Produtividade

Por Raquel Freire, para o TechTudo


O eSocial é uma plataforma criada pelo Governo Federal para que empregadores forneçam informações sobre os empregados pela Internet, de forma unificada. O portal, criado em 2014, permite que empresários e pessoas que contratem trabalhadores domésticos, por exemplo, possam oferecer FGTS, notificar aviso prévio, fazer folha de pagamentos, entre outros serviços.

O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas, como é chamado oficialmente, permite que qualquer pessoa possa se cadastrar, embora seja destinado ao contratante. Os serviços podem ser acessados facilmente no computador, por meio de navegadores como Chrome, Firefox e Microsoft Edge. Veja abaixo seis recursos úteis da plataforma eSocial.

Veja seis coisas que você pode fazer no eSocial, plataforma online do Governo para empregadores — Foto: Raquel Freire/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Veja também: Como pagar contas e boletos pelo celular? Veja aplicativos

Como pagar contas e boletos pelo celular? Veja aplicativos

Como pagar contas e boletos pelo celular? Veja aplicativos

1. Cadastrar funcionário

Uma das principais funções do eSocial é o cadastro de novos funcionários. O recurso permite que o empregador informe ao Governo, de maneira rápida, qualquer mudança relativa ao contrato de trabalho, como comunicações de acidente de trabalho, aviso prévio ou aumento de salário.

Após fazer o login, o empregador deve entrar no menu "Empregados" e selecionar a opção "Admitir/Cadastrar". A primeira tela requer o preenchimento do CPF, data de nascimento, nome e data de admissão do colaborador. Nos passos seguintes é preciso informar dados pessoais do empregado, endereço, dependentes, dados do contrato de trabalho, local e jornada de trabalho.

eSocial permite cadastro de novos funcionários — Foto: Reprodução/eSocial

2. Informar rendimentos

Também é possível fazer o informe de rendimentos dos seus funcionários diretamente pelo eSocial. A ferramenta facilita a apuração do Imposto de Renda pela Receita Federal, tornando o processo mais transparente. A funcionalidade encontra-se no menu "Empregados", disponível na tela principal.

Portal eSocial permite fazer o informe de rendimento dos empregados — Foto: Reprodução/eSocial

3. Fechar folha de pagamentos

O empregador consegue fechar a folha de pagamentos diretamente pelo site. Entrando no menu correspondente, basta selecionar o ano e o funcionário sobre quem deseja informar dados do pagamento. Salário, descontos, data de pagamento do salário e benefícios do INSS são algumas das informações que vão constar no documento.

eSocial possui ferramenta para fazer folha de pagamentos — Foto: Reprodução/eSocial

4. Se inscrever no CAEPF

A plataforma também permite se inscrever no Cadastro de Atividade Econômica da Pessoa Física (CAEPF), em vigor desde janeiro de 2019. O programa é destinado a pessoas que exercem certas atividades econômicas, mas são dispensadas de inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ). São obrigados a se cadastrar o contribuinte individual que tenha pelo menos um funcionário; produtor rural que contribui com a Receita; pessoa física que possua produção rural para venda, no varejo, a consumidor também pessoa física; donos de cartórios; e segurados especiais.

Na tela principal do eSocial, basta entrar no menu "Empregador/contribuinte" e selecionar "Acesso ao sistema CAEPF". O usuário verá o botão "Inscrever" à direita de "Atividades econômicas". Quem já era inscrito no Cadastro Específico do INSS (CEI) pode migrar a matrícula para o CAEPF pelo portal.

Portal do Governo permite realizar inscrição no CAEPF — Foto: Reprodução/eSocial

5. Acessar o Cadastro Nacional de Obras

O eSocial ainda inclui acesso ao Cadastro Nacional de Obras (CNO), banco de dados da Receita Federal que reúne qualquer tipo de obra da construção civil, como construção, reforma, ampliação e demolição de edificações ligadas ao solo ou subsolo. O sistema permite inscrever e alterar obras, consultar, paralisar, reativar e mudar ou reafirmar a responsabilidade de uma obra.

Acesso ao Cadastro Nacional de Obras (CNO) pode ser feito pelo eSocial — Foto: Reprodução/eSocial

6. Mudar seus próprios dados cadastrais

Você pode facilmente adicionar ou alterar seus próprios dados cadastrais junto ao Governo indo em "Dados do empregador/contribuinte", no menu "Empregador". Na tela, é possível incluir telefone de contato, se sua empresa é de trabalho temporário e até cadastrar softwares, no caso de desenvolvedores de programas.

Mudança de dados no cadastro do empregador no eSocial — Foto: Reprodução/eSocial

Qual é a melhor versão do Windows? Deixe a sua opinião no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo