Privacidade

Por Daniel Dutra, para o TechTudo


Proteger sua privacidade enquanto navega na Internet pode parecer difícil, mas há uma série de ferramentas disponíveis para impedir o rastreio dos seus dados. Considerando as polêmicas de comercialização de dados na deep web, coletados em função do uso de buscadores populares, como Google e Yahoo, é importante preservar a identidade na rede e evitar deslizes. Serviços como buscadores alternativos, redes de VPN e contas de e-mail temporário são algumas das alternativas para se proteger online. Confira, a seguir, as ferramentas mais importantes para usar a Internet sem deixar rastros.

Buscadores alternativos permitem preservar privacidade — Foto: Daniel Dutra/TechTudo

Semana do Consumidor 2020: quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Usar aplicativos de VPN

Uma das melhores formas de proteger sua privacidade na Internet é utilizar as VPNs. A sigla significa "Virtual Private Network", o que pode ser traduzido como "Rede Virtual Privada". Basicamente, esse tipo de serviço restringe o acesso às credenciais dos computadores e dispositivos em uma determinada rede. Assim, esses dispositivos podem se conectar uns aos outros por meio de uma rede de comunicação de acesso restrito, o que mantém os dados trocados entre eles mais codificados e seguros.

Em função disso, as VPNs apresentam diversas vantagens, para além da proteção da privacidade. Como elas restringem o acesso à origem da conexão utilizada, elas podem ser utilizadas para acessar serviços de streaming que não se encontram disponíveis na região do IP original de um usuário, por exemplo.

Como usar VPN no celular para acessar o WhatsApp

Como usar VPN no celular para acessar o WhatsApp

Apesar de todas essas vantagens, é preciso prestar atenção nos riscos oferecidos por serviços de VPN grátis e ilimitada. Alguns desses riscos são a transmissão de malwares, o roubo e venda de dados, e até mesmo a aplicação de ataques mediante ramsomware, que impede o acesso do usuário ao seu próprio dispositivo até que seja pago um valor de resgate para liberar o sistema.

Portanto, as melhores opções de VPN continuam sendo as pagas. Há diversas opções de destaque no mercado, como Private Internet Access, F-Secure Freedome VPN e NordVPN. Há também as opções oferecidas por serviços de antivírus, como é o caso do avast! SecureLine VPN.

2. Acessar sites apenas pela navegação anônima

A navegação anônima, função presente na maioria dos browsers, impede o registro de dados no histórico do navegador. Esse modo de navegação pode ser ativado em navegadores como o Safari, para iOS, por exemplo, bem como em navegadores como o Mozilla Firefox. A função também está disponível no Chrome para celular, tanto em sua versão para Android como para iPhone (iOS).

Modo de navegação anônima ou privada é ferramenta globalmente utilizada, mas apresenta limites — Foto: Reprodução/Barbara Mannara

É preciso ressaltar, no entanto, que há muitos mitos em relação ao uso da navegação anônima, tanto em desktop quanto em celular. Esse modo de navegação é útil principalmente para impedir o registro de dados no histórico do navegador, além de impedir muitos anúncios. Além disso, como impede a personalização de buscas em alguns sites, o modo de navegação anônima pode ajudar, por exemplo, na busca por produtos mais baratos.

Entretanto, a navegação anônima não torna o usuário completamente invisível. Como o IP do usuário continua ativo, o servidor de Internet, bem como agências de vigilância em massa, continuam tendo acesso às ações do usuário no espaço virtual.

3. Usar navegador com bloqueador de rastreadores

Uma ferramenta útil para a proteção da privacidade online são os navegadores com bloqueadores de rastreadores. Esse tipo de navegador traz uma ferramenta que bloqueia anúncios utilizados por empresas como Google e Facebook, o que protege os dados do usuário, além de tornar a navegação mais rápida.

Navegador da Mozilla com bloqueador de rastreadores atingiu um milhão de downloads em sua semana de lançamento para Android — Foto: Reprodução/Elson de Souza

Um produto de destaque é o Firefox Focus, navegador da Mozilla cuja versão para celulares Android foi lançada em julho de 2017 com a promessa de aumentar a privacidade e segurança de seus usuários. Esse navegador, cuja versão para iPhone havia sido lançada em 2016, chegou a atingir o número de 1 milhão de downloads já na primeira semana de lançamento de sua versão para o sistema Android.

4. Usar e-mail temporário para logins

Preservar sua conta de e-mail principal para spam é uma estratégia importante no ambiente virtual. Por isso, são cada vez mais comuns as opções gratuitas de e-mails temporários, que podem ser úteis para testar serviços sem compromisso e manter sua conta principal no anonimato. Os serviços podem oferecer benefícios diferentes para o usuário.

O Sharklasers permite modular diferentes domínios em seu e-mail temporário, porém não oferece possibilidades de resposta ou encaminhamento. Já o serviço 20 Minute Mail permite o envio de mensagens de texto e também imagens. Um dos sites com interface mais acessível é o Temp Mail. Finalmente, um serviço que se destaca é o Air Mail, que permite personalizar um endereço e, posteriormente, acessar uma caixa de entrada especial mediante uma URL.

Air Mail oferece link único para sua caixa temporária — Foto: Reprodução/Paulo Alves

5. Evitar o Google ou Yahoo

Evitar alguns dos principais buscadores é uma estratégia importante para preservar sua privacidade na Internet. Embora sejam muito populares, os buscadores Google e Yahoo têm um longo histórico de polêmicas quanto a privacidade de seus usuários. No caso do Google, o buscador armazena informações de seus usuários a cada busca direta, tais como cookies e endereço IP.

Além disso, o buscador utiliza o histórico de buscas de usuários para exibir anúncios. Devido a esses aspectos dos buscadores mais disseminados, há cada vez mais rivais de buscadores como o Google, como o Qwant, StartPage e DuckDuckGo.

DuckDuckGo é alternativa a buscadores mais populares como Google e Yahoo — Foto: Reprodução/André Sugai

Uma alternativa de destaque a buscadores como o Google ou o Yahoo é o DuckDuckGo. Esse buscador se destaca justamente pela promessa de maior privacidade, o que o ajudou a atingir a marca de 30 milhões de buscas diretas por dia em 2018. Outro diferencial do buscador é a menor ocorrência de propagandas no site.

Além de estar disponível para navegadores padrões, como o Firefox e o Chrome, o DuckDuckGo também pode ser acessado em tablets e celulares com os sistemas iOS e Android. Segundo a política de privacidade divulgada pela empresa, o serviço não utiliza cookies, além de não registrar os dados do IP de seus usuários.

Qual é a melhor VPN para jogos online? Opine no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo