luta para Red. Felipe "YoDa" Noronha, que é famoso pela sua maestria com a campeã e jogava pela Red, gritou para seu adversário: "Kami, você não sabe jogar de Katarina!", e arrancou risos de todos os jogadores. O jargão se tornou famoso e a Red venceu a série e eventualmente a final contra a Vivo Keyd.

Conhecido por seu jeito brincalhão em streams, Yoda não perdeu a chance de zoar seu oponente — Foto: Divulgação/Riot Games Conhecido por seu jeito brincalhão em streams, Yoda não perdeu a chance de zoar seu oponente — Foto: Divulgação/Riot Games

Conhecido por seu jeito brincalhão em streams, Yoda não perdeu a chance de zoar seu oponente — Foto: Divulgação/Riot Games

"Macacos me mordam"

Micael "micaO" Rodrigues nunca foi um jogador muito conhecido por farpadas: ele é considerado um player tranquilo e que não costuma provocar seus oponentes. No entanto, no 2º split do CBLoL 2018, o atirador que defendia a Vivo Keyd na época decidiu farpar seus oponentes da Ilha da Macacada, atual FURIA Uppercut. "Amanhã é o dia em que a banana vai engolir o macaco", postou em seu Twitter. Seu companheiro de equipe Gabriel "Revolta" Hanud logo respondeu e disse que micaO tinha ativado a maldição do trash talk (algo como provocar adversários para tirar sua concentração).

Revolta ainda avisou que a derrota do time seria por culpa desta farpada — Foto: Reprodução/Twitter Revolta ainda avisou que a derrota do time seria por culpa desta farpada — Foto: Reprodução/Twitter

Revolta ainda avisou que a derrota do time seria por culpa desta farpada — Foto: Reprodução/Twitter

Aparentemente a maldição foi real. A Vivo Keyd perdeu de 2-1 contra a IDM e, como resposta, micaO manteve seu o bom humor e tweetou a mensagem "macacos me mordam". Ambos os times acabaram se classificando para os playoffs, quando a Keyd venceu a MD5 contra a IDM e se classificou para a próxima parte da escalada. Depois o time perdeu para a CNB.

"Ele é insignificante, nem me lembro"

O quadro "Pro vs Pro", da Riot, foi feito com o intuito de gerar competitividade antes dos confrontos. A edição da final do 2º split do CBLoL de 2017 foi protagonizada por paiN Gaming e Team oNe. Durante a troca de farpas, o jogador da Team oNe Alanderson "4lan" Meireles questionou o player da paiN Matheus "Mylon" Borges se um dia ele esperava disputar a final contra alguém que ele chamou de horrível no passado. Mylon, que é conhecido por ser um jogador afiado respondeu: "Chamei? Pra ele ver o quão insignificante ele é, eu nem me lembro".

Mylon teve uma resposta rápida, curta e grossa para a provocação do seu oponente — Foto: Reprodução/LoL eSports BR Mylon teve uma resposta rápida, curta e grossa para a provocação do seu oponente — Foto: Reprodução/LoL eSports BR

Mylon teve uma resposta rápida, curta e grossa para a provocação do seu oponente — Foto: Reprodução/LoL eSports BR

A farpa pode ter sido profunda, mas a Team oNe não se amedrontrou e conseguiu vencer a MD5 contra a Pain Gaming por 3-1, desbancando os favoritos e ganhando a vaga para representar o Brasil no Mundial de LoL. Entretanto, a Team oNe não conseguiu se classificar para a fase de grupos, perdendo o jogo de desempate para Dire Wolves.

"Vou amassar o Shrimp"

A rivalidade entre Filipe "Ranger" Brombilla e Lee "Shrimp" Byeong-hoon foi uma das mais icônicas em 2018 e 2019, quando os atletas vestiam as camisas da KaBuM! e do Flamengo, respectivamente. Os dois caçadores viviam trocando farpas entre si, o que deixava ainda mais interessante, levando em conta que ambos estavam em times de alto nível. Ranger e sua equipe venceram o 2º split do CBLoL 2018 e uma final contra a equipe Rubro-Negra. Por conta disso, o atleta chegou confiante para o 1º split de 2019 e afirmou em entrevista que no confronto entre os dois, Ranger sempre seria superior e que iria amassar Shrimp novamente.

Personagem polêmico e emblemático na competição, Ranger deu o que falar com seu comentário — Foto: Reprodução/Riot Games Personagem polêmico e emblemático na competição, Ranger deu o que falar com seu comentário — Foto: Reprodução/Riot Games

Personagem polêmico e emblemático na competição, Ranger deu o que falar com seu comentário — Foto: Reprodução/Riot Games

Mas a provocação de Ranger teve um efeito contrário, e o split foi ótimo para o Flamengo. Por conta dessa entrevista e da campanha quase invicta dos Rubro-Negros, a fala de Ranger foi distorcida e virou um meme na comunidade, criando o famoso "Vô azazinar o Xurimpe". A KaBuM! terminou em sexto lugar na fase de pontos, enquanto o Flamengo perdeu apenas um jogo, terminando em primeiro. Durante os playoffs, o Fla venceu a CNB por 3-0, mas perdeu a final para a INTZ por 3-2. Curiosamente, Ranger substituiu Shrimp no Flamengo no fim de 2019 e continua no time carioca em 2020.

"Você vai voltar pra INTZ?"

A final do 1º split de 2017 teve Vivo Keyd e Red Canids, e muitas farpas foram trocadas no Pro vs Pro. Durante o quadro, o jogador da Carlos "Nappon" Rucker questionou se após perder a final seu oponente Gabriel "Revolta" Henud voltaria para INTZ, referenciando movimentos que o caçador tinha feito entre as duas equipes no passado. Em troca, Revolta disse que não iria perder, pois o confronto entre os dois era fácil para ele, pois tudo que Nappon aprendeu foi ensinado pelo seu ex-companheiro Gabriel "Tockers" Claumann, e tudo que Tockers sabia foi ensinado pelo Revolta.

Curiosamente, o time que Revolta atuou depois da Keyd foi a própria Red Canids — Foto: Reprodução/Riot Games Curiosamente, o time que Revolta atuou depois da Keyd foi a própria Red Canids — Foto: Reprodução/Riot Games

Curiosamente, o time que Revolta atuou depois da Keyd foi a própria Red Canids — Foto: Reprodução/Riot Games

A Keyd Stars perdeu a final por 3-0, mas Revolta permaneceu no time até o final de 2018, quando curiosamente foi contratado pela própria Red Canids, que na época disputava o Circuito Desafiante. Nappon ficou na Red até o meio de 2018, mas foi para a posição de reserva e quase não jogou durante esse split. Após passagens pela paiN Gaming e Santos e-Sports, Nappon se aposentou da carreira competitiva e agora é caster e analista do CBLoL.

"Eu sou macaco velho, Professor!!!"

Matheus "Professor" Leirião sempre foi conhecido como um jogador muito emotivo e empolgado durante os jogos, gritando com bastante frequência. Isso foi notado especialmente durante o 2º split do CBLoL 2015, quando o suporte jogava pela g3nerationX, e os jogadores respondiam a altura os gritos do então novato. Durante uma partida contra a Vivo Keyd, com a vitória garantida e conseguindo um abate em cima de Professor, o veterano Whesley "Leko" Holler exclamou com toda sua força "Eu sou macaco velho, Professor".

Leko esteve no cenário desde seus primórdios, tendo sido essencial para profissionalização da liga — Foto: Reprodução/Riot Games Leko esteve no cenário desde seus primórdios, tendo sido essencial para profissionalização da liga — Foto: Reprodução/Riot Games

Leko esteve no cenário desde seus primórdios, tendo sido essencial para profissionalização da liga — Foto: Reprodução/Riot Games

O grito se tornou recorrente entre os jogadores veteranos, que se mostraram bem incomodados com a afronta do novato. Luan "Jockster" Cardoso e Felipe "BrTT" Gonçalves foram outros que provocaram Professor com o grito no mesmo campeonato. Tanto a g3x quanto a Keyd Stars disputaram as semifinais, mas acabaram perdendo para INTZ e paiN Gaming, respectivamente.

Qual a sua skin favorita de League of Legends? Comente no Fórum TechTudo

Nunca jogou LoL? Saiba como mandar bem em sua primeira partida

Nunca jogou LoL? Saiba como mandar bem em sua primeira partida

Mais do TechTudo